Dangerous - Capítulo doze.


[...]
Aprenda a viver.
SeuNome P.O.V's

          Levantei da minha cama e fui me olhar no espelho, meu rosto estava normal mesmo com os tapas que Brad havia me dado estava tudo normal, eu caminhei até meu guarda-roupa e peguei um short jeans e uma camiseta social, prendi meu cabelo e coloquei uma meia soquete, abri o sótão e Bryan não deu sinal de vida, puxei as escadas e subi elas, ele estava sentado no chão lendo um livro, ascendi a luz e sorri ao ver seu cabelo bem parecido com o de Zayn, quando me o viu levantou e me abraçou apertado eu precisava muito daquilo, Bryan voltou a ler o livro eu me sentei ao seu lado e fiquei lá por um tempo.

[…]

          Abri meus olhos e reparei que estava no quarto do Bryan, sorri fraco e ele estava deitado no meu colo, levantei e mexi nele pra ele levantar, logo ele acordou e eu o deitei em sua cama e o cobri, desci as escadas e fechei a porta, olhei no relógio e era quatro horas da madrugada, não tinha ido jantar mais uma vez, suspirei e sai do quarto, o corredor estava escuro aquilo me assustava, desci as escadas e a sala estava um pouco mais clara, a casa estava totalmente silenciosa, entrei na cozinha e Niall não estava lá como de costume, na verdade não tão de costume assim, abri a geladeira e peguei algumas coisas pra eu fazer um sanduíche, estava lavando uma folha de alface quando senti alguém me abraçar por trás, tomei um susto e me virei largando tudo na pia, os braços não foram soltos da minha cintura e quando vi que era Zayn meu coração se acalmou e eu suspirei aliviada.

Zayn: Tomou um susto? -ele falou totalmente embolado, ele estava bêbado?-
Eu: Você está bêbado?
Zayn: Qual é o problema, eu não posso beber mais, vai cuidar da minha vida agora? -cerrei meus olhos tentando entender, reprimi uma risada- SeuNome eu já falei como você fica gostosinha de short.
Eu: Zayn, você nunca me viu de short. -ele riu-
Zayn: Ah não? -ficou sério- SeuNome você fica gostosinha de short. -eu ri e ele acompanhou mesmo não entendendo-

          Ficamos em silêncio por um tempo e o cheiro de álcool que vinha do Zayn era horrível. Ele puxou meu corpo pra perto do dele e desceu as mãos da minha cintura até o meu bumbum e apertou forte e ele sozinho gemeu, eu queria rir da sua cara de bêbado e de como ele estava agindo, tirei a mão dele dali e ele me olhou irritado. E tentou colocar as mãos nos meus seios, mas foi interrompido novamente, ele me empurrou então forte pra pia e colou seu corpo no meu e desceu seus lábios roçando por todo o meu rosto.

Zayn: SeuNome... me beija. -revirei os olhos e segurei em sua mão -
Eu: Vamos Zayn, eu vou te dar um banho porque se a minha mãe te ver assim ela vai brigar com você.
Zayn: Eu já tomei banho, eu quero um beijo.
Eu: Não tomou banho, por Deus Zayn você está sujo, dançou na lama? -ele fingiu não ouvir e me empurrou contra a pia-
Zayn: Me dá um beijo.
Eu: Dou depois que você tomar banho. -peguei em sua mão e o puxei pra subirmos.-
Zayn: Espera. -ele me parou e olhou pra todos os lados, olhou lá pra fora e me puxou eu simplesmente o segui, ele abriu a porta de vidro e saiu indo até lá fora e olhando pra cima- Não dá pra ver muito as estrelas mas veja como elas são lindas. -ele estava leve ainda e eu que o segurava, olhei pra cima e tinha algumas estrelas, senti os lábios do Zayn encostarem em minha mandíbula. Abaixei a minha cabeça e olhei pra ele seus olhos estavam fixos nos meus e seu rosto bem próximo de mim-
Eu: É lindo. -não sabia se me referia a Zayn ou ao céu-
Zayn: Hey, eu preciso dizer que.. -ele mudou seu olhar para a piscina e cambaleou um pouco.- Eu gosto de você SeuNome, eu sinto que deveria comprar todas as rosas vermelhas do mundo só pra você só que... -ele riu e se mexeu- … eu não tenho dinheiro. -eu ri alto e ele passou as mãos na barriga por dentro da camiseta e a puxou a tirando com dificuldade- Tudo que eu disse pra você quando estava apanhando dos seus amigos é verdade entende? Eu realmente sonhei com você, mas é porque eu sou paranoico e imagino coisas que nunca vão acontecer. -segurei a camiseta de Zayn e o encarei confusa-
Eu: Como assim nunca vai acontecer?
Zayn: Porque eu sou assim SeuNome, eu ando no trilho do trem, eu piso no fogo, eu carrego uma arma na garganta, eu quebro garrafas na minha cabeça e monto uma bomba na minha mala, eu jogo uma moeda pra cima e quando ela cair no chão o meu coração já foi arrancado do peito. Eu sei que não importe se eu mudar, se eu virar um cara do bem, tem algo em mim que nunca vai me deixar, algo que eu possa estar vivo hoje e amanhã eu esteja sendo enterrado pelas pessoas que ainda gostam de mim, eu sou um imã para o perigo e é por isso que vivo a vida intensamente sem pensar no amanhã porque você sabe, eu posso acordar com uma bala presa no meu crânio e o meu coração no freezer da sua geladeira.

          Congelada, sem palavras, completamente sem reação, Zayn estava chorando, por mais que ele segurava as lágrimas não dava para impedi-las de escorrer, seu rosto estava vermelho e com um leve clarão do lado esquerdo por conta da luz da lua, meu coração estava apertado e eu não sabia basicamente como reagir, Zayn engoliu a seco e foi mais doloroso pra eu ter que ouvir seus soluços misturados com o silêncio da noite e a minha inútil mente não elaborar nenhuma maldita ideia para tentar ajudá-lo.
          Seus olhos se direcionaram a mim que percebi então que olhava com pena pra Zayn que reagiu como se já esperasse que eu ficasse assim e colocou as mãos no bolso entrando em casa de volta. Por uns instantes me prendi aonde estava e não conseguia me mover, o que havia acontecido aqui? Zayn chorando e contando sobre como vive intensamente por correr perigo? Ele corre perigo? E parece ter muito medo disso. Dei um pulo e corri pra dentro de casa procurando por Zayn meus olhos não se acostumaram com a escuridão da casa, fui tateando todos os lugares da cozinha e passei correndo pela sala, parei no meio do local e forcei meus olhos se acostumarem até que vi Zayn em pé perto da escada caminhei até ele e coloquei a mão em suas costas quentes.

Eu: Zayn eu... -ele colocou a mão na minha boca-
Zayn: Shhh, eu só preciso de um banho, estou me sentindo imundo, me ajuda por favor. -ele falou baixo com o rosto perto do meu e tirou a mão da minha boca e colocou em meu ombro e eu juntei meus braços em torno de sua cintura e o guiei subindo as escadas. (…) Depois de muito trabalho, consegui finalmente entrar com Zayn no meu quarto e o levei pro banheiro enquanto ele ficava apenas em silêncio-

          Subi no quarto do Bryan enquanto Zayn tirava a roupa e tomava banho no que eu falei pra ser gelado, ele até levou tudo numa boa, estava silencioso e pensava muito, concordava com tudo até parecia uma criança obediente menos pelo fato dele parecer mais triste, e eu sabia o motivo disso. Peguei um moletom e uma cueca do Bryan, uma regata que eu tinha comprado e desci, mexi nas minhas coisas e peguei a maior toalha que eu tinha, entrei no banheiro e evitei olhar pro box já que quando entrei vi a cueca preta do Zayn jogada no chão, recolhi sua roupa do chão e deixei a do Bryan lá, caminhei até o box e dei duas batidas -era impossível ver o Zayn se ele não abrisse a porta de vidro já que era em transparente embaçada- ele pediu pra eu esperar e eu olhei pra onde ele estava em dava pra ver o desenho do seu corpo, bem delineado, suspirei ao ver aquilo, era um desejo inconsumível.

-Oi SeuNome. -ele falou abrindo o box, eu estava encostada na parede do banheiro olhando pra frente-
Eu: A roupa está aqui, consegue vestir né? -ele riu baixo-
Zayn: Estou consciente do que devo fazer, não se preocupe, muito obrigado por tudo. -eu sorri sem o olhar e então me virei pra sair mas ele me puxou e eu fiz um barulho, Zayn me encostou na porta do box, fechei meus olhos, ele estava do lado de dentro e eu do lado de fora ele apenas nu e eu segurando a minha dignidade para que ela não fosse visitar o vizinho e me deixasse cair na tentação do Malik.- Eu me importo com você, e não importe o que você pense, por mais que eu não demonstre por dentro a minha maior vontade é cuidar de você, não acredite no que meus lábios dizem, porque a verdade está estampada nos meus olhos.

          Sorri ainda com os olhos fechados e senti as mãos do Zayn no meu rosto e me puxando mais perto dele, encostou seus lábios no meu e então iniciou um beijo longo, não sabia o que nós tínhamos, se eu estava fazendo o certo, mas simplesmente não me importava, era complicado não resistir a Zayn que hoje está preso em mim e não tem como sair.
          Empurrei seu peito de leve e sorri e ele riu alto, me virei e fechei a porta do box e abri os olhos, as mãos dele estava apoiada no vidro, me senti em um filme romântico que eu sabia que quando eu dormisse acabaria, passei meus dedos por cima dos dedos de Zayn e virei saindo do banheiro e fechando a porta, sorri involuntariamente enquanto pegava algo rápido no meu guarda-roupa pra dormir, apaguei a luz do meu quarto e deitei na minha cama. Fiquei pensando se não era mais de umas das minhas alucinações, mas não era, eu sabia que não, eu sentia que não. Fechei meus olhos e me cobri com a minha coberta, me abracei com o travesseiro e sorri pro infinito. Senti um peso atrás de mim, e depois um peso em cima de mim, me virei de leve abrindo os olhos e vi Zayn com o pescoço em cima do meu ombro me olhando, ele estava quente e o seu cheiro em embriagava, sorri cerrando meus olhos.

Zayn: Será que posso dormir essa noite com você?
Eu: Você sabe que sim. -eu falei baixo-
Zayn: Você sabe que amanhã tudo muda né? Eu vou dormir em outro quarto e você vai se entender com Brad. -suspirei-
Eu: Eu não vou me entender com ele.
Zayn: Mas você precisa, se você quer uma foto sua em um quadro lá fora você precisa conquistar aos poucos, e você vai voltar com Brad, fazer ele ficar na sua mão, ajuda você e ajuda a mim.
Eu: Como assim? -perguntei confusa encarando Zayn que tinha seus olhos um pouco fechado-
Zayn: Presta atenção, eu quero cuidar de você, mas só vou fazer isso se você levantar amanhã, vestir a melhor roupa e voltar a ser quem era antes de me conhecer, eu sou seu, não importa o que aconteça, só que pra ganharmos você tem que saber jogar, e você vai fazer isso sem lembrar de mim, vai pra escola amanhã, sente com Brad, converse com ele, no final do dia prometo te dar o seu óscar. -eu ri e ele me acompanhou-
Eu: Eu não sei o que você quer com isso...
Zayn: Você não precisa saber, feche os olhos e confie em mim eu serei seus olhos e você será meu coração. Ok?! -ela falou fechando os olhos e embriagado.-
Eu: Bêbados.

          Me joguei na cama e fechei meus olhos e me cobri novamente, senti as mãos de Zayn na minha barriga e o rosto quente dele rente ao meu, eu estava totalmente errada de fazer isso, mas eu estava me divertindo e isso estava sendo muito bom. Suspirei fundo e finalmente consegui dormir pra nunca mais acordar.

[…]

          Praticamente pulei da cama quando a merda do despertador tocou bem no meu rosto, abri meus olhos sentada na cama esfregando meus olhos com força, Bryan estava na minha frente segurando e balançando o despertador, peguei aquilo da mão dele e desliguei, ele pulou na cama e eu pensei que ele tinha pulado em cima de Zayn já que o mesmo estava dormindo do meu lado, me virei e … bom, ele não estava mais lá, suspirei fundo e levantei da cama mas me enrolei no edredom e acabei caindo no carpete e me joguei completamente lá, ouvi uma risada alta que não era de Bryan, levantei correndo e parei na porta do meu quarto ainda dando tempo de ver Zayn descendo as escadas carregando um caixa enorme. Caminhei pelo meu quarto enquanto Bryan mexia nos meus fones, vi um papel em cima do meu criado-mudo e era mais um garrancho do que um bilhete.

“Passar a noite com você e não poder fazer nada não é pra qualquer um, isso é um limite, ou um desafio que eu tive que fazer? Bom, eu me coloquei em meu lugar e agora é a sua vez de fazer o que nós combinamos, vá querida e mostre que você não é minha e sim do mundo. Assinado: Um cara perigoso”

          Sorri e guardei aquele papel na minha gaveta, encarei Bryan novamente e ele sorriu pra mim estendendo as mãos, encostei nelas e sorri, ouvi um riso baixo e me virei a minha mãe estava parada na frente da porta com a sua bolsa enorme e com um novo visual, havia cortado o cabelo e abusado muito do decote, era sempre assim quando meu pai não estava em casa a minha mãe se transformava uma outra mulher.

Mãe: Hei. -Bryan se apertou em meu braço quando viu que ela estava ali- Queria avisar que depositei um dinheiro na sua conta pra comprar um vestido, pra festa de sábado, quero vocês bonitas, viram gente importante. -ela piscou pra mim- Não traga Brad, vai que você encontra um cara mais despojado. -arregalei meus olhos- E consiga ser milionária com ele.
Eu: Que nojo. -a ignorei e fui direto pro banheiro- Merda de família, com certeza eu sou adotada.
Bryan: Eu sou adotado. -ele disse alto e eu concordei-
Eu: Nós somos.
Mãe: Não brinquem com isso. Estou querendo ser legal.
Eu: Okay senhora dinheiro em primeiro lugar, eu estarei linda pro meu boy magia. -eu falei com a cabeça pra fora do banheiro, ela cerrou os olhos e saiu dali, respirei fundo e fui me arrumar pra ir pro lugar que eu não queria ir.-

[…]

          Vesti a minha calça e calcei um sapato de salto, não era tão alto assim mas era me deixava elegante, peguei meu casaco já que lá fora estava frio e desci as escadas indo direto pra cozinha como sempre fazia, entrei lá encontrando com Niall e Zayn ambos com os cabelos e o rosto molhado mas ao contrário de Niall, Zayn estava sem camisa com as suas tatuagens a mostra e alguns hematomas que eram visíveis. Niall e Maura riam de algo enquanto Zayn com os braços apoiados no balcão encarava seus dedos ofegante, os encarei e fiz uma expressão curiosa, queria saber porque estavam rindo, respirei fundo e permaneci aonde estava enquanto ninguém notava a minha presença.

Niall: Cara isso foi muito engraçado, muito mesmo. -Zayn permaneceu em silêncio agora encarando o loiro que mesmo sem eu saber do que ele ria me fazia rir também, Niall era o tipo de garoto que tinha a risada engraçado que te fazia rir também.-
Eu: O que aconteceu? -perguntei entrando de vez na cozinha e fazendo todos notarem enfim a minha presença.
Niall: Derrubei o Zayn na piscina e ele gritou como uma garotinha. -olhei pro Zayn e ele passou as mãos no cabelo molhado sem se importar com que o Niall tinha acabado de chorar- Pelo que indica Zayn tem medo de piscina. -ri baixo e dei a volta pelo Niall indo até a geladeira.-
-Como diz o ditado; Quando os ratos saem os gatos fazem a festa. -Michell comentou enquanto entrava também na cozinha escutando a conversa dos meninos ou melhor do Niall.
Niall: Na verdade o ditado é: Quando os gatos saem os ratos fazer a festa, mas eu agradeço por ter me chamado de gato, fico feliz por isso. -ele rio convencido e Michell apenas revirou os olhos.-
Maura: Deixa que eu leve o café até a copa. -ela disse olhando pra Michell que estava parada na porta-
Eu: Não precisa Maura, dá pra nós comermos aqui.
Michell: O quê? -ela agora me olhava- Por acaso me viu como uma empregada? Presta atenção SeuNome só empregado come na cozinha.
Eu: Eu não vejo mal algum em comer aqui, a comida vai pra minha boca aqui ou lá na copa, viu não à diferença.
Michell: Porém queridinha, eu não nasci pra ficar na gordura e no meio desse lugar quente.
Eu: Okay, então vá e coma sozinha, porque eu quero ficar aqui.
Michell: Não vou comer sozinha. -ela disse sorrindo.-
Eu: Seu namorado está ai? -perguntei confusa-
Michell: Não mas... -ela olhou pra Zayn e olhou pra mim- Jawaad venha comigo?
Eu: Jawaad? -reprimi um riso- Que tipo de nome é esse?
Zayn: O meu. -ele falou mais rude impossível e levantou colocando as mãos na cintura da Michell e indo até a copa.-
Eu: FILHO DA PUTA. -gritei batendo a porta da geladeira que até agora estava aberta.- Ele é um estúpido. -falei sem me importar com Niall ou Maura.-
Niall: SeuNome... -ele sussurrou- Você está bonita. -eu sorri-
Eu: Obrigado Niall. -peguei algumas coisas pra mim e me sentei perto de Niall e nós dois começamos a comer o que eu tinha pego.- Isso é bom, come. -coloquei na boca dele e ele riu antes mesmo de mastigar.- Para de rir bicha e come.
Niall: É engraçado eu pareço uma criança e você a minha mãe. -sorri mais ainda-
Eu: Você é uma criança, seu bobo. -levantei enfiando um pedaço de bolo na boca dele- Me leva na escola hoje?
Niall: Claro senhorita. Bro -ele disse pra Zayn passando pela copa comigo- Vai conosco? -quando me virei Zayn estava quase em cima da minha irmã, ela estava vestindo uma blusa com um decote enorme e ele estava olhando toda hora pra lá, sem disfarçar nenhum segundo. O que eu tinha feito? Ele tinha dormido ao meu lado e agora estava lá, dando em cima da minha irmã na minha frente.-
Zayn: Hum... você espera eu colocar uma camiseta?
Eu: Quer saber Niall, eu vou sozinha não quero ir com ninguém. -passei a mão no rosto e a minha voz saiu falhada-
Niall: Eu te levo SeuNome, não tem problema, está cedo e …
Eu: Por isso mesmo, acho melhor eu ir andando assim chego na hora certa.

          Olhei pro Zayn pela última vez e ele me olhou com um sorriso fraco no rosto e eu quis andar até ele e lhe dar um soco para que ele ficasse com uma marca roxa pra sempre em seu rosto, suspirei fundo e virei de costas deixando o Niall se perguntando o porquê daquilo, peguei minha mochila e caminhei até a escola tentando esquecer completamente tudo que tinha acontecido, e Zayn? Bom, ele pode ter o poder que for contra o meu corpo, contra mim, mas ser idiota eu não sou e nem vou ser pra ter o homem que eu quero, se ele quer mesmo ficar comigo como diz, agora o segredo é ele correr atrás de mim, eu não vou ser uma vadia correndo atrás dele, se for pra ser vadia que seja bem longe de um cara que pensa que eu estarei ali sempre que ele quiser me usar. Não sei como me segurei até agora e não fiz alguma besteira com ele, deveria ser algo dentro de mim me dizendo que ele não era o cara certo pra mim. Que se foda, Zayn só apareceu na minha vida pra me mostrar que eu tenho coisas boas em minha volta e que eu perdi por causa dele, e agora eu só preciso correr atrás do que perdi e deixar o cara que me puxou pra baixo com o que ele realmente quer; alguém que faça sexo sem cobrar amor e carinho. Michell.


CONTINUA... 
Capítulo Anterior                                                                                               Próximo capítulo

Grandão hein! KKKKKKKKK comentem bastante yayy
14

14 comentários:

  1. OMG cada vez mais surpreendente..
    Cams essa fic tá mais que perfeita, continua no estilo The Flash

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara. Essa fic tá mt grande

      Excluir
  2. Tipo:"Ahhh porque você é tão perfeito Zayn kkkkkkk"
    Está d+++,e é tão bom quando vc faz capítulos maiores,assim como esse *u*
    Continua assim que puder,mas não demore tanto rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. , kkkkkkkkkkkkkkkkkk , Meu Deus , assinado " Um cara perigoso " #Morri .
    , e tipo , Foda se Zayn , eu vou atrás do Brad (Pitt) fica aí comendo a minha irmã , 2 beijos , kkkkkk
    Tá ótimo Cams , continua , beijão .

    ResponderExcluir
  4. Olhatem que parar de me martar com tanta pereiçãp desse jeito!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Continua camila!
    ass : Uma garota perigosa

    ResponderExcluir
  6. Amei!! Continuaa ta perfeito!! :)

    ResponderExcluir
  7. Ta otimo ! Amazayn! Continua !
    Thatahxx

    ResponderExcluir
  8. Cara o Zayn eh mais confuso q mulher n dah pra entender esse homi kkkk Tomara q ele se de conta q a seunome eh o melhor pra ele, continua curiosa pra ver o a seunome vai fazer q respeito de Brad e Zayn

    xoxoxo Duda

    ResponderExcluir
  9. continuaaaaaaaa, amando!!
    xx Anninha
    Leitora nova aqui!!

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Perfeeeeeeito *-*

    ResponderExcluir
  12. A (seunome) podia ter um lance com o Nini neh...so pra criar um clima de ciúmes!

    ResponderExcluir