Irish Angel - Capítulo sete.

Você é tão Londres com seu próprio estilo, seu próprio estilo e juntos somos bons, garota... / Nobody Compares - One Direction
"Pôr do sol"
Você P.O.V's

        Caminhei rápido pelos corredores frios da escola, minhas mãos estava a frente do meu corpo juntando as minhas mãos, o tênis fazia um som desagradável no chão, entrei no corredor antes da enorme escada de 23 degraus, me senti incomodada assim que entrei no último corredor, olhei para atrás era como se estivesse sendo perseguida, parei no meio do corredor e fiquei olhando para o lado aonde eu tinha ouvido passos, talvez seja coisas da minha cabeça. Me virei e subi as escadas correndo e o tênis fez mais barulho no piso que me assustou, respirei fundo e olhei pela última vez para trás antes que eu entrasse na biblioteca, parei na porta da mesma olhei pela vidro e lá estava Meg sentada em uma das mesas com um livro em seu colo e o cigarro em sua mão, suspirei fundo e empurrei a porta com cuidado entrando, ela tomou um susto de imediato mas ao me ver ela relaxou e voltou a olhar a capa do livro que tinha um desenho de dois meninos abraçados, mau pude ver o título do livro porque ela o jogou longe e soltou uma risada estranha.

Eu: O que você tem?
Megan: Olha o que Damon me deu. É maconha. -ela disse me mostrando o cigarro que tinha um cheiro horrível e que fazia minha cabeça doer-
Eu: Você não pode fumar isso, você sabe Megan... faz mau. -disse e encarando enquanto ela dava uma tragada e girava na mesa-
Megan: Sabe SeuNome, eu uso as pessoas... sabe as vezes elas me ajudam, tentam ficar do meu lado, serem as melhores pessoas pra mim, mas eu não quero isso eu quero prejudicar elas eu quero ver ela chorar eu quero ver a vida dela destruída como a minha, mesmo que ela tente ajudar a minha vida a ficar que nem a dela, ela não sabe o que eu passei até aqui, por quê ela quer ajudar só uma metade dela? -eu estava pronta pra responder mas ela me interrompeu- Então eu resolvi que eu estragaria a vida daqueles que se aproximassem de mim ou até daquelas que não se aproximassem de mim mas eu queria aproximação. Minha mãe diz que eu sou doente por fazer isso mas eu só quero ver aquela pessoa chorando, sofrendo e ver como a vida dela é uma bosta como a minha.
Eu: Me dê esse cigarro aqui Megan você já tá falando besteiras. -disse tentando pegar o cigarro de sua mão-
Megan: Eu não sou uma vadia SeuNome, por quê as pessoas dizem que eu sou vadia? -ela disse se levantando da mesa impedindo que eu pegasse o cigarro-
Eu: Niall não falou isso por mal Megan, você não é uma vadia.
Megan: Mas todo mundo diz, é porque eu sou, né?
Eu: Não, nem sempre é assim. Eu vi pessoas chamarem a minha prima de feia e ela não é feia... nem tudo o que todo mundo diz é verdade, talvez eles sentem inveja de você.
Megan: Será que eles sentem inveja de mim? -ela disse rindo e tragando o cigarro- Porque eu sou linda... -ela pausou- Você sente inveja de mim né? -respirei fundo-
Eu: Você é louca. -sussurrei- Não Megan, eu não sinto inveja de ninguém.
Megan: Aqui entre nós, eu ando com você porque você tem o irmão gatinho, porque se não... -ela não terminou e eu cruzei os braços a encarando- Não queria te magoar, é a verdade.
Eu: Infelizmente que você nunca vai conseguir ficar com o meu irmão.
Megan: E nem você com o Nialler. -então ela tem essa intimidade com o Niall?-
Eu: Mas eu não quero ficar com o Niall, ele é mais velho que eu, e nunca olharia para mim como alguém que ele quer ficar.
Megan: Pelas suas palavras é como se você quisesse ficar com ele.
Eu: EU NÃO QUERO. -gritei a encarando e ela parou de falar e ficou me encarando-
Megan: Porque você sabe que não ficará com ele, porque ele não olhará pra você como mais uma irmã do meu amigo.
Eu: Nossa, mesmo assim eu nunca ficaria com ele.
Megan: E parece que com ninguém né SeuNome? Você não saí, você só fica por ai andando sozinha, não fala com ninguém, não interage, me diz com quantos meninos que você já ficou até hoje. -eu ia responder e ela veio andando na minha direção falando sem tempo de eu começar a falar- SeuNome você precisa sair por ai, ir em festas, sair comigo, se divertir, ficar com os garotos, namorar, beijar na boca. Aposto que tem 16 anos e é virgem. -não respondi- não existe mais meninas de 16 anos que seja virgem. -escutamos a porta da biblioteca bater, mas ninguém entrou que eu tenha visto- Então... SeuNome, você precisa fazer o que adolescentes fazem, começar por isso. -ela apontou o cigarro e eu fui para atrás e ela me seguiu- Pegue é simples, coloca na boca e puxa o máximo que conseguir irá se transformar em uma fumaça você simplesmente soltará a fumaça como se estivesse inspirando e respirando o ar. Todo mundo aprende a fazer isso nas aulas de natação. Agora vá. -neguei com a cabeça- Você vai ver, vai dar uma sensação de que você é diferente.
Eu: Não quero ser diferente, eu estou feliz assim.
Megan: Mas você verá como vai mudar sua vida, Sabe os meninos que você gosta na escola? -assenti- você vai ver como eles vão te achar mais acessível, vão te achar mais legal, vai por mim.

        Fiquei encarando seus grandes olhos castanhos, seus cabelos castanhos sobre seu rosto enquanto ela esticava o cigarro na minha direção, por que era tão tentador? Por que eu ia tanto pela cabeça das pessoas? Por que eu sou tão idiota assim? A Megan conseguia fazer a cabeça das pessoas, eu já tinha ouvido isso pela escola, eu não deveria me levar dessa vez, mas tudo o que ela tinha dito, será que realmente isso mudaria alguma coisa na minha vida? Será que eu seria alguém além do que “A metida da escola”? Ou seria sempre assim, tímida, com vergonha de falar com o pessoal da escola, sempre assim? Eu não tinha resposta, muitas pessoas diziam que droga é ruim mas muita gente também já disse que é ótima, mas eu estava em duvida.
        Em meio aos meus pensamentos eu mau pude ver que já estava com o cigarro nas minhas mãos e Megan estava com as mãos sobre as minhas me ajudando a colocar aquele pedaço de papel umedecido na minha boca, olhei para a Megan que sorria, traguei o cigarro e aquele gosto horrível invadiu a minha boca, abaixei a minha cabeça e era como se tudo estivesse rodando, soltei a fumaça que restava e fechei meus olhos sentindo o gosto ruim da maconha descer a minha garganta eu estava com uma vontade excessiva de cuspir a minha saliva. Comecei a sentir uma sensação estranha como se quisesse vomitar, minhas pernas tremiam e eu estava com frio. Cruzei meus braços e fiquei olhando pra Megan que sorria pra mim, comecei a sentir minha cabeça doer e o gosto horrível daquele cigarro ainda estava na minha boca.

Megan: Você precisa dar mais tragadas! -ela disse em forma de ordem-
Eu: Eu não preciso disso. -cai na real-
Megan: Só mais umas duas, você vai ver como isso é sensacional, aproveita que está acabando.
Eu: Eu já disse que...
XXX: Eu preciso de dar tragadas. -ouvi uma voz máscula soar por toda a biblioteca, senti arrepios na nuca e eu já sabia de quem era aquela voz, continuei olhando o chão enquanto vi as sombras dos pés do Niall se aproximando-
Eu: Niall eu... -ele me interrompeu-
Niall: Cala a boca. -fiquei quieta e assustada- Me dá aqui? Eu também quero provar. -ele disse sarcástico e pegando da mão da Megan que sorriu-

        Niall pegou o cigarro e Liam que estava com ele se aproximou, eles se entre olharam, Niall segurou direitinho o cigarro em sua mão, ele encarou a Megan e sorriu.

Niall: Aqui não é lugar de fumar maconha, eles podem ver a fumaça. -ele se aproximou perto dela e praticamente colou os corpos, engoli seco o encarando e ele olhou pra mim e sussurrou- Vamos em outro lugar. -assim ele colocou as mãos sobre o ombro da Megan e a puxou, colocou o cigarro na boca e saiu dali e o Liam ficou.-

        Eu fiquei lá, parada olhando e pensando no que ele estava fazendo, se ele era assim mesmo ou se ele estava fazendo isso porque eu estava, mas porque ele estava fazendo isso por quê eu fiz? Ele não tem nada a ver comigo? E porque ele se importaria comigo, uma menina que ele atropelou, que é desastrada, que não liga pra nada e pra ninguém. Por quê?!

Eu: Porque ele tá fazendo isso?
Liam: Porque ele odiou ver você tragando aquele cigarro não é obvio?
Eu: Mas porque ele se importa comigo? Nunca ninguém se importou.
Liam: Não seja idiota, você sabe que só ele terá as respostas e parece que o Niall agora se importa com você.

        Encarei o Liam e ele enfiou as mãos dentro do bolso da calça e saiu andando que nem um pato por aquela porta, fiquei encarando o chão e minhas mãos tremeram, olhei em cima da mesa e o meu celular estava ali, o peguei e abri a agenda, tinha o nome da Aline e depois a Camila, se eu ligasse para a Aline com certeza ela me daria um sermão e então liguei para a Camila, sua voz soou tão calmamente que eu perdi a minha e comecei a falar com desespero em minhas palavras, assim que deliguei o telefone eu já estava do lado de fora da escola procurando por Liam que estava subindo o morro da escola e indo para aonde ficava as árvores, o bosque. Eu parei e fiquei olhando o Liam, ele foi andando entrou no meio das árvores e sumiu, olhei em volta e tinha bastante gente na quadra assistindo, ninguém sentiria minha falta. Suspirei fundo e comecei a andar mais rápido na direção do bosque, olhei pela última vez pra trás e entrei no meio das árvores lá estava escuro tinha muitas árvores o que complicava tudo, parei entre duas árvores e fiquei em silêncio, não dava pra ouvir conversa, nem passos, nada. Olhei pro outro lado e vi um vulto e então fui andando pra lá, continuei andando até que encontrei os três. Liam estava sentado no chão, com o capuz de sua blusa na cabeça e Niall e Megan não estavam aqui, me sentei do lado do Liam e ele me olhou.

Liam: Vai sujar seu vestido amarelo princesa. -ele disse em forma de zombamento-
Eu: Não me importo, nada que um pouco de água e sabão não resolva.
Liam: Minhas roupas estão sujas você não está afim de lavá-las?
Eu: Não, você já levou a lavanderia. -ele riu-
Liam: Boa memória.
Eu: A minha memória é maravilhosa... -ficamos em silêncio- Aonde está Niall e Megan?
Liam: Ela foi tomar um leite. -olhei pro Liam curiosa e ele riu- Eles foram dar uns pegas.
Eu: Uns pegas? Achei que o Niall não fazia isso.
Liam: Ele pode ser santo mas quando ver uma mulher gostosa dando mole você acha realmente que ele não quer?
Eu: Ah! -suspirei- Homem é tudo igual mesmo. -revirei os olhos-
Liam: Ahn, ciúmes?
Eu: De quem?
Liam: Do Niall né?! -ele me encarou- Ou você é lésbica?
Eu: Não Liam, não! -disse séria-
Liam: O que? Qual o problema em ser lésbica? -não respondi- Não vejo mau nenhum, se você for lésbica eu irei aceita numa boa e...
XXX: Por favor Liam, da um jeito naquela louca. -Niall disse parando atrás de nós com suas mãos no joelho e respirando ofegante-
Liam: O que aconteceu?
Niall: Eu a levei pra dar uma volta, pra conversar e chegou ali em cima ela começou a tirar a roupa, me jogar no chão, ela é louca? Eu disse pra ela ficar lá que eu ia pegar camisinha e ela ficou. Por favor me ajuda, eu não quero voltar lá. Prefiro uma menina assexuada do que uma menina com aquele fogo. -eu gargalhei e o Niall continuou sério olhando pro Liam-
Liam: E o que você quer que eu faça? Vá lá e jogue água nela?
Niall: Não você com suas sábias palavras vai lá faz ela parar com aquilo, eu não volto lá nem se me arrastarem. -Niall se sentou do meu lado- Ficarei aqui.
Liam: Então vai ser assim, deixamos ela lá e agora só irmos embora... -ele pausou- Espera e cadê o cigarro?
Niall: Você acha mesmo que eu fumaria aquele negocio? Se eu quero acabar com as minhas necessidades eu me tranco no banheiro e uso minha mão para me dar prazer, melhor do que sentir prazer com vários hormônios fazendo festa dentro de você.
Liam: Meu garoto... agora levanta e vamos-embora daqui correndo.
Eu: Mas ela é minha amiga.
Liam: Você ouviu o que ela falou pra você na biblioteca? Aquilo não é amizade, você precisa aprender muito o que é amizade. -fiquei pensativa-
Niall: Vamos logo. -ele disse nos apresando-
Liam: SeuNome... você se importa de ir na frente vou falar uma coisa rápida com o Niall já te encontramos.

        Assenti sem dizer nada levantei dei algumas batidinhas de leve no meu vestido e sorri gentilmente pra eles e sai andando, olhei para atrás pra ver se via a Megan mas não a vi, sai entre as árvores descendo devagar, e novamente as minhas perguntas sem respostas, como se todo mundo resolvesse me ignorar e não ter as exatas respostas pra mim. Estava indo pra quadra quando sinto alguém me puxar, rezei para que não seja o Damon, respirei fundo e me virei sorrindo e não era o Damon meu sorriso se estendeu mais e eu sorri gentilmente.

Eu: Oi Zayn! -disse ao vê-lo ali na minha frente- Você por aqui. -o abracei e era o mesmo abraço de sempre, aconchegante, simples, apertado e com os nossos corpos se colando-

        Fazia um tempo que eu não o via, segundo o Justin, Zayn começou a trabalhar em um cinema e trabalhava mais do que respirava então nunca mais o vi, eu conheço o Zayn desde o segundo dia que eu vim morar em Londres, foi o único que me acolheu bem na escola, na rua. Na verdade ele é amigo do meu irmão, os dois fazem aula de basquete ou futebol juntos, Justin e Zayn foi amizade espontânea quando se deram conta os dois estavam indo embora juntos conversando e descobriram que morava um na rua atrás do outro. Então em uns 5 ou 6 dias Zayn foi em casa, jogou videogame com o Justin depois ele começou a trabalhar e nunca mais se viram, só se falam por telefone ou as vezes a noite o Zayn da um grito no meu irmão, fala com ele e vai embora, coisa de segundos.

Zayn: Sim, vim ver seu irmão jogar. -ele disse e eu me soltei do abraço constrangida- Você não vai ver, fiquei sabendo que o jogo já começou.
Eu: Começou sim, mas é que eu tava conversando com um pessoal.
Zayn: Quem diria? A senhora antissocial está fazendo amigos.
Eu: Na verdade não... -peguei na mão do Zayn- Vamos pra quadra.

        Fui levando ele até a quadra, nós descemos as escadas e encontrei com a minha mãe que me olhou e rapidamente desviou o olhar, ela estava nervosa, sentei do lado dela que era aonde Niall estava sentado antes e o Zayn sentou do meu lado no lugar de Liam.

Zayn: A Senhora está bem? Nomedasuamãe?
Mãe: Sim Zayn, estou muito bem, e você?
Zayn: Estou bem sim, muito trabalho mas estou ótimo. -eu o encarei e ele sorriu, aproximou seu rosto do meu e eu tremi- Você está muito bonita com essa roupa. -ele sussurrou perto do meu ouvido, senti todos os pelinhos da minha nuca arrepiarem e Zayn percebeu rindo-
Eu: Você deveria parar de fazer isso. -sussurrei olhando pra ele, ele sempre teve a mania de falar assim perto do meu ouvido-
Zayn: Isso o que? -ele perguntou sarcástico e logo riu-
Eu: Idiota. -dei um tapa nele e ele gargalhou-

        Olhei para a quadra e o Justin estava no meio dela que nem um retardado atrás da bola, eu agarrei o braço de Zayn e fiquei vendo o Justin jogar, ele sempre jogou muito bem, todo mundo torcia para ele porque ele realmente bom no futebol, mas ele não gostava de jogar futebol, joga para aparecer o “Orgulho” da família, mas eu sei, só eu sei o que realmente o Justin quer pra vida dele, e não envolve bola.

[…]

        Zayn dava cada grito quando metiam falta no Justin que eu achei que ele ia descer lá embaixo e mostrar pro Juiz como que se manda em um jogo, era incrível. Já tinha se passado quase uma hora de jogo e Niall e Liam? Bom, os dois voltaram e quando Niall me viu conversando e rindo com o Zayn, só pra provocar ele fez questão de passar por nós esbarrando seu braço no meu pra que eu notasse sua presença, se eu fosse um pouco mais idiota diria que ele tava sendo ignorante mas saquei que o Niall tá querendo alguma coisa, e tá chamado a minha atenção.
        O jogo acabou e o Zayn automaticamente me abraçou porque o Justin tinha ganhado, ou melhor o time do Justin tinha ganhado, eu fiquei realmente feliz até abracei a minha mãe, que suou frio ao sentir o meu abraço contra o dela, ela sorria enquanto me abraçava e sua voz saia abafada enquanto ela falava “nós ganhamos”. Vi as líderes de torcida descer pelas escadas laterais e a Megan me fitou com os olhos cerrados enquanto descia, Zayn me segurou pela cintura e eu soltei a minha mãe, vi Justin vindo correndo e Jasmine grudou as mãos no vestido da minha mãe.

Justin: Ah qual é, eu sou bom demais. -ele disse abraçando a minha mãe-
Mãe: Parabéns filho, você foi ótimo.

        Sua testa estava formando bolinhas de suor e me lembrava quando eu jogava bola na rua, eu nem sei porque eu jogava bola, eu só ia na onda da Aline e acaba jogando junto, no fim do dia nós estávamos com nossos pés sujos, nossas roupas sujas, suadas e com o corpo colando mesmo assim sentávamos na calçada e ficamos conversando até nossas mães aparecerem no portão gritando nosso nome pra todo o mundo ouvir e a gente entrar correndo e ainda pedindo para ela não nos bater. Eu tive a melhor infância da minha vida, disso eu tenho certeza.

Justin: Oh cara, você veio. -ele disse indo na direção do Zayn, que era a mesma direção que a minha até porque o Zayn estava atrás de mim- SeuNome, Zayn, Niall, Mãe, Jasmine... tudo tão perfeito com vocês aqui.
Eu: E Liam. -disse pra não deixar o menino mal-
Justin: E Liam. -ele repetiu e todo mundo riu.- Muito obrigado por virem me dar esse apoio e PORRA EU GANHEI.

        Nós rimos e Justin me abraçou junto de Zayn e eu pude sentir seu perfume doce e amargo ao mesmo tempo, soltei por constrangimento e o Justin passou pela gente indo na direção de Niall, eu voltei a agarrar o braço do Zayn e comecei a prestar atenção no Justin.

Justin: Eae Niall e … Liam! -ele disse rindo- vamos descer lá no vestiário pra conhecer as anfitriãs. -ele disse rindo e saiu andando e os meninos seguindo ele-
Eu: Você não vai? -perguntei pro Zayn.-
Zayn: Já conheço e vai por mim são a anfitriãs mais feias que eu já vi na minha vida. -gargalhei, Zayn se esquivou contra meu peito olhando pra minha mãe, olhei para a escada e o Niall me olhava- Nomedasuamãe, será que posso roubar sua filha um momento? -ela tava se referindo a mim? Obvio né não seria a Jasmine-
Mãe: Claro Zayn, fiquem por perto. -ela disse sorrindo-
Zayn: Vem! -Zayn me puxou de uma forma que eu tomei um susto, comecei a andar com ele enquanto ele me puxava, recebi uma mensagem era da Megan.-

“Eu acho que o Niall quer alguma coisa comigo, o que você acha?”
“Não sei, não conheço o Niall” -respondi.
“Mas acho que ele quer, ele tá jogando olhares pra mim sedutores. Cadê você?”
“Estou andando com o Zayn, por quê?” -respondi e o Zayn parou-
“Nada eu só queria saber, pra quando eu ficar com o Niall eu te contar.”

        Não a respondi, as vezes eu achava que a Megan era bipolar, porque as vezes ela faltava me xingar, me bater me odiar pra sempre e na outra ela tava sendo super minha amiga, estava sendo uma pessoa que eu sei que ela não é, ou será que ela é gentil comigo? Não, definitivamente ela estava sendo falsa ou bipolar.

Zayn: Então SeuNome. -ele começou a falar- Conheço um lugar bacana aqui perto, podemos ir com o meu carro e a gente chega lá em 10 minutos eu te mostro e daqui a pouco a gente volta.
Eu: Não sei Zayn, a gente nem se fala muito dai a gente sai junto.
Zayn: Vai SeuNome, a gente já saímos várias vezes juntos, lembra no terceiro dia que a gente se conheceu e eu te paguei um sorvete? Vamos?
Eu: Tá bom Zayn, vamos!
Zayn: Qual é daquele menino loirinho, ele ficava toda hora te olhando.
Eu: É um amigo novo do meu irmão. -sorri pro Zayn enquanto eu abria a porta do carro dele- Ele é legal, você deveria conhecer eles.
Zayn: Sou feliz assim. -ele disse entrando no carro-

        Fiquei em silêncio enquanto o Zayn cantarolava uma música que tocava na rádio, ele foi me levando pra um lugar que eu particularmente não conhecia, senti meu celular vibrar e era a Megan, porra que menina chata.

“Aonde você está? Liam está te procurando, disse que o Niall só vai ficar comigo se você estiver aqui”
“Mas que infantilidade desse Niall, eu sai com o Zayn não volto agora.” -respondi-
“Por favor SeuNome, cadê você... eu quero ficar com o Niall”
“Vamos fazer assim de noite eu passo na sua casa, a gente o chama e ele fica com você, combinado?”
“Combinado SeuNome, mas por favor não me desaponte.”
“não vou” -mandei de volta-

        A rua estava deserta e eu estava quieta ainda, Zayn parou o carro e desceu e eu fiz o mesmo, olhei para ele confusa e depois olhei para a nossa frente, tinha uma trilha de areia e no fim dessa areia podia se ver o pôr do sol que estava lindo. Eu pouco tinha visto o sol hoje jamais imaginaria que veria o pôr dele. Sorri pro Zayn e ele se sentou em cima do capô de seu carro e deu leves batidinhas no mesmo e eu me subi do lado dele, ele me abraçou de lado e eu apoiei minha cabeça em seu peito enquanto em silêncio olhávamos aquilo.

Niall P.O.V's

Eu: Você acha mesmo que estou me importando com quem ela está saindo? -perguntei a Liam enquanto nós íamos em direção a entrada na escola-
Liam: Então para de ficar perguntando aonde está ela toda hora, para de perseguir ela, para de se importar com ela. Porque isso já está ficando chato, eu não sei porque você fica correndo atrás dela. -parei-
Eu: Eu não estou correndo atrás dela.
Liam: Como se eu fosse cego, primeiro você se importou com ela quando ela ia pegar um ônibus você me fez entrar no carro e irmos levar ela até a casa dela que é longe pra caramba, agora você me pede para vir aqui, e me conta que dormiu na mesma cama que ela e que também te deu banho porque você afundou as mágoas nas bebidas e agora está aqui que nem um idiota procurando por ela e inventou para aquela menina que só vai ficar com ela se a SeuNome estiver aqui, que vontade é essa de estar perto dela? Você não é assim Niall.
Eu: Você tem rasão eu sou indeciso nunca sei quando tem uma menina certa pra mim, sou estranho não tenho minhas decisões próprias isso é idiota. -Liam concordou-
Liam: Sempre que uma menina sorri você fica assim, besta, idiota, mongo, lerdo e achando que a menina sente alguma coisa por você, mas Niall caia na real nem todas querem algo com você. -encarei ele e concordei, ele estava certo- E nem todas as meninas que tem carinhas de fofas, que tem o jeito meiguinho significa que elas precisam de ajuda, a SeuNome não precisa da sua ajuda, ela não precisa de você.
Eu: Mas eu só queria saber se ela ficaria bem, você sabe eu me importo com as pessoas.
Liam: Se importa mais do que deveria, porque elas não se importam com você.

        Senti um aperto no coração e fiquei em silêncio roendo minhas unhas, eu estava sendo um idiota, ela não ligava pra mim, afinal nenhuma menina liga e isso me deixa extremamente irritado, vi o Justin se aproximar e ele veio sorridente, parou ao nosso lado e envolveu as mãos sobre meu ombro.

Justin: Conversei com o Zayn, vamos fazer uma festa hoje.
Eu: Em comemoração do que?
Liam: Da primeira vez de muitos campeonatos vencido por Justin Bieber. -ele riu-
Justin: É isso mesmo cara.
Eu: O que vai ter nessa festa?
Justin: Mulheres, bebidas, e mais mulheres.
Eu: Ah, eu topo, tenho nada pra fazer, mas vou levar uma menina comigo. -todo mundo me olhou e o Liam olhou como se soubesse quem- A Megan. -Liam arregalou os olhos-
Liam: A Megan?
Justin: A melhor amiga da minha irmã?
Eu: Sim, a Megan.

<<< Capítulo Anterior                                                  Próximo Capítulo >>>

Desculpa a demora. 
13

13 comentários:

  1. Adoreiiiii
    Estou curiosa p/ o próximo
    Continuaaaaaa
    Annah C.

    ResponderExcluir
  2. Adoreei *- Continuaaa ~Maju

    ResponderExcluir
  3. Eu: Você tem rasão eu sou indeciso nunca sei quando tem uma menina certa pra mim, sou estranho não tenho minhas decisões próprias isso é idiota. -Liam concordou-

    *Razão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Noossa...Por causa de um 'S' ? Ah, é cada uma. Ngm é perfeito cara, só um errozinho né krida, mudou MUITAA coisa amor! Aff ¬¬
      TAA PERFEITOO CAMS! Continua assim!
      Bjos *-*

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. ta perfeito continuaaa¹¹¹

    ResponderExcluir
  5. adoooooooooooorei coontinua poor favor

    ResponderExcluir
  6. Amando *O*
    Kath xx.

    ResponderExcluir
  7. Haaaa perfeito, Continua Cami
    Carol (: (leitora nova li suas fics são perfeitas adorei essa)

    ResponderExcluir
  8. Perfeito, sim ou claro?
    Coontinuuua por favor!!
    Kissus

    ResponderExcluir