Irish Angel - Capítulo onze

VISITEM (WWW)

Nós somos jovens, nós corremos livres ficamos acordados até tarde, nós não dormimos. Temos nossos amigos, temos a noite nós vamos ficar bem.../ We'll be alright - Travie McCoy
"Talvez tudo fique bem"
Você ON
           Niall parou o carro em frente a sua casa e desceu do mesmo com uma certa agressividade, ele havia bebido mas não tanto para estar alterado, nervoso ou irritado, mas tirando o fato dele ter virado meu irmão mais velho e me proteger e meias coisas que o mundo me afetam talvez isso havia o irritado.
           Ele abriu a porta do meu lado e colocou suas mãos por baixo das minhas pernas e nas minhas costas com cuidado, coloquei minhas mãos em volta do seu pescoço e ele fechou a porta com o pé, ele foi andando comigo em seu colo até dentro de sua casa enquanto minha cabeça estava apoiada no seu pescoço e me segurava o máximo para não chorar. Eu tentei descer de seu colo mas ele estava frio e não disse nenhuma palavra, prendeu mais suas mãos em mim e não me deixou me mexer, ainda mais com aquele enorme machucado no joelho. Ele subiu as escadas com dificuldade e empurrou uma porta que não era do seu quarto, entrou e ascendeu a luz era o banheiro, ele me sentou no vaso sanitário e ficou em pé me olhando por alguns minutos enquanto eu tentava mexer no meu machucado.

Niall: Tira a roupa. -ele disse ríspido e saiu do banheiro- E toma um banho, já volto! -ele disse de lá de fora já-

           Tirei meu short com cuidado, encostei a porta e já estava sem minha camisa, tirei meu sutiã e minha calcinha, liguei o chuveiro e entrei fechando a porta do box transparente o que me deixava agoniada. Entrei debaixo da água quente e estava quente mesmo era possível ver o vapor da água em tudo que lugar. Minha perna estava esticada e meu pé encostado na parede me equilibrava em uma perna só para não molhar meu joelho que ardia muito, escutei a porta sendo arrastada e uma gargalhada.

XXX: É pra você lavar o machucado também. -Niall disse rindo e eu me virei para ele, o vidro estava todo embaçado e eu só conseguia ver que ele estava em pé com alguma coisa na mão- Ou você quer que eu entre ai e lavo pra você. Senhora encrenca. -eu fiquei em silêncio pensando na possibilidade dele entrar aqui e me ajudar... na verdade eu não iria me sentir bem, abaixei a minha perna e a água quente caiu sobre ela, inclinei minha cabeça pra trás mordendo meus lábios e senti a dor me consumir, fiz o ar sair da minha boca em forma de som ao ranger meus dentes e Niall suspirou alto- Parece que tá tendo um orgasmo. -eu segurei para não rir, ainda ardia e eu sentia vontade de chorar. Peguei o sabonete liquido que tinha ali e passei por todo o meu corpo.- Não é por nada não, mas você poderia me agradecer né? Terceira vez que eu não deixo você se foder. -ele disse um palavrão?- Sabe, eu poderia ter deixado você morrer de hipotermia, poderia ter deixado você viciar em maconha e com certeza morrer sem os seus pulmões daqui uns dois anos, e agora eu poderia ter deixado você ser estuprada e ficar com trauma até cortar seus pulsos e morrer, acho que eu merecia um obrigado. -ele disse aproximando do box- O que você acha SeuNome?

           Niall abriu a porta do box e eu fui para atrás tentando cobrir o meu corpo com as mãos, quando ele entrou notei que ele não vestia nenhuma das suas roupas apenas uma box verde clara, eu já estava encostada na parede com uma das minhas mãos juntando e escondendo meus seios e a outra a minha intimidade. Encarei o Niall com uma certa expressão para ele sair dali e ele sorriu.

Niall: Você é tão perfeita. -ele disse se aproximando, obvio que eu não acreditei em suas palavras, ele estava bêbado-
Eu: E você tão bêbado.
Niall: Você quer que eu saia?
Eu: Sim. -respondi e ele fez um sinal com os ombros-
Niall: Ok eu saio e... de nada. -ele disse desapontado e saindo do banheiro-

           Ele bateu a porta com força e eu encarei a mesma, desliguei o chuveiro e notei que ele tinha colocado uma camiseta e um short curto, e feminino em cima da pia. Dei ombros e coloquei aquelas roupas e as minhas roupas eu deixei no banheiro, eu tinha feito uma merda, talvez machucado o Niall e agora eu tinha que concertar, sua casa era muito grande e eu mal sabia os lugares dos quartos, porém eu estava frequentando mais aqui do que a minha casa, sai do banheiro mancando e escutei a voz do Niall e ele falava no telefone. O escutei dizer alto “Ela vai dormir aqui, mas amanhã cedo a levo de volta” E depois desligou o telefone, procurei por ele entrei em um cômodo e lá tinha um enorme sofá, uma enorme televisão e um violão, piano, guitarra, baixo e outros instrumentos ali parado e encostados na parede, Niall ainda estava de cueca e suas mãos agora mexiam em seus cabelos que confesso sentir uma forte vontade de tocá-lo. Fiz um barulho com a garganta e sorri maroto pro Niall que levantou a cabeça e me encarou indo até a janela, fui mancando até ele e ele encostou no parapeito branco de sua sacada, passei pela porta de vidro ao lado da extensa janela e encostei no parapeito olhando a vista, era bonito.
           O céu azul-escuro com suas manchas violetas alaranjadas aonde as rochas cobrem a continuação do lençol azul, luzes acessas em todas a casas e prédios em volta, mau podia enxergar as estrelas mas eu sabia que elas estavam lá, era como o amor, você não pode o ver mas sabe que ele existe, por mais que você nunca o veja, nunca o sinta você sabe que ele existe, sabe que pessoas já foram felizes com eles contanto que também já foram muito machucadas.
           Me peguei naquele momento de distração novamente, enquanto apoiava meus braços em cima um do outro enquanto meus olhos ficavam marejados por causa da briza fria que faziam contato imediato com eles, do meu pé até a minha coxa eu sentia toda arrepiar, estava muito frio e assim como meus braços que estavam já bem frios, não sabia como Niall conseguia ficar apenas com uma cueca? Eu olhei para ele e ele olhou pra mim senti uma vontade de rir mas bateu um vento forte que me fez tremer e o Niall riu pelo nariz.

Eu: Você tá bravo comigo?
Niall: Por quê? -ele não me olhou-
Eu: Eu... não... bom, não fiz o que você queria fazer comigo no banheiro. -ele gargalhou pela rapidez que eu tentei pronunciar as palavras, porque meu inglês saiu horrível e sem contar que falei uma palavra em português-
Niall: Repete?
Eu: Desculpa Niall... -suspirei- Obrigado por me salvar três vezes na mesma semana, ou seja obrigado por ser meu herói. -ele sorriu vitorioso mas mesmo assim não me olhou, achei estranho ele tem mania de manter contato visual-
Niall: Tá certo. -ele virou e entrou pra sala e caminhou lentamente eu fiquei parada olhando pra ele, e alguma coisa eu tinha que fazer... não pensei duas vezes, tinha que correr até ele e dizer o que meu cérebro negava com todas as forças mas meu coração dizia que era o que os meus olhos viam, que Niall gostava de mim.-
Eu: Niall. -segurei em seus braços e ele me olhou, finalmente- Você gosta de mim? -ele engoliu seco e me encarou profundamente- Hein?
Niall: Não. -ele disse rápido-
Eu: Então se eu for embora por aquela porta não vai ocorrer de quando eu estiver sendo machucada, ou em perigo você aparecer do nada?
Niall: Eu não apareço do nada SeuNome, você que anda pelos mesmos caminhos que eu.
Eu: Tem certeza?
Niall: Do que?
Eu: Que não gosta de mim?
Niall: Não, por quê? Você gosta de mim?
Eu: Não, achei que você gostava de mim. -disse baixo e encarei seus olhos- Vou... bom.. pra minha casa.
Niall: Não, sua mãe disse que você poderia passar a noite aqui. -ele disse se aproximando, senti sua respiração perto do meu rosto e eu apenas olhava pro chão-

           Eu estava constrangida e confusa, porque meus olhos teimavam em achar que Niall me olhava diferente, que seus olhos eram mais aflitos quando estava do meu lado, que seu jeito era diferente e como fica confuso. Porque meu coração insista em mostrar que o toque quente dele sobre a minha pele era como se fosse meu mundo, como se ele estivesse tentando me proteger, como um pai cuida de um filho indefesso. Mas meu cérebro estava certo, Niall não sentia nada por mim e como já ouvi pessoas dizer, nunca ninguém sentiria, e o meu cérebro é o mais sensato sobre isso.

Eu: Preciso ir pra casa, dormir na minha cama, abraçar a minha irmã, fazer ela dormir ao som da minha voz enquanto leio um livro na internet pra ela. Eu preciso cuidar dela. 
Niall: Sua mãe vai fazer isso, fica aqui! -porque eu sentia que as vezes ele estava na defensiva e outras ele estava sendo gentil?-
Eu: Niall. -levantei o rosto- Me leva na casa da Megan?
Niall: Você tá chateada? Você tá chateada que eu disse que não gosto de você? SeuNome... -o interrompi-
Eu: Não tô Niall, eu tô bem... só quero ir pra casa da Megan, minha cabeça está muito confusa com tudo que aconteceu, não dá pra ficar aqui, com você... não dá.

           Eu disse enquanto ia no banheiro pegar minha roupa, as peguei do chão e lembrei que Niall tinha levado meu tênis pro quarto dele, assim que entrei no quarto dele levantei os braços tirando a sua regata após jogar as minhas peças de roupa em cima da cama dele, ao tirar aquela peça com cheiro masculino senti um impacto no meu corpo e assim me virei contra o corpo de quem me puxou, meu corpo estava colado no do Niall, senti todo o meu corpo latejar e minhas mãos estavam sobre seu peito nu e o seu corpo colado ao meu, minhas mãos tremiam talvez como todo o resto do meu corpo, e as mãos do Niall estavam presas ao meu cotovelo e ele me fazia olhar diretamente pro seu rosto. Ele abaixou seu rosto e seus lábios roçaram os meus, mas meus olhos estavam fixos nos do Niall.

Niall: Você é perfeita. -ele sussurrou rente aos meus lábios me fazendo sentir seu hálito doce-

<<< Capítulo Anterior                                                     Próximo Capítulo >>>

...
Um spoiler: Uma nova personagem vai entrar no imagine, ela é tipo amiga de infância de algum dos outros personagens :) 
Estão gostando? Está pequeno né? Prometo fazer um grande e postar amanhã. 
Fiquem com Deus.


VISITEM (WWW)
20

20 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ta perfeitoooooooo Cams sua linda continua , to adorando tudo Diva *-*

    ResponderExcluir
  3. Ta mto mto mto Perfeito... Continuuuuua

    ResponderExcluir
  4. ta muittooooo perfeito...amei >.<PLEASE Continuaaaa ....
    Ps:Lena

    ResponderExcluir
  5. ta muito perfeito...continua pelo amor de Deus

    ResponderExcluir
  6. Continua perfeito continua perfeito continua perfeito continua perfeito continua perfeito

    ResponderExcluir
  7. Aw que lindo. Continua c:

    ResponderExcluir
  8. GENTE DO CÉU VISH MARIA SANTO DEUS QQ ISSO A PERFEIÇÃO EM PESSOA XD MURRIDA XD DEMAIS CONTINUA PLEASE CAMS TE ADORO

    xxIza

    ResponderExcluir
  9. leitora nova!!!!!!
    Amei vey *ooo*

    ResponderExcluir
  10. Santa periquita do peru pelado, continua essa fanfic logo pelo amor de deus ><

    ResponderExcluir
  11. Está tão incrível!!!!!!!!!!!!!!
    Estou amando ler essa fic =)
    Continuaaaaaaaaaaa
    Annah C.

    ResponderExcluir
  12. Sou leitora nova e cara essa fic é perfeita!! Continua pelo amor de Deus!

    ResponderExcluir
  13. Continua tá Perfeito *------------*

    ResponderExcluir
  14. Leitora nova here \O/ eu comecei a ler a sua fic hoje e, bem, eu terminei hoje tbm :P pmdd, posta logo o outro capitulo, pls.

    ResponderExcluir
  15. esta perfeito como sempre!!!!!!

    ResponderExcluir
  16. vc vai colocar foto na personagem nova?

    ResponderExcluir
  17. Caramba você fez esse imagine o ano retrasado,mais eu leio mesmo sendo um pouco antigo.Poxa,são muito bons!Eu gosto dos imagines do Niall!!

    ResponderExcluir