Irish Angel - Capítulo vinte e seis.

Baby, você não pode errar, Meu dinheiro é seu. Lhe dei um pouco mais porque eu te amo, te amo e Comigo menina, é onde você deve estar... / Love Me - Justin Bieber

"Encontre apenas decepções"

SeuNome P.O.V's

           Respirei fundo e sai do quarto assim batendo de frente com a Jasmine que parecia atordoada, eu deveria estar atordoada, porque eu não saberia o que dizer a Niall. Como eu falaria que vou para o Brasil, como eu falaria para ele que preciso ir. Não tinha a mínima ideia de quebrar um relacionamento que estava no começo, e estava ficando tão bom, o que mais me complica é saber que ele já perdeu um amor que foi embora. Séria cruel eu fazer do mesmo jeito que Ashley fez com ele, me envolveria com ele e depois vou embora dizendo que vou voltar mas com uma ponta de duvida entre os dedos ainda sabendo se voltaria ou não.
           Senti Jasmine tentar me empurrar enquanto eu atrapalhava sua entrada, segurei seu rosto e ela me olhou, ela parecia assustada.

Eu: O que o pai fez? -perguntei e ela negou com cabeça-
Jasmine: Ele não fez nada.
Eu: Por que está tão assustada?
Jasmine: Só não estou me sentindo bem. -eu a soltei, talvez seja reação da gravides, eu não poderia assentir nada afinal nunca fiquei grávida, obvio-
Eu: Tá bom.

           Ela entrou me empurrando e eu fiquei parada no meio daquele corredor escuro olhando pro nada, eu precisava ver a Rosa e falar pra ela que eu iria para o Brasil, ela foi a pessoa que mais me ajudou, e depois que eu conheci o Niall eu nunca mais fui na casa dela, nunca mais vi seu rosto sorridente falando do vizinho viúvo. Entrei no meu quarto e fui em direção ao monte de roupa, puxei uma calça jeans escura e uma camiseta da Ramones branca e um moletom largo, olhei pro Justin e ele estava com o telefone no ouvido talvez esperando o Niall o atender, Zayn estava sozinho lendo um gibi em cima da cama, e a Jasmine estava deitada coberta até o a cabeça virada para a parede, não me importei talvez ela precisava desse tempinho pra pensar mesmo se quer ir comigo pro Brasil.
           Entrei no banheiro fechado a porta e me despindo, entrei no chuveiro e liguei o mesmo, senti a água quente bater contra as minhas costas e foi a primeira vez no dia que relaxei meu corpo por completo, e fiquei ali apenas brincando com a água e deixando meus pensamentos longe daquele meu momento calmo por um tempo. Fechei meus olhos e deixei minhas distrações de lado pensando em coisas que realmente não ia acontecer na minha vida, mas poderia me tirar da tal realidade que me fazia sofrer.
[…]
           Sai do banheiro já com os cabelos secos e amarrados como sempre, estava com a calça jeans e o moletom, caminhei até meu tênis o colocando -meia ally not approves- encarei Justin que me olhou confuso, eu podia jurar que Zayn estava quase dormindo no chão, seus olhos estavam fixo no gibi e ele estava deitado de bruços lendo aquilo sem piscar, realmente ele ama Cartoon.

Eu: Vou na casa da avó do Liam. -encarei Justin-
Justin: Você vai se despedir? -assenti balançando a cabeça- Você vai mesmo ir pro Brasil?
Eu: É uma escolha minha Justin, será mais fácil para eu acertar as coisas.
Justin: Mas SeuNome e sobre aquele nosso trato?
Eu: Você é talentoso cara, é só você falar que quer ser cantor que vai conseguir, não precisa de mim.
Justin: Preciso, você sabe que eu preciso. -ele sussurrou enquanto vinha até a mim-
Eu: Não precisa Justin, você nunca precisará de mim, você consegue tudo sozinho.
Justin: Obrigado. -ele se virou e foi até a janela, estava magoado mas eu não poderia ficar. E ele tinha que entender-
Eu: Vou na Rosário.

           Falei antes de fechar a porta, o único que me olhou foi o Zayn que sorriu fraco, ele não estava dormindo. Caminhei o corredor todo ouvindo a televisão ligada, passei por trás do sofá indo até a porta não tinha ninguém no mesmo então eu abri a porta rapidamente saindo como uma faísca antes que me vejam sair mesmo por ser ainda cinco horas da tarde. Fui caminhando devagar até a casa da Rosário que não ficava longe dali, tudo em volta ainda estava cinza o que fazia a minha vida ser mais um pouco deprimente.
           Cheguei em frente sua casa e as flores estavam todas murchas o vaso que eu havia quebrado aquele dia ainda estava lá, algo muito estranho tinha acontecido ela nunca deixava suas flores morrerem, era como filhas para ela. Comecei a ficar preocupada e subi os degraus tão rápidos que quando me dei conta já estava batendo na porta dela sem ao menos descansar meus dedos. Ouvi alguém mexendo na porta, estavam a destrancando, outra coisa que a Rosário nunca fazia era trancar as portas. Levantei meus olhos a quem tinha acabado de abrir a porta e era uma mulher loira com um óculos de grau e ela me olhou como se perguntasse o que estava fazendo aqui, e eu a olhava da mesma maneira.

Eu: Oi.. eu, queria saber se a Rosa está?
-Rosa? -ela perguntou me olhando mais fixamente-
XXX: SeuNome? -escutei uma voz masculina e me estiquei pra ver quem tinha me chamando. Liam- Entra. -sorri para a mulher loira e entrei e fui na direção do Liam ficando de frente para ele que segurava uma xícara de porcelana branca com uns desenhos de flores-
Eu: O que está acontecendo? -perguntei olhando para a xícara- Cadê a Rosário?
Liam: Ela ficou doente faz uma semana, mas ninguém ficou sabendo... fomos saber ontem quando passei de bicicleta aqui e vi as flores mortas, entrei e ela estava soando frio em cima do sofá enquanto tentava tomar um remédio eu... -não terminei de ouvir o Liam e virei de costas para ele subindo as escadas correndo e entrando no quarto da Rosário e vendo ela deitada em sua cama, ao lado dela tinha outra menina loira, Rosário estava pálida e com várias rachaduras em sua boca, senti minha cabeça latejar e vontade de chorar ao ver ela daquela jeito, sempre foi muito animada, cheia de vida, bagunceira digamos assim. Caminhei até ela devagar e sorri para a menina loira que retribuiu, Rosa me olhou e sorriu fraco-
Rosário: Pensei que ia morrer sem ver meu anjinho.
XXX: Você então é o anjinho dela? -a mesma mulher que abriu a porta perguntou entrando- Não para de falar de você um minuto. -sorri e olhei pra Rosário pegando em sua mãe gelada-
Eu: Você não vai morrer, entendeu? Eu estou aqui e nada vai acontecer com você. Ok? -ela sorriu e tentou se sentar- Nope, a senhora trate de ficar deitada... Liam vai trazer alguma coisa quente pra você beber e então vai melhorar, certo?
Rosário: Chegou minha hora anjinho.
Eu: Chegou nada, quem disse que chegou? Você ainda vai ficar anos e anos viva pra poder ir comigo pro Brasil conhecer ele. Lembra? Você me prometeu que ia para o Brasil comigo. -ela sorriu forçando-
Rosário: Você ainda lembra?
Eu: Claro que lembro, não é porque fiquei uma semana sem te ver que te esqueci... Entrando nesse assunto, eu queria me desculpar por não ter te visto semana passada, eu poderia ter mudado isso se tivesse vindo. -estava quase chorando-
Rosário: Não se culpe, nunca faça isso ok? Nunca se culpe de nada, você não tem culpa de eu estar doente, se é pra ser, será. -Liam entrou assim que uma lágrima escorreu do meu rosto e a Rosário me puxou para mais perto dela eu fiquei a encarando enquanto estava ajoelhada no chão-
Liam: Seu chá quente avó. -eu me apoiei na cama ajudando ela a se sentar devagar e Liam sentou do outro lado da cama e colocou a xícara na mão dela e ela sorriu agradecendo-
Rosário: Será uma despedida e tanto hein. -ela brincou e nós rimos.-
Eu: Desculpa te dizer mas, você ainda não se disperderá de nós, ainda aguentará nós por muitos e muitos anos. -as mulheres loiras concordaram e o Liam sorriu pra mim agradecendo-
Rosário: Você que manda anjinho. -ela sorriu e tomou um gole de seu chá enquanto eu me sentava no chão, como contaria para a Rosário que estava indo para o Brasil, machucaria mais a ela, do que a mim.-
Liam: Vai dormir aqui SeuNome? -pensei por um momento-
Eu: Sim, vou.
Liam: Posso ligar pro Niall? Ele pode vir ficar com você um tempo aqui.
Eu: Pode, eu vou em casa buscar uma roupa pra eu ficar aqui e avisar meus pais.
Liam: Ok, vou ligar pro Nialler. -levantamos juntos- Cuida dela ai mãe. -ele disse pra mulher de óculos-
Eu: Eu já volto Rosário! Ok? -ela tirou a xícara da boca e sorriu concordando, eu e Liam descemos as escadas e ele me parou quando terminamos de descer- Que foi Liam?
Liam: O que tá acontecendo? Você tá estranha.
Eu: Não 'tô! -sorri e fui até a porta-
Liam: Ok -deu ombros cerrando os olhos e me encarando- vou ligar pro Niall.
Eu: 'Tá bom, vou ir lá em casa, volto rapidinho.

           Ele sorriu e eu abri a porta saindo, estava mais complicado ainda ir pro Brasil, parecia que tinha algo que não estava me deixando ir, Jasmine grávida, o Niall e agora a Rosário. Tinha alguma coisa me prendendo aqui, e por mais que eu quisesse ir pro Brasil eu ainda estava confusa com isso tudo. Eu queria recomeçar, mas não tinha como, não deixando tudo o que me faz falta aqui.
           Cheguei em casa e tinha um carro parado em frente dele, um carro diferente de todos que já pararam aqui, caminhei até a casa e ouvi uma mulher/menina me chamando, era a minha vizinha ela sorriu e acenou. Eu parei e ela sorriu acenando e entrou da casa dela correndo, eu ri e olhei pro chão enquanto andava até em casa, decidi entrar pela porta da frente, empurrei a mesma e encontrei com o meu pai sentado no sofá, abaixei a cabeça e passei rapidamente pro meu quarto o vendo cheio de gente. Aline, Camila, Justin, Zayn, Emily, Harry e o Louis. O que mais me estranhou foi o fato da Camila estar deitada em cima das pernas de Harry enquanto ele passava a mãos em seu cabelo. Balancei a cabeça e entrei, Jasmine estava deitada ao lado de Camila parecia dormir, Zayn continuava no chão lendo outro gibi e a Aline e o Louis estavam sentados no chão encostados na parede olhando pra mim, Justin continuava na janela com o celular na mão e Emily mexia no meu computador.

Eu: Nossa, nem na minha sala de aula tem tanta gente assim. -comentei entrando e indo em direção ao monte de roupa-
Louis: Você vai pro Brasil? -eu me virei rapidamente e olhei para ele, todos me olhavam-
Harry: Você vai assim? Deixar todo mundo aqui?
Eu: O que eu posso fazer? Foi escolha do meu pai.
Camila: -riu alto- Engraçado que fugiu dele por dois anos e agora assim do anda quer obedecer ele.
Eu: Você não entende, eu quero mudar, estou cansada de ser julgada pelos meus pais, de ver minha mãe me olhando com pena, eu só quero mudar.
Aline: Pode mudar sem precisar se afastar... de novo.
Eu: Não posso, eu estou confusa, eu preciso terminar meus estudos no Brasil e pensar no que quero.
Harry: E o Niall?
Eu: Ele é paixão adolescente, eu esqueço.
Louis: Talvez ele não.
Eu: Ele esquece, ele supera, nós superamos... eu já disse, quero mudar e vou mudar, não vai ter nada que me prenderá aqui.
Justin: Nada mesmo? -ele me perguntou enquanto erguia o celular, Niall... dois minutos de chamada- Ele ouviu SeuNome, ele está do outro lado da linha, ouvido você falar essas coisas que podem magoar ele.
Eu: Niall? -não sabia o que falar, Justin levantou e veio com o celular até a mim, coloquei no ouvido e antes que pudesse falar alguma coisa. Ele começou.-

“Você me fez pensar que gostava de mim, nossa paixão então é adolescente? Pensei que realmente tínhamos algo. Esquece-me mesmo, vai ser melhor pra mim”

           E então ele desligou o telefone, senti minha bochecha formigar e meus olhos arderem, ergui a cabeça tentando esconder que eu queria chorar com aquelas palavras dele, peguei umas roupas do chão e enfiei dentro da minha mochila enquanto todos ficavam em silêncio, tão silêncio que eu poderia chorar, mas eu sabia que eles estavam ali, eu não queria ser fraca na frente deles, segurei o choro e me virei.

Eu: Pelo menos uma coisa está comprida, posso ir pro Brasil sem me preocupar com Niall.
Aline: Ah é? Ele te ama e você não vai se preocupar no avião sabendo que ele pode estar chorando aqui? -ela levantou- Cadê a SeuNome? O que fizeram com ela? Porque essa menina que tá roubando, essa menina egoísta e egocêntrica não é a mesma menina que eu conheci em São Paulo que sorria de tudo, pulava nas amigas, era humilde e queria ver todo mundo bem. Você não é a mesma SeuNome.
Camila: -sentou e o Harry tentou puxar ela- Eu sou amiga daquela SeuNome lá, não dessa dai. -ela apontou pra mim com expressão de nojo-
Harry: Para Camila.
Aline: Concordo com ela... Quando você vai mudar? Quando você vai ser você mesmo? Espero que essa viagem faça bem a você. Eu ainda sou sua amiga, mas pense que não, pense que eu sou amiga só daquela SeuNome lá, se você quer seus amigos de volta tem que ser a SeuNome de volta. -Emily me olhava com pena-
Justin: Faço de tuas palavras as minhas.
Eu: Não vou ficar aqui ouvindo vocês falarem isso? Eu não preciso me sentir culpada. Nunca! -falei lembrando da Rosário-
Camila: Isso mesmo, finja que ninguém está se importando com você e vá embora como se não soubesse o que está acontecendo.
Aline: Não faço mais nada. -ela sentou no chão do lado do Louis- Pra mim, ela morreu. -olhou pro chão e eu mordi meus lábios segurando o choro, eu só estava decepcionando as pessoas.-
Eu: Eu vou na...
Justin: FODA-SE EU NÃO QUERO SABER, VAI LOGO. -peguei meu celular que estava carregando e sai do quarto torcendo o nariz para não chorar-

           Consegui sair de casa sem meu pai perguntar para onde ia, coloquei a mochila nas costas, e mexi meu celular tinha três mensagens do Niall, suspirei fundo enquanto atravessava a rua deixando as lágrimas tomarem conta de mim, minhas mãos tremiam com dificuldade consegui abrir a primeira mensagem.

“Talvez minha mãe estava certa, você deveria ser só minha amiga mesmo, me machuco demais com crianças como você xx Niall”
“Achei que você era diferente das garotas, mas você é igual elas, não se importam com ninguém a não ser com elas mesmo. Xx Nialler”
“Quer saber, ainda vou ajudar sua irmã porque gosto dela, mas É PORQUE EU GOSTO MUITO DELA, não porque quero ajudar você, você pra mim agora não é nada”

           Não sei o que me doía mais, ir para o Brasil ou as palavras que eles tinham falado para mim, por um lado essa viagem me faria ficar bem com os meus pais talvez, mas com os meus amigos não seria a mesma coisa, eles não entenderam que eu poderia mudar com essa viagem. Eu estava ficando mais confusa, poderia ir para o Brasil, para obedecer meus pais, mas meus amigos? Eu precisava tanto de um conselho da Rosário agora. Faria-me ficar melhor e decidida.
           [...] Cheguei na casa da Rosário e abri a porta me dando de cara com o Liam que balançava as pernas enquanto estava sentado no braço do sofá ele ergueu a cabeça e me olhou enquanto eu sorri de leve, ele não retribuiu, fiz uma cara de choro e ele caminhou até a mim.

Liam: Você prometeu pra ela que ficaria. -ele disse me olhando-
Eu: Eu vou ficar com a Rosário.
Liam: Mas SeuNome, você vai amanhã.
Eu: Como sabe?
Liam: Niall me contou. -abaixei a cabeça- Ninguém vai entender...
Eu: É escolha do meu pai, eu preciso aceitar a escolha dele, eu quero mudar Liam.
Liam: Você pode mudar aqui, com a nossa ajuda. Você tem o Niall, tem a mim... tem as suas amigas, tem todo mundo. Eles querem o seu bem, querem te ajudar... você precisa ficar, vai ser doloroso ver o Niall sofrendo de novo. Ele gosta tanto de você.
Eu: Eu não posso Liam. Eu preciso ir. -comecei a chorar descarregando toda a mágoa-
Liam: Pensei que você pensava nos seus amigos.
Eu: Penso, mas, meus pais sempre estão em primeiro lugar.
Liam: Eu sei, eu no seu lugar, pensaria neles primeiro. Mas, eu tenho uma ideia, e você vai gostar dela, pensa nela sem medo de se magoar. -ele puxou minha mochila colocando em cima do sofá (rimou lele)- Vem comigo, vamos lá atrás é mais fácil pra conversar. (rimou de novo)

           Ele pegou na minha mão e me puxou para fora, arrastou a porta e fomos andando até um muro, Liam juntou suas mãos e mandou eu pisar e subir no muro, falei que tava com medo mas ele insistiu, subi em cima da mão dele e me apoiei no topo do muro sentando nele e assim vi Liam com força subir, olhei pro outro lado e tinha um pequeno lago, pulamos e fomos andando até lá.

Liam: Tudo confuso né? -ele perguntou e eu assenti-
Eu: Tá muito confuso, sabe ao mesmo tempo que queria ir para o Brasil para orgulhar meus pais eu queria ficar pra não decepcionar meus amigos.

Liam: Sei que não serei certo falando isso mas... você pode mentir.  

Continua

<<< Capítulo Anterior                                                     Próximo Capítulo >>> 


Olha a hora que eu tô postando! KKKKKKKKKKKK podem zoar, cara eu ainda não fui dormir, minha internet praticamente falhou o dia inteiro, e eu consegui fazer essa maldita pegar agora, já era para eu ter postado a MUITO tempo, minha mãe já veio reclamar aqui umas DEZ vezes e eu fiquei até com medo dela me bater #Confesso. Meu pai chegou aqui e disse "Porra é dia e noite Oni Dairecxium, nem vou falar pra você dormir, bem capaz de sonhar com eles também" Pelo menos ele é suave. Ele entende meu lado Directioner, já minha mãe tem mania de falar que é amor adolescente, mas ela aceita numa boa, e até brinca que o preferido dela é o Harry porque ele faz o tipo "Velho" da banda. -concordo com ela- Pelo menos minha família aceita numa boa, mas ninguém sabe que eu tenho um blog, ninguém MESMO, acho que só minha mãe que descobriu e eu nem sei como velho, dai eu pedi para ela escrever umas vezes mas foram raras, ela trabalha demais, massssssssss vou parar de falar da minha vida e, eu ainda vou retribui os comentários do post anterior é que a internet falhou e dai não deu tempo, mas eu vou retribuir desse post e do outro. É isso ai! Até maissssssss, beijoooooooooooos! 
32

32 comentários:

  1. AAAH, EU CHORO QUANDO ELA CHORA AFO U.U ! TA PERFEITO CONTINUA PLMDDS !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AWWWN, CHORA NÃO LIAMDA <333 OBRIGADA

      Excluir
  2. Vai continuar quando? :'( tô ansiosa

    ResponderExcluir
  3. Continua minha Diva Rainha (eu sou exagerada mesmo ^^' ) e se puder entra no meu blog please? Agradeço. http://dreamland-one-direction.blogspot.com.br
    Ti Love <3

    ResponderExcluir
  4. WOW, q perfeeeeeeeito! Parabenssssss e Continuaa!

    ResponderExcluir
  5. ah! eu não posso ir pro Brasil não posso deixar o Nini tadinho como eu fui cuel de flr aquelas coisas gnt tadinho quase chorei com ele mais eu acho q por um lao eu estou certa tipo no Brasil vai ser mais facil pra mim pensar continuaaa amoreee quero saber oq ira acontecer bjos
    by:Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né, você está muito rebeldeeeee ADHUAHDAUDHAUDHA mas o Liam e o Zayn vão ajudar você como um bom amigo que eles são ;)

      Excluir
  6. por favor ela ñ pode ir pro Brasil... Eu fiquei com pena do Nini e ate chorei pq sou muito sensivel e so de imagina meu Potato chorando eu choro tambem!
    continua logo por favor q eu to quase tendo um Heart Attack ~amo essa musica~!!! xoxo Tay

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também fiquei com Pena dele e da Rosário também, coitada ela se apegou a SeuNome.
      Continuo Sim, obrigada por ler.

      Excluir
  7. OMJ PER-FECT
    eu estou amando essa fic
    please continua estou ansiosa pelo
    proximo capitulo! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaaaaaa por ler mina <3
      Continuo sim.

      Excluir
  8. que tortura está otimooooo hahahah eu n qro que ela e o niall terminem tds estao tao triste com ela ... isso doi =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É todos estão tristes mesmo, mas logo logo volta ao normal

      Excluir
  9. eu gosthi,continua,tá um atortura esperar

    ResponderExcluir
  10. na boa, eu chorei nesse capítulo! cara continua pleaseeeeeeeeee
    xxCarol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn cara, não chora não :33 Vou continuar :) Obrigada

      Excluir
  11. Continuaaa tipo amando e supercuriosaaaaaa>.<
    Ps:lena

    ResponderExcluir
  12. Que triste meu Deus , Seunome tem que tomar jeito meu Deus essa menina ta magoando todo mundo . A fanfic ta perfeita Cah , espero que você leia meus comentários ú.ú beijão Cah . (posso te chamar assim ? ) Enfim , to amando a fic , como sempre amei todas que você escreveu .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que tomar um jeito mesmo, desse jeito não dá né :s kkkkkkkkkkk Obrigada por leeer
      Claro, eu vejo todos os comentários flor :D
      Pode me chamar do jeito que quiser kkkkkk
      Obrigada

      Excluir
  13. Mds continua te imploro!!!! '0'

    ResponderExcluir