Imagine Interativo. - Best girl ever / Camila Homs

Uma garota é obrigada por duas amigas a ir em uma festa, porque sua amiga mais velha é uma groupie, e então lá se vai ela dar em cima dos famosos que tem nessa festa, essa garota vai com todas as suas esperanças lá embaixo, sem nenhuma animação e humor para festas. Ao entrar na festa, decide pelo menos se divertir, tentar fazer do seu ultimo dia na Austrália, o melhor. Ela começa a se divertir, porém começa a notar que suas amigas estão se afastando dela, e a mesma acaba sozinha sentada no balcão do bar ao lado da sua "companheira" que já dormia. E então o inesperado acontece, um garoto que a observada dançar chega perto dela sem segundas intenções e com uma vontade de enorme e a esperança de conhecê-la melhor e quem sabe futuramente se tornassem grandes amigos. Ou. Talvez. Algo mais.

Nome: Best girl ever / Melhor garotas de todas. 
Autora: Camila Homs
Inspirado na música: Best song ever. - One Direction. 
Classificação: Livre. 
Imagine de: Único Capítulo - Com interatividade. 
Para ler: Clique em leia mais e responda as milhares perguntas que aparecer.


Boa leitura !

P.O.V's

         Ouvi o barulho da cortina sendo aberta, meu sono era tão leve era uma das coisas que me deixava irritada, abir os olhos vagarosamente e vendo a silhueta da minha amiga abrindo as cortinas do meu quarto, me virei na cama e olhei em volta, lembrei que estava na Austrália, por um lado isso era bom, já que eu ainda menor de idade com uma amiga mais velha viajando sozinha para a Austrália, por outro lado era ruim porque eu teria que aguentar a chatice da enquanto estivéssemos aqui. Eu não tinha vindo com ela, tinha mais uma amiga minha e nós viemos as custas dela, já que ela trabalharia por 6 noites em uma boate aqui. Cinco noites já foram. Exatamente, faz 5 dias que estamos aqui e todos esses cinco dias eu estou sendo acordada da mesma maneira, quando sai o sol lá fora vem aqui no meu quarto abrir as cortinas e me acordar do jeito mais idiota que eu já vi, ela poderia me deixar dormindo não? Eu não ligo se ela acorda cedo demais e fica caçando alguém pra conversar.

-Vamos levante.
-Mais cinco minutos. -indignei.
-Não, são quatro horas da tarde, hoje é o nosso último dia aqui, por favor... levante. -ela colocou a mão em meus pés me puxado e o inesperado aconteceu, eu cai no chão e como esperava, me embolei nas cobertas não conseguindo levantar.- Você 'tá bem?
-EU PAREÇO BEM PRA VOCÊ? -gritei de dentro da coberta.
-Desculpa. -ela falou rindo.
-Me ajuda . -falei entre o choro que já estava por vir.
-Desculpa. -ela puxou a coberta me ajudando e eu suspirei aliviada e subi em cima da cama me sentando e coçando os olhos que agora ardiam.
-Cadê a ?
-Foi comprar vestidos!
-A mesmo? E pra quê? -perguntei agora tirando meu pijama.
-Ela vai entrar como groupie em uma festa hoje e quer que nós vamos juntas.
-O problema é: Ela é groupie, eu não. Não vou entrar em uma festa como groupie sendo que não sou.
-Mas , pensa pelo lado positivo.
-E qual é o lado positivo?
-Não sei ainda, você não me deu tempo pra pensar.
-É que não tem lado positivo. Eu não vou.
-Vai sim, todas vocês vão. - entrou no quarto jogando umas sacolas em cima da cama.
-Bom, má notícia. Eu não estarei lá. -argumentei antes que alguém começasse a falar.

[…]

         Eu havia negado até a morte, não necessariamente até a morte, até porque eu estava agora aqui na frente da boate, parada ao lado das minhas amigas e me sentindo ridícula, por ser obrigada a usar um vestido que realmente chama a atenção. E um sapato que não foi feito pra mim e pra ninguém, além dele ser grande, feio, me deixava desconfortável e andando torta. Olhei para e ela estava pior que eu, seu vestido era curto, e o seu decote ia até a barriga, eu não tinha o que reclamar, na verdade eu nem deveria estar aqui, porque além de eu não saber como metade disso funciona eu sou careta e completamente criança, deveria estar em casa assistindo as séries que passa a uma hora dessa.
         Tinha muita gente entrando junto na festa, tinha uns seguranças na porta e até uns fotógrafos chatos, peguei na mão da e ela me puxou entrando depois de alguma das meninas que estavam com nós dizer para os seguranças que elas eram groupies, só assim para conseguirem entrar nessa festa, eu não era groupie, era apenas uma adolescente sendo forçada a andar em um salto 16, a mentir a idade de 16 para 19 e a usar um vestido que faz eu me sentir nua.
         … Assim que entramos deu um pouco de alívio quando eu vi que por dentro era bem maior do que eu imaginava. Olhei em volta e aquilo era horrível, tinha mulheres nuas, homens encochando as mulheres, todos soados, o som era alto, cheiro de álcool exalando o local. Pole Dance, Strip Tease, falta de vergonha na cara. Tinha de tudo um pouco. Segui as meninas que pararam perto do bar, eu me sentei na cadeira e cruzei as pernas, uns homens olharam para mim eu fiz cara feia e virei de costas olhando pras milhares de garrafas que tinha ali. Logo depois me virei e notei que tinha um andar de cima também, lá tinha várias luzes e pessoas encostadas olhando para baixo e bebendo. Tinha um grupo de garotos que ficavam acertando cerveja em quem estavam lá embaixo e riam, parecia mais um grupinho de homossexuais, e estavam sendo ridículos.

-Toma uma. -uma menina loira que veio com nós, gritou apôs colocar um copo que continha um liquido verde perto de mim, ela empurrou devagar o copo e eu a olhei- Tipo, pega e vira tudo na boca. É bom. -eu neguei com a cabeça e ela chegou mais perto de mim- Vamos lá, eu te ajudo. -ela pegou o copo dela e virou- Viu, simples e fácil. Faça também. -suspirei, já que estava aqui, vamos fazer tudo que se tem direito. Ou não. Peguei o copo e balancei de leve, aproximei do meu rosto e fiz uma careta ao sentir o cheiro, olhei para a loira e ela deu um olhar incentivador, sorri de lado e coloquei o copo na boca o abri devagar e por fim fiz o liquido descer direto pra minha garganta, abaixei a cabeça quando sentir aquilo rasgar a minha garganta e um gosto amargo estremecer meu corpo, coloquei o copo em cima do balcão e por alguns segundos vi tudo em minha volta girar, arregalei meus olhos e loira sorriu me abraçando, logo ela pegou o meu copo, pegou a bebida que estava em cima do balcão e colocou no meu copo, agora a cor era amarelinha.- Mais uma. -eu neguei com a cabeça sentindo o gosto amargo na minha boca- Essa é doce, tem gosto de maracujá, você vai gostar. -peguei o copo e fiz o mesmo procedimento da primeira vez. Pelo menos essa era mais doce, dava até vontade de repetir, pois continha o doce da fruta e um amargo viciante que pra mim parecia vodka, me rodei na cadeira virando para todo mundo que dançava. e estavam dançando uma com a outra um pouco perto de nós, a menina loira colocou os braços sobre a minha perna apoiando o rosto em suas mãos, e ficamos olhando pra frente- Vamos dançar ?
-Eu não sei dançar. -neguei.
-Vamos, você não sabia beber, e agora sabe... eu te ensino a dançar... ou melhor, nós mulheres só precisamos sensualizar.

         Ela pegou na minha mão e então eu desci da cadeira, passei pelas meninas que colocaram a mão na minha cintura e me seguiram, paramos perto de outras meninas e então a loira ficou na minha frente mandando eu apenas mexer os quadris conforme a batida da música, eu confesso que estava com um pouco de vergonha e era completamente difícil fazer isso diante de um monte de gente, mas em casa, fazia isso como ninguém em frente o espelho que tinha na sala, até me sentia dançarina, mas aqui era difícil.

         Poucos minutos depois já estava dançando que nem louca perto das meninas, elas me elogiavam a cada minutos e falavam para mim me soltar e era o que estava tentando fazer, me distrair um pouco, ter pelo menos uma história para contar quando voltarmos para o Brasil. Teve uma hora que um homem chegou na e ela teve que ir com ele, perguntei para as meninas porque, e elas disseram que é assim que acontece com groupies, os homens pagam por elas e elas vão passar o resto da noite com eles, aquilo era estranho... era como se fossem putas só que daquelas putas que fazem sexo com famosos. Deixei aquilo ir embora da minha mente quando uma outra música agitada começou a tocar, me deram outro copo de bebida e então eu tomei, talvez aquilo estava me deixando bem animada. Quando chegamos na festa eramos em 13 meninas. Agora só tinha duas. Eu e que estava sentada na cadeira do bar com a cabeça apoiada no braço e dormindo, a festa ainda estava muito agitada, mas quando eu percebi que eu estava dançando com um homem que nem conhecia, eu o empurrei e fui me sentar do lado da bêbada que babava no balcão do bar, sorri fraco pro balconista e ele apontou pra ela rindo e eu fui no embalo. Sentei na cadeira ao lado dela e coloquei minha cabeça em cima seu corpo, ela estremeceu falou alguma coisa que eu não entendi e voltou a ficar em silêncio, e eu apenas agora ficava no tédio, lembro que antes de sairmos de casa, combinamos de só ir embora quando as três estiverem juntas novamente.

-Cansou de remexer os quadris? -uma voz rouca e masculina falou perto de meu ouvido, me fazendo arrepiar, levantei minha cabeça e virei pro lado pra saber quem era, arregalei meus olhos e juro que quase cai para trás.
-Cara, você é de verdade? -ele riu e balançou a cabeça.
-Prazer, da One Direction.
-Em carne e osso. -eu disse e ele riu concordando.
-Então, você não respondeu minha pergunta. -eu ainda estava vidrada em seu olhar, e fiquei assim por longos segundos, até ele tocar no meu braço e eu estremecer sorrindo.- Não baba. -minhas bochechas queimavam.
-Eu cansei, eu não sei dançar... e nem me dei conta que tava parecendo uma doida no meio daquelas pessoas desconhecidas.
-Você não estava parecendo uma doida, até que leva jeito, pra alguém que bebeu três copos de vodka. -arregalei meus olhos.
-Você estava me observando? -ele assentiu- Safado. -empurrei o braço dele e depois que me dei conta do que estava fazendo. Era efeito do álcool.
-Brincadeira, um amigo meu tava de olho em você, só que dai ele bebeu demais, caiu ali e os meus outros amigos foram transar... -ele revirou os olhos- ai eu pensei em vir falar com você, já que somos os únicos sozinhos daqui. -olhei em volta e fiz um biquinho.
-Sempre sou a excluída. -ele riu.
-Se serve de consolo eu também, afinal não ganhamos do X-factor. -revirei os olhos.
-Nem precisa lembrar disso, você ganhou mais do que um prêmio no X-factor, você ganhou o mundo. -ele riu. Esse garoto, só sabia rir.
-Aceita dançar comigo?
-Você nem sabe meu nome. -coloquei meu braço em cima do balcão.
-Então vamos começar de novo. -ele levantou foi até o outro lado do balcão, pediu duas bebidas e me olhou, logo pegou as bebidas e veio andando até a mim, sentou na minha frente e empurrou de leve o copo pra mim.- Olá, meu nome é aceita tomar uma vodka comigo? -fiz uma expressão pensativa.
-Sim, aceito. -peguei o copo.- A propósito, meu nome é , é um prazer conhecer você.
-Muito lindo nome. -ele sorriu e eu virei o meu copo- Bom, aceita dançar uma música comigo? -ele esticou a mão descendo da cadeira e colocando o copo intocável no balcão.
-Bom, eu... só vou aceitar porque você é gentil. -ele gargalhou alto, e então eu peguei na sua mão e fomos para o meio da pista, eu me sentia insegura, minhas bochechas estavam vermelhas e as minhas pernas tremiam, era esquisito. Eu mal poderia acreditar que depois de tanto tempo eu o encontrei, o cara que tá na parede do meu quarto.

[…]

         Fui para o balcão com me seguindo, me sentei no mesmo lugar aonde ainda dormia, tínhamos dançado três ou quatro músicas e as minhas pernas quanto as dele estavam doendo. Sorri para ele gentilmente enquanto ele mexia na . O lugar estava ficando vazio, tinha mais pessoas jogadas no chão do que em pé, e o cheiro do álcool era maior.

-Essa última música que dançamos, foi a melhor música de todas. - comentou.- Nunca vou esquecê-la. -ele sentou na cadeira do meu lado.
-Eu acho que também não vou. Foi muito incrível, a gente inventando passos idiotas. -comecei a rir e ele riu junto.
-Seria inconveniente eu pedir seu número? Faz tempo que não faço coisas como fiz hoje, eu sempre fazia isso com os meninos, mas a maioria amadureceu.
-Não sei se posso dar meu número. -ele me olhou incrédulo.
-Mas... Porquê? -ele fez uma cara triste, ele estava bêbado?
-Bom, porque primeiro. Eu vou embora amanhã, e segundo, eu acho que sou nova demais para manter contato com o menino que faz parte da maior banda do mundo da atualidade.
-Eu não tenho problemas com distância, afinal se a gente se tornar amigos, nós vamos se ver pouco, porque eu vivo em turnê, e quanto a sua idade, você é muito madura para o número de idade que seja lá qual for, eu não me importo com idade. Isso é o de menos. -fiz uma careta estranha e ele enfiou a mão no bolso pegando o celular dele e colocando no balcão, fiquei olhando aquele iPhone preto por longos segundos, deu tempo de tomar uma bebida, mas por fim acabei pegando-o e colocando meu número em seu celular, entreguei a ele e ele sorriu e se esticou até a mim me dando um beijo na bochecha, meu coração foi a mil.
-Isso tá mesmo acontecendo, ou é mais um dos meus sonhos que mais tarde transformarei em uma fanfic?
-Você é directioner? -ele perguntou colocando o copo em cima do balcão, eu assenti com a cabeça- Awn, vem cá. -ele me puxou e me abraçou contra o seu peito e por mais que seja lindo, gostoso, talentoso, ele tava cheio de suor, e o cheiro não era agradável, mas era o meu ídolo que estava ali, então eu esqueci esses problemas e o abracei de volta. Ficamos assim por uns minutos enquanto o silêncio tomava conta do lugar.- Será que eu posso te levar pra casa? -eu me afastei dele olhando em seus olhos, agora ele parecia sério.- Pra minha casa. -sorri fraco-
-Nunca, nem em seus sonhos mais loucos. -ele arregalou os olhos e assentiu fazendo cara de ofendido.
-Minha namorada diz que eu sou lindo, agora você vem e me humilha.
-Não te humilhei querido, só falei que eu não vou pra sua casa.
-Sabe quantas meninas recusou ir pra minha casa depois que fiquei famoso?
-Quantas?
-Nenhuma. -comecei a rir
-Isso tudo porquê você é famoso.
-É antes da fama, eu não pegava nem gripe. -continuei rindo e ele continuou- Agora, as meninas me querem a rodo. Ai vem você e fala que não vai pra minha casa, me sinto ofendido. -seus olhos brilhavam.
-'Tô nem ai, não é esse drama que vai me fazer ir... -ele balançou a cabeça negativamente e mostrando aqueles dentes lindos.
-Porra, eu só queria dormir com uma directioner.
-Você tá bêbado . Cala a boca.
-Desculpa. -ele riu- Caralho olha para aquela menina, que bunda é aquela, toda aquela porra deve ser quilos e quilos de milhares de silicones. Puta merda, como ela consegue andar. -comecei a rir-
-Boca suja. -ele me olhou.
-O quê?
-Você fala muito palavrão. -ele riu de lado, e senti uma mão no meu ombro, me virei e era ela sorriu pro e eles se cumprimentaram como se fossem íntimos, eu arregalei meus olhos e logo dei ombros.
-Vamos embora ?
-Sim, vamos... estou morrendo de sono.
-Mas acordou as quatro horas da tarde. - comentou enquanto andava meio dormindo pra fora da boate.
-Se despede do bonitão, te espero lá fora. - tirou a mão do meu ombro e sorriu saindo e empurrando a dorminhoca. Sorri pro que me olhava com um sorriso fraco.
-Bom, tenho que ir.
-Foi divertido te ter aqui hoje, mesmo não te conhecendo foi legal, espero que a gente faça crescer nossa amizade. -sorri.
-Clichê, mas bonitinho. -ele levantou e me abraçou.- Boca suja. -ele riu e então me empurrou de leve, e eu olhei em seus olhos brilhantes e sem perceber senti sua boca encostando na minha de leve, senti a minha barriga formigar e todos os meus músculos contraírem, soltei o e o empurrei, enquanto eu sentia minhas bochechas corarem.- Eu vou quebrar sua cara.
-Quê? Você gostou, foi tipo um selinho de despedida. -gargalhei e o empurrei- Vai lá, princesa.. a gente se fala. -Eu sorri pela última vez e sai pelos seguranças correndo, procurei pelo carro das meninas e então corri até eles, entrei no carro e foi ai que reparei que meu sorriso estava enorme, apoiei minha cabeça no vidro e foi ali que eu acreditei que sonhos sim, se realizam.
-Hoje foi a melhor noite de todas. -comentei.
-Pelo seu enorme sorriso, foi um fofo com você né? Ele sempre é, ele nunca pega as meninas na festa por causa da namorada, mas ele sempre tá tentando fazer amizade nova, conversar... e pode apostar, se você conseguiu conversar com ele, se sinta sortuda ele não faz isso com qualquer garota, normalmente ele chega nos garotos, se ele chegou em você, isso é bom.

         Sorri para a que dirigia, e eu tinha certeza que eu nunca esqueceria daquele dia, eu lembro de estar o odiando no começo, mas agora eu sentia como se tivesse sido a melhor coisa que eu tinha tido feito forçada. Eu não sabia explicar os sentimentos que borbulhavam dentro de mim, era inexplicável, incontável, era só meu e eu não sabia como detalhar. Me sentia realizada, me sentia feliz, fogos de artifícios explodiam em volta de mim, era como se em volta de mim não tivesse mais nada a não ser meus sentimentos a flor da pele e o meu coração feliz e realizado. Eu queria gritar pra todo mundo o que tinha acontecido, naquela parte escura da boate, eu queria ter gritado pra todo mundo que sonhos se realizam, e que por mais as pessoas tivessem colocado na minha mente que nunca eu iria conhecê-lo eu acreditei, e consegui. Isso era o melhor sentimento em mim.

Dia seguinte.

         Me virei na cama assim que ouvi um barulho estridente me acordar, levantei a cabeça e me deparei com as duas meninas entrando no meu quarto com velocidade, suas expressões estavam engraçadas, elas continham cansaço e sofrimento, ser tornava até engraçado. Me sentei na cama deduzindo que as duas estavam de ressaca, já que uma bebeu até dormir no balcão do bar, e a outra bebeu, dançou, transou e voltou gritando e bebendo no carro. Eu não poderia zoar elas, já que as minhas pernas estavam doendo, não só elas assim como o corpo todo, eu simplesmente me sentia cansada.

-Vamos temos que chegar no aeroporto em meia hora.
-Nós já vamos? -perguntei olhando para as duas.
-Sim, hoje acaba meu tour aqui, agora vamos para Los Angeles, tem uma festa perto da casa do Bieber, com certeza ele vai comparecer e... -eu a interrompi.
-Eu não posso ficar? -perguntei.
-Sinto muito, mas não pode, não tem dinheiro suficiente, não serve para nenhum trabalho, e é confusa. -assenti levantando.
-Ok, eu volto pro Brasil, só que vou ficar lá.
-Você ouviu o que eu disse? Los Angeles, Justin Bieber. - questionou.
-Chega de problemas, chega disso, chega de ser vista como vadia, você não se cansa? -perguntei parando na porta do banheiro, ambos ser humanos que estavam parados no meio do quarto, me olharam incrédulos.
-Esse é o meu trabalho. - respondeu.
-Pior trabalho da sua vida.
-Graças a esse trabalho, que você conheceu o ontem. -a encarei.
-Eu acreditava que um dia eu o conheceria, se não fosse por causa daquela festa babaca seria de outro jeito, porque tinha que ser.
-'Tá me desculpa, mas é escolha sua... -ela passou a mão no rosto- Se quiser ficar no Brasil, tudo bem, voltamos pra lá, deixamos você e eu e a vamos para Los Angeles. Ok? -assenti com a cabeça- Vem aqui. -ela me puxou e me abraçou de lado, logo me empurrou dizendo que estava atrasada. E eu corri para o banheiro.

[…]

         Era onze e 20 da manhã e estávamos descendo o elevador com nossas malas, eu tinha trazido poucas roupas, eu não troco de roupa assim como minhas amigas então o básico era necessário. A porta do elevador abriu e nós fomos arrastando nossas malas até o táxi que as meninas haviam chamado, assim que vi que o motorista havia colocado minhas malas no porta-malas, eu entrei no táxi me aconchegando, logo as outras meninas fizeram o mesmo, elas foram conversando enquanto eu olhavam pela janela e me despedia da Austrália. Senti meu bolso vibrar e coloquei a mão nele tirando de lá meu celular, era um número desconhecido, mexi nele e abri a mensagem que havia chegado.

“Olá melhor garota de todas. Xx

-Sacanagem, ele me mandou mensagem. -as meninas me olharam quando ouviram minha voz sair falha e os dizeres para mim mesma.
-Quem? - perguntou.
-
-Oh meu Deus, responda ele. -eu a encarei- Vamos, responda algo simples.
-Ok.

“Olá melhor dançarino da noite”

-O que ele mandou? - perguntou ansiosa.
-Nada, porque eu acabei de mandar uma mensagem para ele. -Senti meu celular vibrar.- E a resposta dele, chegou. -abri a mensagem.

“Dançarino? Talvez eu não seja o melhor, mas a noite foi a melhor, nunca irei me esquecer das músicas que dançamos e de todos os sorrisos que você me arrancou.”

         Sorri idiotamente e mostrei para as meninas que fizeram um “AWN” e riram logo depois, li e reli aquela mensagem umas dez vezes, era tão engraçado, a uns meses atrás eu conversava com os posters dos meninos da One Direction na parede e hoje eu falava com um por mensagem, era ridículo e insano. Sentia todo o meu corpo contrair e a vontade de sorrir era tão grande. E todas as vezes que eu olhava pra mim no espelho e deixava as esperanças morrer, por acreditar que eu nunca poderia falar ou conhecer eles. E olha eu aqui hoje, vivendo uma história clichê aonde a garota sofrida e iludida vive uma realidade linda no final. As coisas só acontecem como queremos, se acreditarmos, acho que só estou tendo uma época de sorte, porque eu passei muitas épocas acreditando.

-Vamos responda ele. -as meninas me cutucaram, eu estava tão pensativa. Logo outra mensagem dele chegou e elas vibraram.

“Sabe , eu sei que tenho namorada e que tudo isso é errado, mas naquele momento que você saiu da boate ontem, e passou pelos seguranças eu senti um vazio em mim, senti como se algo me faltasse, quando cheguei em casa, notei que o que me faltava era meu coração, que a partir do momento que você passou por aquelas portas, você levou meu coração com você. Como se você já fosse a dona dele. Você o tem como ninguém nunca o teve”

         Acho que naquele momento meu rosto não queimou de vergonha, eu estava chorando, isso estava mesmo acontecendo, ou era mais um sonho no qual eu acordaria e me veria deitada na cama e a abrindo a janela do quarto e tudo ocorreria diferente? Estava sendo lindo demais para ser verdade, eu mal conseguia acreditar que isso estava realmente acontecendo, além de ser inexplicado, era simplesmente louco e perfeito ao mesmo tempo, eu me sentia confusa e realizada ao mesmo tempo. Mas uma coisa eu sabia, se fosse um sonho, seria o melhor sonho de todos.

         Percebi que o táxi parou bem na hora que eu ia responder a mensagem de , as meninas falaram para eu responder e que elas pegavam as minhas duas malas, eu assenti e desci do carro, caminhei até a calçada do aeroporto e me concentrei no que ia escrever, eu mal sabia o que dizer, era complicado demais estar nessa situação.

, você é tão especial”

         Eu só não tinha o que escrever, não tinha ideia, minhas mãos tremias e tudo em meu corpo estava a flor da pele, eu me sentia feliz, e a vontade de gritar naquele aeroporto era grande, eu poderia ser louca, mas eu não estava nem ai, era que estava me mandando mensagem, isso era demais para mim.
Peguei minhas malas com as meninas e fomos caminhando para dentro do aeroporto. E meu celular vibrou mais uma vez, mas agora não era de mensagem e sim de ligação, paramos no meio do aeroporto, faltava 11 minutos para embarcarmos, eu não tinha pressa, peguei o celular e atendi.

“Olá, ?” -atendi com animação.
“Hey baby, aonde está?” -sua voz estava rouca.
“Estou no aeroporto, daqui a onze minutos eu irei para o Brasil.”
“Gostaria que você ficasse mais, mas para falar a verdade, depois de amanhã volto pra Londres. Mas seria legal ter você por mais dois dias.”
“Sua namorada não gostaria de me ter por perto.”
“Claro que gostaria, qualquer um gostaria, qual é, você é legal.” -ele disse gargalhando depois.
“Obrigado, você também.”
“E então somos amigos? Ladra de corações?”
“Somos amigos, mentiroso.” -ele gargalhou.
“Vou deixar você embarcar, te liguei para ouvir sua voz, foi legal conhecer você... Bom, assim que você desligar primeiro, eu irei te mandar uma mensagem com as minhas redes sociais para a gente manter contato. Ok”
“Ok, vou esperar hein.”
“Tá agora desliga.”
“Não, desliga você” -ele negou.
“Não, desliga você” -ele disse.
“Não , Desliga você”

         Senti meu celular sendo pego por alguém, tomei um susto e olhei para as meninas segurava meu celular já desligado, gargalhei e ela fez um sinal de que tava nem ai, e me devolveu o celular, peguei minhas malas sorrindo e ela sussurrou um, desculpa e fomos andando até o Check-in. Quando estava chegando lá recebi outra mensagem.

-Olha manda esse menino parar de mandar mensagem, estou ficando irritada. - disse e a paga pau concordou.
-Tá bom, é a última mensagem. -eu disse.

         Passei minhas malas para as meninas e fui para o outro lado entregar minha passagem para receber o carimbo, peguei o celular e abri rapidamente, lá continha todas as redes sociais dele, eu fiquei chocada, tinha tudo, Vine, Whatsapp, Twitter privado, facebook, kik, skype, e umas outras nada a ver. Sorri e peguei minha passagem agradecendo, antes de passar pelo detector de metais eu recebi outra mensagem dele.

“É a última mensagem hoje. Bom, digamos que você roubou meu coração, você pode por acaso, devolvê-lo?”

         Sorri e olhei em volta, as meninas vinham na minha direção, pensei em uma resposta, e eu só tinha uma, aquela que eu usava para tudo em minha, que eu sempre usei em várias ocasiões da minha vida, era a melhor que eu tinha e era essa que eu usaria agora. Além de ter usado em outras vezes.

“Nunca, nem em seus sonhos mais loucos”

         Esperei a mensagem ser enviada e desliguei o celular, passei mostrando para a mulher e fui com as meninas em direção ao avião, entramos e eu procurei meu lugar, eu tinha medo de avião, mas a minha mente estava totalmente fechada para outra coisa, eu estava apenas pensando nas milhares de coisas que poderiam acontecer daqui pra frente, de todos os momentos bons que eu poderia ter e de todos os enormes sorriso que uma mensagem dele me arrancaria. Porque eu simplesmente me sentia e melhor garota de todas.
FIM
Olá Liamda, espero que tenha gostado desse imagine interativo, esse eu fiz em poucos dias, e sei que tá meio Bleeeh, mas é que eu queria fazer um imagine inspirado em Best Song ever e esse foi o único jeito que eu encontrei, ainda terá mais imagines interativos hein, tô com muitas ideias. Bom, então é isso ai, fica com Deus , a gente se vê em breve! Até mais :) Beijooooooos
45

45 comentários:

  1. Continua Cams' esta perfeito *u*

    xX: Duda Druzian

    ResponderExcluir
  2. Muito bom amei!
    Quanta tecnologia!

    ResponderExcluir
  3. Aff cara chorei ;c esse é meu sonho um dos maiores conhecer a 1D cara eu já chorei tanto por eles e já acreditei que não realizaria meu sonho mais essa fic me mostrou que todos realizam seus sonhos um dia mesmo sendo um Fanfic ;c Sua diva

    ResponderExcluir
  4. Adorei perfect continua minha chara

    ResponderExcluir
  5. Perfeito,eu amoooo imagines interativos e os seus são incríveis,pode fazer outros por que com certeza vão fazer muito sucesso *u*
    E esse imagine me mostrou que eu não posso parar de sonhar e que um dia os meus sonhos vão se tornar realiadade.E como diz na música do Journey - "Don't Stop Believin' "

    ResponderExcluir
  6. PER-FECT, Zeinte, esse imagine é muito Liamdo ameiii

    ResponderExcluir
  7. FICO PERFEITAAAAO,MERECIA CONTINUAÇAAO U-U

    ResponderExcluir
  8. eu amei...Fiquei tão iludida. eheuheuheue posta mais assim gaaatz :) sz

    ResponderExcluir
  9. Muito Perfeito. Parabéns Camila

    ResponderExcluir
  10. Continua Por favor ta muitooooo perfeito

    ResponderExcluir
  11. P-e-r-f-e-c-t <3

    ResponderExcluir
  12. AAAAAH CARAMBA, SEM PALAVRAS
    SIMPLESMENTE PER-FECT HMMMMMMM HAha
    xXLeliis

    ResponderExcluir
  13. Per-fect ! Maravilhoso amei ! Quem sabe algum dia isso acontece c qualquer uma de nós que está comentando ? Kkk
    a propósito meu nome também é Camila kk

    ResponderExcluir
  14. Awwwwwwn <333 amei Cams!
    Carool xx

    ResponderExcluir
  15. veio pesso isso pra Deus todos os dias "imagina" u.u Best Night ever and ever eu iria morrer u.u
    Nayara

    ResponderExcluir
  16. Respostas
    1. Fui iludida por 10 minutos. kkkkkk pft
      Nicolly

      Excluir
  17. Amei ficou lindo perfeito

    ResponderExcluir
  18. Muita perfeição para um imagine só, eu estou aqui vomitando arco iris ,a imagine é muito fofa e perfeita igual a vc Cah.
    Beijoossss
    Gabby xx

    ResponderExcluir
  19. Amei, agora eu estou ainda mais iludida do que ja sou, ta vendo?A culpa e sua!kkkk
    Kisses and bay bay

    ResponderExcluir
  20. Se o seu lema foi deixar eu chorando... Vc conseguiu; me indentifiquei muito "falando com os posters"... Eu achei esse imagine interativo, muito inspiredor; pq ele fala o sonho que todas nos fas tem, e que muita vezes nos nao temos esses tilos de oportunidades... Mas oq vale é acreditar!!! Talvez esse seu sonho pode estar debaixo do seu nariz... E por isso nunca e tarde de acreditar... Me deculpa se teve erros de portugues, pq e dificil escrever com a visao embacada.... Bjos minha linda.... Continua fszendo esses imagines inspiradores.... @Srs_Styles

    ResponderExcluir
  21. nada a declarar. Mas gostaria de dizer que estou chorando. Ultimamente estou me sentindo uma maria-mole/manteiga derretida/bundona. Eu realmente gostaria de saber porque ando tão sensível. Ficou perfeito. Acho que inundei minha casa.
    XxBia;) - @ffckhoran , ex @hopestyl3s

    ResponderExcluir
  22. Ameiiiiiii. Lindo Perfeito Maravilhoso. Continua que estar no caminho certo. <3

    ResponderExcluir
  23. Ai pelo amor de Deuss continua, que liiindoo *---* <3 s2'

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Ficou perfeito awn podia tanto acontecer isso comigo kk
    parabens flor :)

    ResponderExcluir
  26. Julia Horan01/07/2014 17:39

    OH MY JOSH QUE PER-FECT
    AMEI AMEI AMEI AMEI, ja disse que amei ???
    liamdooo, da horan,
    1 L0V3 1T

    ResponderExcluir
  27. simplesmente PER-FECT amei
    by:luria

    ResponderExcluir
  28. Lindo! Parabéns você escreve muito bem, continue assim
    Xx Paolla ♥♥

    ResponderExcluir
  29. cara!! Simplesmente o melhor imagine de todos! !! Parabens!!!! Sou super fã desse blog AMO VCS ♡♡♡♡♡

    ResponderExcluir
  30. Mdssss ❤❤ melhor imagine ❤❤ amo muito esse blog ❤❤ de 2012 pra sempre hahahah ❤❤

    ResponderExcluir
  31. Mdssss ❤❤ melhor imagine ❤❤ amo muito esse blog ❤❤ de 2012 pra sempre hahahah ❤❤

    ResponderExcluir