Mini Imagine com Niall - Catch Me

Eu posso ver isso se desdobrando, seu amor é onde eu estou caindo, mas por favor... não me segure. Catch Me - Demi Lovato



OBS: Esse imagine foi feito por mim *Bianca* e está sendo postado aqui e no meu blog (IODBR), então NÃO é plágio ;)


P.O.V. SEUNOME KNIGHT
     Droga, droga, droga... atrasada de novo não, a professora já me deu um esporro ontem e anti-ontem, hoje de novo não! Bridgit ridícula, por que não me acordou me dizendo que eu estava atrasada também?! Agora eu estava rodando pelo quarto feito uma barata tonta atrás de alguma coisa pra arrumar meu cabelo. Finalmente encontrei um elástico de papel encima da escrivaninha. Ah, vai ele mesmo. Parei em frente ao espelho me vendo, estava FOFA como sempre. Sim, já fui muito zoada por ir pra escola assim, mas esse é o estilo que eu me apaixonei quando tinha seis anos por conta de um anime, e minha família nunca disse nada, então não me importo muito com isso. Abri as janelas e agradeci a Deus mentalmente por não estar frio. Sai correndo e dei de cara com Joseph com uma escova nos dentes, minha mochila quase caiu quando ele me deu olé na escada, e eu quase fui junto. Joseph era meu irmão mais velho, ele tinha 24 anos, Bridgit ainda tinha 15, e eu 17. Vi minha mãe e meu pai sentados no sofá vendo TV, dei um "Oi" e "Bom dia" pra eles e sai correndo pelas ruas pelo caminho da escola.
     Eu poderia pegar a bicicleta e ir, mas até abrir o portão da garagem, tirar a corrente, depois fechar tudo, guardar a corrente na mochila... ah ia demorar muito! Então fui correndo, não era tão longe e nem perto, eram a cinco quadras da minha casa em 15 minutos eu chegava, mas ai a aula já teria acabado... droga... ainda estava na segunda quadra, acho que é por isso que minhas notas em educação física são entre 3 e 5. 

Eu: JAY! JAY! JAY! - gritei quando avistei JAY encima da sua moto. Jay era um coreano que tinha se mudado pra algumas casas depois da minha, ele tinha minha idade e estudava na minha escola, foi ele uma das maiores pessoas que me influenciou a seguir o estilo Lollita e me apaixonar por mangas e coisas que envolviam a Asia, além de que ele era meu melhor amigo.

Jay: - parou a moto - Fala, SeuNome.
Eu: Carona, por favor - respondi parando e recuperando o fôlego da corrida.
Jay: Sobe ai - respondeu me entregando um capacete e eu subi rapidamente na moto envolvendo meus braços em sua cintura enquanto ele acelerava rapidamente.

     Olhei no relógio por cima do ombro de Jay e marcavam 6:51. Foi só eu desviar o olhar do relógio e chegamos na escola. Ele parou a moto e eu quase cai de tão rápido que desci de lá. Ele riu e colocou a moto no estacionamento especifico, pegou sua mochila e seguiu comigo até a entrada, nos jardins da escola não tinha quase nenhum aluno, apenas os atrasados - como nós - e os cabuladores. Nos corredores também não tinha ninguém, a escola por mais que seja em Londres e num bairro não muito bom, era muito severa. Entrei com Jay na nossa sala, que era no primeiro andar e todos olharam pra nós. Meus olhos correram atrás de Kaya, não me diga que ela faltou hoje... ok que Jay está comigo, mas ele no intervalo fica com os jogadores de futebol, eu não quero ficar sozinha. Quando estava começando a me preocupar mesmo, ouvi a porta atrás de mim se abrir.


XXX: Desculpa professora, o ônibus deu pani no meio do caminho e... - soltei um suspiro de alívio quando ouvi aquela voz, mas logo a professora a interrompeu

Professora: Senhorita Scodelario, já entendi, você se atrasou. Agora sente, senhorita Knight e senhor Park, sentem-se também.
Nós 3: Ok.

     Jay foi pro fundão no lado esquerdo da sala até os outros meninos do time de futebol e eu fui com Kaya pro lado direito lá pra quinta ou sexta carteira. Ela se sentou na frente e eu atrás, nossa sala era dividida praticamente. Na frente da parte esquerda ficavam os populares, como o grupinho do menino irlandês e os outro quatro ingleses, no fundo da esquerda ficavam os times de basquete, futebol e hóquei. Na frente do meio os nerds, no fundo do meio as patricinhas com seu fogo encima dos meninos dos times. Na frente do lado direito, ficavam os normais ou quase como eu, Kaya e algumas outras meninas que eu até conversava, e no fundo do lado direito os cabuladores e pestes da sala. Enquanto a professora se distraiu e começou a mexer em algumas coisas que estavam encima de sua mesa, peguei meu celular no bolso da sala e fui colocar o fone quando um dos "populares" conhecido por Zayn Malik abriu a boca pra falar merda como sempre.


Zayn: Ui, a Japão e o Coreia tão namorando? É isso mesmo? - começou a rir e eu só me virei lhe mostrando o dedo do meio

Jay: Você vai namorar com a minha mão na tua cara e meu pé no seu saco. - sorriu cínico como sempre e Zayn fechou a cara xingando Jay mentalmente, Jay me olhou e eu sorri agradecendo e logo o mesmo se sentou

     Coloquei meus fones e vi Kaya conversando com umas meninas que sentavam na sua frente como sempre. O que a professora falava eu anotava e fingia que estava prestando atenção enquanto ouvia uma música, provavelmente do MBLAQ. Hoje eu estava com um pressentimento estranho desde a hora que acordei atrasada, como se algo estranho ou talvez ruim fosse acontecer hoje, mas deve ser só coisa da minha cabeça mesmo.


[...]

XXX: SeuNome? Que droga! SEUNOME VAI QUERER OQUÊ? - gritaram no meu rosto e eu sai dos meus pensamentos
Eu: Ahn?
Kaya: Que droga SeuNome, presta atenção poxa!
Eu: Desculpa. Fala ai, o que foi? - perguntei tirando os fones e a encarando. Ah é, era o intervalo, tinha até me esquecido disso...
Kaya: Vai querer algum salgado ou uma salada? Tô indo lá comprar.
Eu: Salada. Por favor.
Kaya: Ok.

     Vi ela se afastando e indo até a cantina enquanto eu continuava sentada ali encarando o nada... meu celular estava encima da mesa, quando olhei de relance para o mesmo, vi seu visor aceso e o desenho de uma carta nele indicava que tinha mensagem nova. O número era desconhecido, e não pude deixar de sorrir quando li o que algum estranho me mandou.

"Ei Japão, tá bonitinha hoje ;)"

     Ok, eu odiava que me chamassem e Japão, e talvez a mensagem poderia ter sido enviada pra pessoa erada... quem sabe? Mas mesmo assim eu não consegui deixar de sorrir ao ler e reler a mesma umas cinco vezes. Tudo o que eu queria nesse momento era saber quem tinha me mandado aquela mensagem causadora de ilusões. Esse número... bom, só haviam cinco pessoas nessa escola inteira que insistiam em me chamar de Japão mesmo eu tendo nome e apelido que eles ignoravam e deixavam esse que me incomodava. Ok, eu sou apaixonada pelo Japão, mas não é legal ter seu apelido com o nome de um país. Então só podia ser ou Zayn, ou Louis, Liam, Harry ou Niall... um desses cinco e isso eu vou descobrir.

    Fiquei encarando a entrada do refeitório esperando Kaya chegar da cantina, e senti minhas pernas amoleceram e meu coração saltar como na maioria das vezes que eu o via. Nunca tive certeza ou me confessei se eu realmente gostava de Niall, essas coisas me complicam e eu não gosto disso. Mas eu o conhecia desde meus oito anos, já que ele é meu vizinho. Nós vivíamos colados, mas quando entramos no primeiro colegial ele começou a deixar eu e Kaya de lado pra ficar com seus novos quatro amigos, ai Jay se mudou pra minha rua e comecei a ficar mais com Jay e Kaya. Conclusão, Niall saiu da minha vida faz três anos, mas não do meu coração como eu esperava. Ele nunca mais falava comigo, mas eu sentia minhas mãos tremerem só de olhar pra ele, talvez seja porque ele está sempre sorrindo e isso me chama atenção. E seus olhos, seu cabelo, seu rosto... ah Deus! Ele é perfeito. E está olhando pra mim?! Mas o que?! 

     Parei de encara-lo quando ouvi um risinho vindo do seu grupinho. Senti minhas bochechas ficarem mais coradas que os cabelos de uma personagem do meu anime favorito, a ERZA. Olhei rapidamente e de um jeito escondido pra Niall e ele também estava corado... mas por quê? Ah isso não é da minha conta. Mas de repente eu tive certeza de uma coisa... acho q-que eu definitivamente tinha certeza de que g-gostava do N-n-Niall... isso não era uma coisa fácil pra mim aceitar, eu sou uma das pessoas que mais sabe sobre ele desde que ele se mudou da Irlanda, e ele era meu melhor amigo. Aish, por que ele? Tem tantos meninos legais por ai e eu escolho justamente meu vizinho que me zoa de Japão e que é meu ex-melhor amigo? Isso não está certo.


XXX: Ta moscando, SeuNome? - falaram e eu voltei a encarar a pessoa na minha frente

Eu: Desculpa Jay. - sorri
Jay: Nada... ah vou comer hoje com você e a Kaya, não estou afim de ficar ligado com aquele monte de marmanjo por hoje. - eu ri
Eu: Se você ta dizendo... - voltei meu olhar a Niall que estava sentado a poucas mesas da minha com seus amigos.
Jay: Niall, SeuNome? Precisa de uma ajuda ai com ele? - riu baixo e eu me voltei rapidamente olhando pra Jay e provavelmente corando novamente
Eu: Ahn? N-Niall o-o que?
Jay: Não mente pra mim, SeuApelido. Dá pra ver no seu olhar desde a oitava série, não sei como Kaya não percebeu isso ainda. - suspirei aliviada por lembrar que Kaya não sabia. Se ela se juntar com Jay em sua ideia de me juntar com Nial... acho que estaria ferrada! - Não precisa corar, você fica tão fofa apaixonada. - apertou minhas bochechas e eu franzi o cenho em desaprovação fazendo-o parar
Eu: Para Jay, que coisa. - ele riu
Jay: Mas sabe que eu vou juntar vocês, né? - bufei
Kaya: Aqui sua salada, SeuNome. - me entregou um prato - Jay, sua coxinha super... oleosa. - fez uma cara engraçada ao entregar a mesma num guardanapo pro mesmo - E finalmente meu bolo de banana. - sorriu encarando o bolo


     Ficamos conversando praticamente o intervalo inteiro, Jay me fazia rir e a Kaya também, e eu tinha quase certeza de que ele era caidinho por ela e vice-versa, mas os dois eram quase tão orgulhosos pra assumir isso como eu. Quando eu ia dar a minha opinião sobre o clipe novo de uma música do SHINee, quando uma certa mesa de pouca distância da nossa falou algo alto que me fez corar intensamente numa velocidade extremamente hard.


Zayn: EI JAPÃO! - gritou e eu me virei o olhando com tédio - O irlandês quer ficar com você... - eles riram, menos Niall que parecia sério e encarando os amigos com desgosto e corado, assim como eu.

Niall: Cale a boca, Zayn. Só fala merda! - ele respondeu muito rápido e foi saindo do refeitório, assim como eu já havia feito a poucos segundos atrás, tudo o que eu ouvia eram os alunos fazendo um "uh" bem alto e Zayn ainda rindo

     Fui apressando meus passos quando ouvi Kaya e Jay me chamarem e quando percebi que estava sendo seguida por alguém, quer dizer, por Niall, só pode. Eu ia sair daqui e seria agora, uma coisa que eu agradeço a Jay até hoje, foi por me mostrar um muro "baixo" atrás da quadra e por me ensinar a pula-lo. Ele dava pra fora da escola na parte de trás. Arrumei minha mochila e comecei a correr até a quadra que estava aberta. Senti os passos de Niall ficarem mais rápidos também, aish, ele não se cansa de me seguir?! Entrei na quadra e tomei cuidado pra que os professores que conversavam lá não me vissem pulando o muro, corri rapidamente e parei em frente ao muro. Peguei um short na mochila e coloquei por debaixo da saia e me preparei pulando e caindo no chão de fora da escola como sempre, soltando um gemido baixo de dor. 

     Me levantei e arrumei minha roupa e minha mochila quando senti alguém caindo a poucos centímetros de mim. Suspirei profundamente e o matei nos meus pensamentos. Nem pular o muro mais eu posso sem que ele me siga?

Niall: Oi SeuNome... - ele disse se virando pra mim e tirando uma poeira que sujava sua calça

Eu: Oi Niall. - respondi ele ajeitando meu cabelo e sorrindo timidamente

Niall: Desculpa pelo que eles disseram, é só ignorar assim como eu faço. - sorriu

Eu: É, to sabendo, já estou acostumada. - respondi andando em direção a minha casa
Niall: Então tá. - riu baixo - Está indo pra onde?
Eu: Pra casa.

Niall: Vou te acompanhar então, a próxima aula é química e não estou afim de ver aquela professora velha ou de me ralar pulando esse muro novamente. - riu
Eu: O-ok então.

     Seguimos o caminho que era curto em silêncio até a nossa rua, algumas vezes Niall tropeçava e eu ria insignificantemente pra quebrar o gelo, mas esse não é meu forte, então na maioria das vezes parecia e era forçado. Procurei por meu celular nos bolsos da saia e ele não estava. Aish, se a Kaya e o Jay já tiverem lido aquela mensagem eu nunca mais terei sossego no resto da minha vida!


Niall: Desculpa. - falou do nada

Eu: Pelo que?
Niall: Te fazer passar por aquela vergonha. Eu comentei aquilo com eles mas não achei que Zayn fosse tão estúpido a ponto de falar aquilo em voz alta num refeitório lotado de gente que eu não tenho amizade.

Eu: S-sem problemas. - então era verdade o que Zayn disse... Niall queria ficar comigo... mas eu não sabia como reagir depois daquilo, estava super constrangida
Niall: Você ainda mora na mesma casa?
Eu: Na verdade me mudei pra uma casa à umas quadras depois da que eu morava, já que... é, não sei se a fofoca já correu solta, mas a minha mãe está grávida. Então a casa vai ficar menor com 6 pessoas, e ela já não era tão grande mesmo... mas não é tão longe da antiga, são duas ou três quadras, não me recordo - menti, na verdade era à apenas uma quadra da casa antiga, quase na esquina dela, porém não queria sofrer o risco de trombar "acidentalmente" com Niall na minha porta.
Niall: Entendi...

     E foi assim que um silêncio assustador percorreu meu caminho. Bom, na verdade eu não estava tão longe de casa, mas não gostava de ficar em silêncio quando podia conversar com alguém, só que no momento eu não tinha assunto e não queria pegar os fones e colocar pra não deixar Niall constrangido. Então apenas segui em silêncio tirando os fios de cabelo que grudavam no meu rosto por causa do vendo gélido que fazia no momento.


Niall: Acho que vou pra casa, não tô mais afim de voltar pra escola agora.

Eu: Mas e as suas coisas? Você deixou lá.
Niall: Não tem problema, os caras trazem pra mim depois.
Eu: Hm. Ok então. É... eu vou indo pra minha casa, ela é por aqui mesmo. - apontei pra esquerda, que realmente era o lado onde ficava
Niall: Certo... - mordeu o canto do lábio inferior e olhou os pés
Eu: Então... tchau Niall. Obrigada pela companhia até o caminho pra minha casa.
Niall: Disponha. - sorriu, era um sorriso tão branco, tão detalhado e tão verdadeiro que senti minhas pernas bambearem por alguns segundos e meu coração dar alguns pulinhos, respirei fundo e me virei pra esquerda seguindo meu caminho

     Não ouvi barulhos de passos. Então deduzi que ele continuava parado lá, mas não sabia porquê e nem iria perguntar. Mas ai lembrei que disse que minha casa ficava à duas quadras, então iria ter que andar por mais algum tempo pra fingir que morava onde tinha dito mesmo. E foi o que fiz, quando ouvi alguém gritar meu nome e me virei novamente.


Eu: Sim, Niall?

Niall: É... então... você... tem celular?
Eu: - ri - Claro que tenho.
Niall: Poderia me passar seu número? - vi suas bochechas ficarem vermelhas e sabia que as minhas também estariam, ma não tanto quanto as suas
Eu: Ah, claro. Me dê seu celular - estendi as mãos, vi ele colocar uma mão no bolso traseiro e me entregou o Iphone branco com uma capa da Jack Daniells preta, desbloqueei-o já que estava sem senha e anotei meu número salvando-o como "SeuNome (Japão)" e o entreguei
Niall: - riu - "SeuNome (Japão)", sério isso?
Eu: É como me chamam lá. E naquela escola tem várias SeuNome's, inclusive uma ruivinha do 2ºC.
Niall: Verdade, mas eu saberia que era você - sorriu -, não precisava colocar Japão, acho isso ridículo.
Eu: Não faz isso.
Niall: Isso... o quê?
Eu: Isso de falar comigo. Quer mesmo perder sua popularidade tentando se enturmar com a menina que segundo os alunos da nossa escola "se veste como um personagem de desenho animado e é a esquisitona com amigos mais esquisitos ainda"? - gif


Niall: Eu não ligo pra o que dizem. Quando entrei naquela escola, me perguntaram se eu tinha vindo do fim do arco-íris, já que sou Irlandês. E eu te acho muito bonita - senti meu rosto esquentar um pouco -, só concordo que seria mais ainda se não se vestisse com essas roupas, e sim com uma roupa... mais normal, sabe?

Eu: Mais normal. Então não sou normal... - pressionei os lábios
Niall: N-não foi isso que eu quis dizer. Desculpa, é só que... ninguém lá está acostumado a ver uma menina se vestir como você, geralmente as garotas se vestem... bem, com calças, shorts, saias... roupas qualquer, e não como Cosplay de Sakura - eu ri
Eu: Ok, acho que entendi.
Niall: Desculpa se te ofendi.
Eu: Tá, beleza. Agora... tenho que ir pra casa. Tchau Niall.
Niall: Tchau, SeuNome.

     Dessa vez segui firmemente meu caminho pra casa e ouvi barulhos de passos alheios, então ele também foi pra sua casa. O que ele disse me fez pensar, as pessoas me tratavam estranho por conta das minhas roupas? E penando bem, eu também nunca vi ninguém usar essas roupas, e se não estivesse acostumada com isso, acho que também me assustaria se visse alguém assim. E... Niall me achava bonita. De algum modo, isso fez com que e sorrisse sozinha enquanto entrava em casa. Chamei por todos os nomes possíveis e percebi que ninguém estava em casa, joguei a mochila atrás da porta e arranquei os laços e coisas do cabelo e segurei-os na mão enquanto subia pro meu quarto.

     Tirei os sapatos, a saia, a meia e a blusa. Acabei por ficar apenas de calcinha e a camiseta branca que estava. Me sentei na cama e puxei o notebook de debaixo dela, o abri na cama e deixei-o carregando enquanto me levantei pra abrir meu guarda-roupas e ver o que tinha. Empurrei umas coisas pro lado e achei as roupas consideradas... normais. Tinham camisas xadrez, calças jeans, shorts... essas coisas. Mas fazia um certo tempo que eu não as usava. Fechei as portas dele e me sentei no chão pra pensar... eu era a estranha ou as minhas roupas eram estranhas? Logo recebi uma lambida no rosto, virei e lá estava Kyu, meu cachorro. O peguei no colo e fiquei fazendo carinho, Kyu devia estar dormindo, por isso o silêncio quando cheguei. Logo que o pequeno adormeceu novamente o coloquei no tapete do quarto e fui pra minha cama.
     Lembro que Bridgit visitava sempre um site de moda, mas não lembrava o nome... então fui ao Google e digitei "hipster", era algo do tipo o nome do site que ela acessava. Logo looks lindos apareceram, alguns eram simples, davam pra serem feitos com as roupas que eu tinha em casa mesmo, porém eram lindos. E foi nesse momento que eu decidi que tomaria um novo rumo e tentaria... ser diferente. Ver se eu me encaixava direito em algum lugar com alguma pessoa.

[...]

     Sábado, o melhor dia do mundo. Melhor ainda pra quem costuma sair pra festas, que não é o meu caso, mas mesmo assim continua sendo o melhor dia do mundo. Hoje eu tinha combinado de ir ao shopping com a Kaya, porém não estava muito afim, estava exausta por conta da bagunça que fiz no meu quarto ontem procurando novas roupas, novas coisas, então ela iria sair com Jay hoje. Descobri que Joseph foi viajar não sei pra onde e não avisou ninguém, só deixou um bilhete e simplesmente foi, o que fez com que meus pais quisessem o esganar quando voltasse. Bridgit ia sair com umas amigas hoje e meus pais iam ficar em casa, como sempre.

     Geralmente fico sozinha em casa nos sábados, mas apesar do meu cansaço eu queria andar e não ficar em casa ouvindo meus pais comentarem ou me fazerem decidir "Qual o melhor nome pro bebê?". Então iria almoçar, me trocar e ver o que fazer por hoje. Desci pra cozinha e avistei minha mãe lavando louça.

Mãe: Vai almoçar SeuNome?

Eu: É, vou.
Mãe: Tem macarronada no fogão. - apontou
Eu: Tá bem. É... mãe, onde você ia quando era mais nova e estava entediada num sábado à tarde?
Mãe: Tá pensando em sair?

Eu: É, pode-se dizer que sim. - ela sorriu - Sabe, Joseph foi viajar sabe-se Deus pra onde, mas ele é mais velho, então tem seus direitos. Bridgit até esse bebê nascer é a mais nova e saiu! Não quero ficar pra titia mofando em casa pro resto da vida! - ela riu
Mãe: Ok, ok. Quem vai com você?
Eu: Sozinha. E eu nem sei onde vou ainda...
Mãe: Eu ia numa sorveteria que tem à algumas quadras daqui, na frente tem um parquinho com um laguinho e ao lado um parque de diversões, eu adorava aquele lugar.
Eu: Sei onde é.
Mãe: Então vai sair, menina-que-não-quer-ser-titia? - eu gargalhei
Eu: Pode-se dizer que sim. Obrigada pela dica.
Mãe: Disponha. - se voltou pra pia

     Peguei um prato, coloquei a macarronada nele e comecei a comer. Wow, fazia muito tempo então que aquele lugar existia... eu fui lá da última vez quando Bridgit tinha meses e Joseph ainda era uma criança adorável... era, pois agora não é mais. Terminei de comer e coloquei o prato na pia, subi correndo pro meu quarto e vi que o celular vibrava sem parar. Eram mensagens, eram do Niall, ele já tinha me mandado algumas ontem, então eu já havia salvado seu número.


     Ok, ok... eu tinha apenas 10 minutos pra me trocar, bom, normalmente eu levaria 4 ou 3 minutos pra isso, porém alguma coisa dentro de mim dizia que eu devia estar parecendo diferente para Niall. Com nossas conversas ontem ele me fez sorrir, alguma coisa nele me fazia bem. Uma coisa tosca pra se dizer, eu sei, mas era a pura verdade. Parei de pensar e comecei a puxar coisas do guarda-roupas, não queria parecer que tivesse me arrumado demais, como se fosse um encontro, e nem muito esculachada, mais normal.

      Fucei um pouco e acabei por pegar uma jaqueta da Bridgit, acho que ela não se importaria, já que vive roubando minhas camisetas pra ir pra escola ou pra sair, então acabei ficando... mais ou menos assim:
Catch Me

Catch Me by bianca-job featuring a racerback tank

     Me olhei no espelho e acabei por gostar da visão de mim mesma que tive. Desci as escadas e comecei a andar rapidamente até o local marcado e encontrei Niall sentado numa cadeira perto do balcão de pedidos devorando um sundae de morango com calda de chocolate, chantilli, alguns granulados coloridos e pra finalizar uma cereja no topo. Acabei por rir do tamanho da fome do loirinho, tão magro e comia tanto desde pequeno. Entrei na sorveteria e me sentei na cadeira da sua frente e fiquei o observando comer.


Niall: Oi SeuNome. - sorriu
Eu: Hey Niall. - sorri de volta
Niall: Não vai pedir nada?
Eu: Ah sim, vou pegar um sundae de chocolate.
Niall: Ótima pedida, eu amo os sorvetes daqui, são bons demais.
Eu: Eu sei. Principalmente o de graviola, já comeu? - ele fez uma cara de nojo e eu ri alto - Estou brincando, nunca ouvi falar de sorvete nenhum de graviola.
Niall: Ainda bem, não me parece ser bom...

     Me levantei e fui fazer meu pedido enquanto Niall terminava seu sorvete e aparentemente se preparava para outro que não seria o último. Logo me entregaram meu sorvete duas bolas de chocolate e eu fui colocar os adereços que queria, como a calda de chocolate e um granulado normal. Me sentei na mesa novamente e comecei a comer.

Eu: Nossa, é melhor do que eu lembrava isso aqui. - apontei com a colher pro sorvete
Niall: Num é?!

     Conversa foi e conversa veio, sorvete foi e veio e nós estávamos lá ainda. Niall não era como seus amigos esnobes, tinha um bom coração, gostava disso, ele fazia com que você se sentisse bem mesmo estando mal, isso era bom... muito bom. O vi pedir um outro sorvete, aparentemente maior que os outros que havia tomado já que hoje estava calor e o mesmo colocou duas colheres nele dessa vez. Pagamos a conta - ele se ofereceu pra pagar mais da metade - e fomos pra pracinha em frente à sorveteria.

Niall: Servida? - me entregou a colher
Eu: Claro.

     Nos sentamos na grama na frente do pequeno lago que tinha lá, haviam bem poucos patos naquilo, no máximo 4 e olhe lá. Tinham crianças brincando de jogar pão na água pra alimentá-los, mães os observando, adolescente sentados lendo ou namorando... O subúrbio de Londres nunca me pareceu tão bom como agora. Tomamos aquele sorvete num ritmo... lento, então o mesmo derreteu muito rápido. Ficamos conversando besteiras praticamente a tarde toda, um resto de sorvete ficou e Niall colocou a vasilha na grama entre nós dois.

Eu: Belo sorvete. - falei olhando pro pote vazio e com um resto ao meu lado
Niall: Bela roupa.
Eu: - subi meu olhar - Belos olhos.
Niall: Belo rosto.
Eu: Belo cabelo.
Niall: Bela boca. - disse se aproximando
Eu: O mesmo pra sua. - sem perceber, ele estava mais próximo de mim do que eu imaginava, e eu gostava dessa proximidade. Senti sua mão segurar em minha nuca e seus lábios tocarem sutilmente nos meus começando um beijo lento e sem pressa.

     E naquele momento uma certeza tocou em minha mente: o que me tornava estranha, não eram minhas roupas, eram minha frieza. Eu era fria porque me sentia vazia, sem ninguém, apenas amigos. E por ter essa certeza pra mim, todos acreditavam que eu era assim, mas no momento em que Niall me beijou tudo ficou claro. Eu só precisava dele, com ele ao meu lado tudo ficaria perfeito. Alguns minutos depois Niall foi me soltando e eu me senti ficar corada.

Niall: Desculpa.
Eu: Pelo que?
Niall: Pelo beijo.
Eu: Mas... foi... o melhor de todos - ele sorriu
Niall: Posso te pedir uma coisa?
Eu: Que seria?
Niall: Fica comigo? Hoje, amanhã, depois de amanhã, semana que vem, mês que vem, ano que vem... até quando Deus quiser? Vem comigo que eu te faço feliz, eu prometo. - eu sorri imensamente

Eu: Não precisa pedir duas vezes. - ele sorriu e me beijou novamente

     E foi assim que Niall se tornou meu porto-seguro. Ele foi o único que conseguiu me salvar do pequeno mundo onde eu vivia. A cada dia ao seu lado, meu mundo se iluminava, eu me sentia mais feliz, a cada mensagem era um pequeno pulo pro meu coração, eu o amava como nunca achei que fosse amar alguém e ele me amava como eu nunca esperei que alguém fizesse. E nós estamos assim até os dias de hoje.

OOOOOOOOOI DELICIAAAAAAAAAAS!
Saudades daqui <3

Bom, eu voltei, porém MMWD ainda não. Estou pensando em ficar apenas com as mini-imagines mesmo, porque elas não tem datas pra serem postadas, e capítulos de fanfics sim.
Eu escrevia "Catch me" à algum tempo mas tinha preguiça de terminá-la e hoje resolvi tomar coragem e finaliza-la. Espero que gostem :)
Comentem ai o/
Beijooos xeirozos <3
8

8 comentários:

  1. ameiii continua, tava com muita saudade dos seus imagines, na boa.

    ResponderExcluir
  2. ohhhhhhhhhhhhh sou a primeira o/ tuts...tuts... PAREI '-',então ta muito legal esse mine imagine eu amei *-* rtem talento em u.u,então eu amei *-* <3,boas ferias para você!
    Sua fã
    Nayara
    Hanna :p

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. muitooo cuteee xoxoxoxo Duda

    ResponderExcluir
  5. Ownt muito fofo,gostei muito da mini fic...
    Bem legal isso de você colocar fotos dos personagens,e dos looks também =)

    ResponderExcluir
  6. Parece que vai ser muito legal *-*
    Mas, o que é aish que ela ficou falando? o.o

    ResponderExcluir
  7. OMG!!!!! Mini imagine perfeito e música do mblaq :-D eu amo mblaq!!!!!!

    ResponderExcluir