Stole My Heart - Capítulo 27 / 2ª Temporada


- EU, VOCÊ, SEAN E MAIS NINGUÉM

Marcel & Hazz | via Tumblr

P.O.V. SEUNOME
Eu: Harry você vai ter que contar!
Harry: Não... não dá SeuNome. E para de gritar, vai acordar o Sean!
Eu: Depois eu faço ele dormir de novo. Agora me explica, que história é essa do Paul agora querer a sua família? Pelo amor de Deus, o que vocês fizeram?!
Harry: - bufou - Já disse que agora não é uma boa hora, caramba.

     Continuei sentada no sofá, mas ele se levantou, pegou um casaco e saiu do apartamento batendo a porta com força. Fui pra varanda, que dava de frente pra entrada do prédio e o vi saindo a pé pegando um óculos escuro nos bolsos e colocando a blusa com capuz. Me sentei no chão de lá mesmo e fui ficando incomodada com essa história. Estava passando mais do que dos limites.
     Me deixe explicar, são 4 e pouco da manhã, eu e Harry estávamos dormindo quando o celular dele apitou e como ele tem sono pesado, eu fui ver. Era uma mensagem do Louis falando:

"A família Styles já sabe que tem que se proteger do Paul?"

     Fiquei apavorada, arranquei o cobertor dele e comecei a perguntar do que os pais e as irmãs dele tinham que se "proteger" e o que Paul tinha haver com o que poderia acontecer, mas ele simplesmente não queria responder, tentava fugir do assunto. E o resto... você já deve saber. 
     O vento começou a bater muito forte, e como meu pijama era curto resolvi sair da varanda. Tranquei a porta de vidro e fui pro quarto de Sean, ele estava parado olhando para os animais de sombra que se formavam no teto e na parede mexendo e chacoalhando as mãozinhas. O peguei no colo e levei pro meu quarto, fiz um pequeno cercado com travesseiros e voltei pra cozinha pra pegar algo pra comer, voltei e Sean tentava se mover incomodado. Liguei a televisão e sentei na cama, o peguei no colo e fiquei o amamentando vendo TV, mas nem prestava atenção no que passava e sim no que Paul queria fazer e onde Harry tinha ido se enfiar.

[...] 

     Já haviam se passado uma hora e alguns minutos que Harry havia saído e não voltado até agora, Sean já havia dormido, eu estava sentada na bancada da cozinha mexendo em um pedaço de pizza que eu não estava mais afim de comer e do mesmo local eu assistia a televisão no qual passava uma série daquelas que não me agrada. Escutei meu celular vibrar quase cai da bancada com o susto, procurei o mesmo pelo local e avistei ele em cima da mesa de centro da sala, caminhei até lá e o olhei era uma mensagem, peguei meu celular achando que seria Harry mas a mensagem era desconhecida, me deu uma aflição, uma pontada forte no coração e comecei a soar frio, eu já tinha pavor de mensagens desconhecidas, abri a mensagem com uma certa agonia. 

"Eu não gostaria de ver o que o Harry tá fazendo em WatFord, em frente a sorveteria yoggi"

     Encarei aquela mensagem por alguns minutos, será que Harry estava mesmo lá em WatFord? Ou era alguém querendo que eu fosse pra lá, pra me fazer algum mau? Eu já tremia, talvez por conta do frio, ou não! Rapidamente liguei pro Harry e apenas tocava e ninguém atendia, liguei pela segunda vez e ele não atendeu, rapidamente fui pro meu quarto, troquei de roupa colocando apenas um calça jeans e colocando uma blusa de frio por cima da blusa do pijama, calcei um tênis e peguei Sean e coloquei um macacão nele, peguei um cobertor dos demais que ele tem e peguei ele no colo e o cobri, sei que estava arriscado a saúde dele mas eu não tinha outro jeito ou iria atrás do Harry ou deixaria meu filho aqui. Voltei pra sala peguei meu celular e enquanto descia tentava ligar pro Harry  Passei por muitas pessoas que me olhavam deveriam pensar algo como "Nesse frio ela saindo com uma criança de colo a uma hora dessas" Confesso que também pensaria assim se visse uma pessoa saindo a uma hora dessas com uma criança no colo, por minha sorte assim que sai do prédio e vi um táxi o chamei, em plena 6:15 da manhã e eles estando aqui para salvar a minha vida, literalmente. 
     Disse á ele aonde era pra me levar e ele me olhou curioso, disfarcei e tirei a coberta de cima de Sean o olhei e ele dormia como um anjo, sorri e dei um beijo em sua testa, talvez ele fique com manchas vermelhas depois mas isso não importa. 

[...] 

     Cheguei em frente a Sorveteria Yoggi, paguei o táxi e desci, olhei em volta e não tinha nada e ninguém, a rua estava vazia, não passava carro, não tinha lojas abertas, não tinha completamente ninguém, nem as tais pessoas que saem para trabalhar uma hora dessas. Comecei a andar lentamente e escutei umas conversas e recebi outra mensagem, também desconhecida.

"Por quê demorou tanto? Ele já deve ter usado umas duas enquanto você não chegava" 

     Usado umas duas? Como assim duas? Duas o que? Fui andando em direção a voz que dava em um beco perto dali do lado de uma padaria que também estava fechada, resolvi que passaria direto pelo beco e olharia lá pra ver se conhecia quem estava lá, ou se Harry estava ali. Eu ainda não acreditava que estava aqui com Sean nos meus braços por conta de uma mensagem desconhecida. Passei em frente o beco e tinha três meninos ali, parei em frente e senti minhas pernas fraquejarem, fechei meus olhos pedindo que aquilo não fosse verdade, no mesmo instante senti uma pontada forte no meu coração, abri os olhos e Harry estava ali, junto de dois amigos dele que eu já vi foto, Harry estava de costas pra rua e um dos meninos estava apoiado naquelas escadas de emergência que tem do lados de fora dos prédios, e o outro meninos estava com Harry ascendendo um cigarro. Suspirei fundo, eles estava longe não tinham me visto, comecei a andar na direção dos três enquanto meu tênis fazia barulho no chão, Harry se virou arregalando seus olhos assim que me viu, eu parei em uma distância de três metros dele, ele não tinha o que falar mas eu tinha, eu estava nervosa, minha raiva passava por cada veia do meu corpo. 

Eu: Então é assim? Você fica com raiva e vem descontar sua raiva em um cigarro de maconha Harry  Enquanto eu fico lá em casa preocupada com você, cuidando do seu filho. 
Harry: Eu... SeuNome... eu... POR QUÊ VOCÊ TÁ AQUI? COM ELE? A ESSA HORA? -ele gritava chorando- 
Eu: Harry  eu tô preocupada com você. Você me deixou falando sozinha, saiu nervoso. E queria que eu ficasse como? em casa esperando você chegar drogado?
Harry: Eu não ia chegar drogado! -ele disse se aproximando e eu dei um passo pra trás- 
Eu: ATÁ, PORQUE VOCÊ NÃO CHEGARIA EM CASA. -gritei e Sean deu uns gemidos- O que você pensou quando veio pra cá? Que ia esquecer seus problemas fumando um pouco de maconha? e depois? o que você faria depois? Voltaria pra casa e encontraria o problema que você tentou esquecer, porque droga não apaga os problemas, faz você esquecê-los, mas se você é homem de verdade e encara todos os seus problemas, você tem que resolvê-los e não tentá-los esquecer. 
Harry: Me desculpe eu não sabia o que fazer. 
Eu: Você não precisa usar isso, você tem eu... você tem seu filho. Você tem as melhores pessoas que te apoiam em tudo. -me aproximei dele colocando minha mão em seu rosto e sentindo as lágrimas quente do Harry  Eu só quero que todo esse pesadelo acabe, que tudo volte ao normal, eu só quero ficar com você, com o Sean e com mais ninguém.

     Ele me olhou e me deu um abraço calmo e de uma pessoa que está assustada, foi como abraçar uma criança que acaba de se machucar feio pela primeira vez, frágil e com medo daquela pequena coisa que cicatrizará, mas pra ela durará muito tempo e pode até mata-la. Sean gemeu baixo, estava frio então o arrumei no colo mas Harry o pegou. Os dois meninos ficaram nos encarando de um modo que me assustava um pouco, estava com receio do que eles fariam... mas pode ser só coisa da minha cabeça também. Harry abriu um sorriso que pra alguns seria medonho, mas pra mim foi reconfortante o ver sorrir e parecer pensar sobre as palavras que eu tinha dito. A cara de sono amassada encarando Sean que prestava atenção em tudo, o cabelo bagunçado e o corpo cansado que muitas pessoas não conhecem direito por só vê-lo arrumado em premiações, shows, entrevistas e etc agora parecia que entendia tudo, como se a ficha do que ele poderia ou fez tivesse caído.
     Fiquei parada perto de Harry o observando, algumas lágrimas novamente rolaram pelo seu rosto e eu as limpei, mas não funcionou. Ele chorava feito uma criança, mas sem som. Lágrimas incontroláveis em seu rosto pingavam algumas vezes no nariz de Sean que ria baixo, pela primeira vez desde que ele nasceu, ele parecia calmo e dava seu primeiro sorriso. E de repente você percebe, que a vontade de desaparecer que você já teve um dia... some, sai de você. De repente eu enxergava o que me manteve firme por tanto tempo, as duas pessoas que no momento eram as mais importantes pra mim. Especialmente e pessoa que mesmo após a morte do meu pai, de tentavas horríveis de morte e brigas continuou ao meu lado me procurando quase pelo mundo todo. Percebi que não devia brigar mais com ele agora. Ele estava assustado pela situação de Paul querer a família dele por algum motivo, e Harry ão é mesmo o pegador e mauricinho que a imprensa diz, ele é mais inseguro que eu, se isso é possível. E Harry eixou-se por ser influenciado no seu momento de fraqueza.

Harry: Eu te amo. - ele disse me tirando do transe de pensamentos
Eu: Eu também te amo, mas se você fizer isso de novo... eu juro que fujo com Sean e nunca mais volto. Assuma a idade que tem e enfrente seus problemas, não fuja deles feito um covarde!
Harry: Não farei, prometo - disse e me deu um selinho, logo senti o gosto estranho em seus lábios mas me calei
Eu: Vamos pra casa?
Harry: Tá.

     Ele ficou falando com Harry, fomos caminhando até um ponto de táxi não muito longe dali. Sentei-me no banco do ponto com Sean que apertava meu dedo com uma mão, olhei no celular e faltavam poucos minutos pras 7 da manhã.   
     Um táxi qualquer parou e entramos nele, Harry eu o endereço do nosso prédio e o motorista ia indo calmamente, encostei minha cabeça no ombro de Harry e Sean se ajeitou no meu colo. Só o que eu quero é eu, Harry e Sean em harmonia. Mais nada, mais ninguém!

[...]

Harry: Deixa que eu coloco ele no quarto.
Eu: Ok, depois vai e toma um banho, ta fedendo - ri
Harry: Só se você vier comigo - sorriu malicioso e eu lhe dei um tapa fraco
Eu: Harry, tá cedo. Já disse, sexta feira.
Harry: Sexta feira... - repetiu indo em direção ao quarto de Sean

     Fui em direção ao nosso quarto e tirei o tênis, a blusa e coloquei novamente o short do meu pijama. Me deitei na cama e me virei ao lado, ouvia algumas risadas vindo do outro lado do corredor, deduzi que era o quarto do Sean. Puxei a coberta e estava exausta. Apenas me ajeitei e em poucos minutos já dormia.

[..]

     Acordei e me espreguicei, que horas deviam ser? Se quando chegamos era 7 e alguns minutos e pelo meu cansaço deve ser uma ou uma e meia da tarde. Me virei e passei os braços pela cama a procura de Harry, mas não achei ninguém.

     Enrolei um pouco e sem vontade alguma me levantei pelo sol que batia na janela... raridade isso em Londres. Então algo bom deve estar acontecendo ou está para acontecer. Que seja. Calcei meu chinelo e chamei o nome de Harry, mas ninguém respondeu. A porta do quarto de Sean estava fechada, abri ela e encontrei uma cena que me fez sorrir espontaneamente. Isso deve ser a coisa boa que estava para acontecer.

Oiie \o/
Boa noite meninas ^^

Então, demorei? É, acho que não.
Então, esse capítulo eu agradeço muuuuito a Camila, que escreveu ele pra mim até a parte que o Harry e a SeuNome discutem num beco, depois eu coloquei mais algumas coisinhas e pronto...
Ficou perfeito né? >u<
Bom, espero que gostem.
Beijoos!

- Biia
15

15 comentários:

  1. Continuaaaaaaa.... Essa fic é Per-fect, primeira a comentar, kkkkkkkkkk
    Ass: Rebeca

    ResponderExcluir
  2. Está linda,continua logo por favor *u*

    ResponderExcluir
  3. é o Harry e o Sean a dormir juntos é isso que a (s/n) viu? A-D-O-R-O esta fic , E continua o mais rapido possivel e tmb é triste de saber que sao os ultimos capitulos!

    ResponderExcluir
  4. Wow que perfeeito esse cap.
    Coontinua logoo, pf aanjo.

    ResponderExcluir
  5. Continua pff ta muito perfeita

    ResponderExcluir
  6. Directioner'' não é um nome, é uma promessa. Uma promessa na qual a cada dia eu venho cumprindo, desejando conhece-los. 5 garotos que mudaram a minha vida, me mostraram que o impossível existe, para acreditar sempre em meus sonhos e correr atras deles. Não me deixar abalar, vivo ELES, respiro ELES, minha vida É ELES, não tenho vergonha de admitir, como já disse uma promessa que eu faço questão de cumpri-lá, não me arrependo de nada que já fiz por vocês, de quantas vezes fui chamada de louca por cantar na rua suas musicas ou julgada na escola por gostar, ou melhor, AMAR 5 gays, MEUS gays! Defendo ate o fim, vou ate o fim por eles, sangue de Directioner na veia é levantar a cabeça encher o pulmão de ar e dizer baixinho para si mesma e convencer-se disso: '' Sou Directioner, me orgulho disso, amo 5 garotos que mudaram a minha vida e a eles a entrego. Independentemente do que acontecer estarei contigo, nos altos e baixos, se cair lhe darei a mão para levantar e mesmo que a fama se acabe o meu amor não, sempre cantarei suas musicas o mais alto possível gritarei com todas as minhas foraças: EU TE AMO, E SEMPRE TE AMAREI, HOJE E ATE A MORTE E SE DEPENDER DE MIM, ATE DEPOIS DELA! '' Eu me orgulho disso e todos os dias estufo o peito dizendo isso, o amor que tenho por ti não cabe dentro de mim, e vejo que eu não sou a unica não sou a unica apaixonada por vocês, afinal quem não se apaixonaria? Só os doidos, não que eu seja normal pelo contrario uma Directioner nunca é normal, mas esse foi o jeito que eu arrumei para me expressar demostrar meu sentimento é esse blog nele tenho duas de minhas paixões, a primeira vocês e a outra é escrever, espero o tempo todo o dia que conhecerei a vocês porque não aguentarei morrer sem realizar o meu MAIOR SONHO, vocês SÃO o meu sonho e de outras milhares de garotas. Amo cada um de vocês, cada defeito, cada qualidade, não importa como, onde ou quando, o meu amor É infinito!

    ResponderExcluir
  7. nossa a minha curiosidade fez com q eu levasse o pequenoSean no frio gnt q dó olha q o Hazza não faz neh tomara q ele tome jeito kk' tah muito bom continuaaa please malikisses
    by:Duda

    ResponderExcluir
  8. Sempre incrível!!!
    Adorei
    Annah C.

    ResponderExcluir
  9. Harry estava dentro do berço de Sean agarrado com ele ..é isso né ??
    Queria saber se você tem outro blog , porque tem um blog que teem o mesmo nome que essa aii eu fui ver os personagens e era os mesmos tambm , então fui ver a Historia e quando vejo é a mesma , só que em vez de ser com o Harry é com o Zayn .. mas vii que a menina que postava lá nn pegou daquii .. fooi você porq a fanfic acabou essa semana e essa aquiie nn .. mas os caps são os mesmos .. então eu queria saber se é vc que posta láa ??se aql blog tambm é seeu ??

    ResponderExcluir
  10. continuaaa ta perfect vc escreve muito bem
    ass:Juliana

    ResponderExcluir
  11. proximo capitulo... anciosa, mais posta logo q ta demorandoo... te adoroo !!!
    LARINHA1D

    ResponderExcluir