Dangerous - Capítulo trinta e dois.


[...]
Zayn Malik está de volta.
Zayn Malik P.O.V’s

          Entrei em casa eu estava soando e aflito, meu coração batia muito forte e eu estava começando a passar mal, deixei a porta aberta e corri pra cozinha atrás de um remédio mas pude escutar meus amigos falando entre eles e um telefone. Eles conversavam em inglês e então eu exitei na porta e fiquei atrás da parede ouvindo o que eles diziam. “Ele mudou cara, sabe aquele Malik tal Perigoso que vocês falavam pra mim? Então, eu nem o reconheço mais” Jack disse e pude escutar Niall concordando. “Como assim ele mudou? É bastante estranho, Zayn passou anos com a gente nunca mudou de tal forma, vocês estão me zoando.” Era Louis, eu reconhecia seu sotaque britânico aonde eu fosse, ele havia ligado pro Brasil? Louis ainda se preocupava? “Não estou zoando não, ele é outra pessoa, se apegou a uma menina de três anos, sem contar que ele trabalha, ajuda o pessoal da vizinhança e tals, e você tem que ver os sorrisos que ele anda dando, as pessoas aqui na cidade nem tem medo dele, como tinham ai, ele é tipo uma pessoa normal.” Niall disse e Jack continuou. “Ele matou o Badboy.” Louis riu e Niall também. “Mas, e a SeuNome.... ele não foi atrás? Eu sabia que era um romance de um ou dois meses, Zayn nunca se apaixonou por alguém de verdade” Louis disse tão rápido, eu estava tão acostumado com o português mal pude entender o resto. “Sim, era um romance barato, sabe coisas passageiras.” Jack disse. “Agora ele tá de boa, sem o Badboy, sem metas, como eu disse, um cara normal” Niall ria enquanto falava, encarei o sofá e depois respirei fundo, eles tinha razão, eu havia mudado tanto, eu era um cara normal. Eu não tinha mais meta, tinha perdido o rumo da minha vida, não corria mais atrás dos meus deveres, e não fazia meus dias valerem a pena, eu havia desistido do amor da minha vida, eu havia desistido de tudo pra viver uma vida normal no Brasil? Eu nunca fui assim, eu deixei tudo passar e nem me preocupei? Eu deixei as coisas caírem no chão e não peguei. Esse não era o Zayn Malik, que tinha sempre tudo em mente, que nunca desistia, que dava a vida e a alma pras coisas que lhe importavam, não.... esse não era eu, não fui assim que fui criado pelo meu avô, eu não sou um “cara normal” eu não nasci pra ser um. Eu sou um Badboy, um cara perigoso e vou honrar minha palavra, e cumprir as minhas promessas.

          Subi as escadas correndo e os meninos me viram, eles arregalaram os olhos e logo os vi vindo atrás de mim, entrei no quarto que a Millie não entrava a um bom tempo e liguei seu computador, aquele antigo de quatro anos atrás, ela o usava pra algumas coisas mas nada tão importante quanto da última vez, vi Niall e Jack entrarem logo depois, procurei por um relatório na escola de SeuNome e comecei a procurar sobre aquele livro que os alunos colocam o que querem ser no futuro, lembro que a um tempo atrás vi que SeuNome escreveu umas coisas bem interessantes só que eu não me importei. Encontrei-o e tinha uma lista de lugares que ela gostaria de visitar. “Londres, Roma e Miami.” suspirei, desliguei o computador e levantei encontrando com Niall, Jack e Millie.... todos me encararam sérios e curiosos. Passei direto pelos três e entrei no meu quarto procurando por uma mochila.

Niall: Zayn aonde você vai?
Eu: Fazer o que eu deveria ter feito há quatro anos, invés de ficar em frente um computador.
Jack: E o que é? Se matar?
Eu: Atrás da pessoa que me fez feliz.
Niall: Lá vem você com essa história de amor. ZAYN ACEITA QUE DOÍ MENOS. -eu virei o encarando e me aproximei devagar.
Eu: Cala a sua boca Horan, eu não quero quebrar os seus dentes. -sussurrei e ele arregalou os olhos logo olhando pro Jack.
Jack: OMAGÁ, MALIK IS BACK. -ele gritou me abraçando. E logo soltando assustado.- Olha desculpa eu não queria te abraçar e....
Millie: Você vai sair por ai com uma mochila nas costas?
Eu: Sim, eu fiz isso algumas vezes, entende Millie, eu tenho que encontrar ela.... eu não sei como ela está, não sei se ela continua a mesma, se ela tá bem, se ela precisa de mim, eu não sei nada, e eu nem sei como conseguir viver quatro anos sem saber nada....
Millie: Mas você só viveu alguns meses com ela.
Eu: E foram os suficientes pra eu saber quem ela era de verdade e de como ela precisava de alguém como eu, e foram esses meses que me fizeram depois de quatro anos cair na real. Ela me tem de uma forma que mesmo longe ela me balança, e eu daria um tiro na minha cabeça de tão louco que estou mas eu preciso encontrá-la e ter ela finalmente nos meus braços, eu não tenho mais 18 anos e não vou ter 22 pra sempre, eu preciso de alguém e sei quem será esse alguém.
Jack: Mas e se ela não te quiser mais, e se ela não estiver viva?
Eu: Eu vou ficar tranquilo porque pelo menos eu fui atrás e não fiquei aqui parado pensando “e se eu tivesse ido atrás” entende? Ai eu volto e vivo o resto da minha vida sozinho e pensando nela.
Jack: Malik não voltou, só um pedaço dele. -Jack saiu do quarto.
Eu: Eu voltei por inteiro, caras. -terminei de colocar as minhas roupas na mochila e sai do quarto.- E agora eu vou cumprir a minha promessa de nunca deixar a minha garota se perder de mim.
Jack: Você vai morrer lá.
Eu: Tô nem ai, eu sou perigoso meu amigo. -pisquei o abraçando.- A gente se vê Jack. -soltei-o e fui abraçar o Niall- Cuida da Mil e da Ebby pra mim okay? Você será o porto seguro delas, e se eu não voltar.... tirem as fotos das molduras e queimem com dignidade. -o soltei e abracei a Millie- Cuida deles como você sempre cuidou.
Millie: Promete voltar? Eu quero ir ao seu casamento.
Eu: É claro que eu prometo voltar mas, se eu não voltar vocês.... sei lá, enterrem qualquer coisa no quintal e chorem por mim por favor, eu mereço lágrimas pela minha morte. -sorri e recebi um tapa de Millie- Adeus.

          Sorri fraco pra eles e puxei a jaqueta velha de cima do sofá e a coloquei e logo depois a minha mochila, escutei Niall dizer que eu era louco e dizer que não me buscaria na rodoviária quando eu mudasse de ideia, ignorei o duende e tranquei o portão, olhei em volta e comecei a andar em direção a avenida. E lá iria eu, uma pequena tuor por três lugares, Londres, Roma e Miami. Talvez ela esteja em algum desses lugares, e se não tiver eu vou procurar em outros lugares, sei lá. Vou olhar em alguns lugares e passar esse ano procurando por ela, eu sei que não tô ficando totalmente louco e vou encontrá-la.

Zayn Malik está de volta vadias. 

Seis meses e meio depois. 

SeuNome P.O.V’s

          Vivia uma vida normal agora, totalmente normal, eu podia sair de casa, podia andar por ai, só que tinha uma coisa, me tornei a mulher do homem mais respeitado de Miami, sim continuamos em Miami por sete meses e isso foi uma mudança radical pra mim, ficar parada no mesmo lugar depois de quatro anos era uma mudança e tanto, mas eu estava amando. Sempre tinha seguranças me seguindo, porque Mike.... preferia assim, ele acha que tudo ficaria numa boa se tivesse alguém me protegendo, se ele continua me batendo? Não, ele parou quando percebeu que Zayn não viria, eu já estava o esquecendo, me acostumei com essa vida nova e isso era bom. Bryan sei que ficou com a minha mãe, que até hoje acha que eu fui embora por conta própria. E eu queria dizer a ela que não, mas ela não se importaria, e se eu contasse a alguém, aconteceria o mesmo que aconteceu com o meu pai. Morto, sem pena alguma.

Mike: Você sabe, se tentar pegar em um telefone.... -o interrompi.
Eu: Eu já descobri que o meu final é aqui com você e com esses dois ai, não se preocupa comigo Mike, eu não vou fazer nada disso, eu só quero tomar um sorvete e ver as pessoas em volta, tudo bem?
Mike: Tudo bem, mas por favor não faça nada de errado eu não quero bater em você. -assenti e ele sorriu pegando na minha mão e me girando.- Você fica linda com esse vestido. -sorri fraco e encarei o segurança que me seguiria hoje.
Eu: Vou com ele?
Mike: Sim, só não demora okay?

          Assenti e caminhei em direção a porta, eu nunca soube realmente o que Mike queria comigo, no começo achei que era vingança contra o Zayn ter deixado a irmã dele morrer, mas eu percebi que era um pouco de tudo, ele era louco e queria de qualquer jeito afetar Zayn, mandava fotos e mais um monte de coisas, mas depois quando percebeu que Zayn não as respondia, Mike simplesmente seguiu o conselho da minha irmã que era se juntar a mim e tentar algo sério, o que não deu muito certo porque eu fujo dele até hoje, mesmo com todos esses mimos e essas tentativas falhas de querer me beijar, ou ficar comigo.
          Sai de casa andando rapidamente enquanto aquela anta me seguia, passei por James, o único segurança que eu gostava, ele deixava eu fazer ligações pra casa e ver se Bryan estava bem, e Maura também.

Eu: Hei James, vai ir conosco hoje? -ele assentiu sorrindo.- Então vamos a pé?
James: Como a senhora quiser! Quer ir a pé mocinha?
Eu: Sim, eu quero.
James: Carlos, deixa que eu levo a Senhorita hoje.
Carlos: Mas o senhor Johnson -sobrenome de Mike- Disse que eu deveria levá-la.
James: Tudo bem, mas teremos mudanças nos planos, eu levarei a senhora Johnson comigo. -Carlos pigarreou e deu as costas voltando pra casa.
Eu: Nunca mais me chame de senhora Johnson, até parece. Eu nunca vou me casar com aquele louco.
James: Você o ama, só não admite. -comecei a rir.
Eu: Ai James, você é muito engraçado.

          Ele sorriu e perguntou pra mim aonde íamos disse que queria comprar um sorvete e caminhar pela cidade, nós morávamos perto da movimentação da cidade, e eram necessários 10 minutos andando pra chegar ao centro, aonde havia de tudo, além da maravilhosa praia, haviam barracas e tudo que você imaginar em somente um lugar, eu me sentia no paraíso, o clima quente, as pessoas animadas, o cheiro agradável da praia e protetor solar, aqueles sorrisos maravilhosos estampados no rosto das pessoas, casais caminhando juntos de mão dadas trazendo harmonia, crianças brincando como.... crianças. Sorri e caminhei até uma barraca de sorvete, havia um homem velho e sua filha ambos trabalhando juntos, sorri e lembrei de meu pai, por mais que fosse aquele maldito homem, vi como ele gostava de mim e nós tínhamos nos dado bem.

Eu: Um sorvete de chocolate e um de limão. -olhei pra James que olhou envergonhado e parou ao meu lado, a menina preparou dois sorvetes de massa pra nós e eu entreguei o dinheiro após dar o sorvete de limão pra James, sabia seu sabor favorito após uma sessão de “Sobre mim” que fizemos quando estávamos sozinhos e eu não podia sair.
James: Vamos sentar ali. -ele apontou pra um pequeno muro que dividia a areia do asfalto, dei a volta por uma escadinha e me sentei em cima do muro e James fez o mesmo nós ficamos vendo o mar, as ondas iam e vinha em uma sintonia perfeita, o interessante era a lição que dava, as vezes vinha forte e as vezes fracas, as vezes eram mais altas as vezes mais baixas mas elas sempre acabavam do mesmo tamanho quando chegava na areia, mas elas voltavam e faziam o processo novamente, subiam, desciam, em um único movimento, paravam na praia e depois elas voltavam, fazendo então seu círculo vicioso. O melhor era a mensagem que passava, poderia ser loucura minha, mas eu as enxergava como uma lição. Porque por mais que no final de todo a trajetória elas se desmanchava na areia, elas voltavam e faziam tudo de novo. Não importa quantas vezes. Era como eu, por mais que eu quisesse desistir, eu sempre deitava a minha cabeça no travesseiro a noite e o dia seguinte eu fazia tudo de novo, como se não me arrependesse do passado e se pudesse eu faria tudo de novo, e de novo, e de novo.- No que está pensando mocinha?
Eu: Em nada, só estava observando como as ondas são lindas. -ele gargalhou e eu comecei a observar em volta, muitas pessoas juntas, se divertindo era até engraçado eu desejar uma vida dessas. Olhei diretamente pra um homem, ele estava parado em frente uma loja, na divisa de um beco, o encarei e ele me parecia alguém, forcei as vistas e continuei o olhando por algum tempo, até que senti o meu sorvete cair nas minhas pernas- AI DROGA. -gritei irritada e desci do muro jogando a casquinha em uma lixeira ali e balançando minhas mãos que tinha sorvete derretido.
James: Garota, primeira vez que você joga sorvete fora, atoa. -ele falou olhando pro mesmo lugar que eu olhava antes de deixar o sorvete cair, olhei pra lá também e não tinha ninguém, eu estava ficando paranoica, só podia ser.- Fica aqui eu vou comprar água e pegar um papel pra limpar isso.

          Assenti revirando os olhos e fiquei ali imóvel, encostei meu corpo contra o muro e fiquei observando James ir até uma barraca de água de cocô e pegar uma fila pra comprar a água, respirei fundo e olhei novamente pra loja, era uma loja de camisetas e blusas estampadas, olhei pro muro aonde o homem me encarava estava e não tinha ninguém, olhei em volta e eu não o via, deve ser coisa da minha cabeça mesmo, por um momento vi o Zayn naquele rosto fino e definido, o cabelo curtos e com um topete, a barba pra fazer, aquela roupa, uma calça jeans clara e manchada, uma camiseta branca e pichada, as mãos no bolso, o olhar misterioso e profundo, como parecia o Zayn. Mas estava muito longe, era impossível reconhecer aquele rosto de longe, além do mais ele com certeza, havia mudado não estaria tão igual quanto aquele homem me pareceu.

– Precisa de ajuda aqui? -escutei uma voz rouca e paralisei, não queria olhar, não queria virar, não queria. Eu não podia.

CONTINUA... 
Capítulo Anterior                                                                                               Próximo capítulo
20

20 comentários:

  1. nossa sou a primeira aaaamei to na coriosidade continuaa nossa vc e boa muito bom continua pf

    ResponderExcluir
  2. Geeeeeente Malik is back bitchez!!!
    Este foi um capítulo digno para as pessoas que acordam cedo e querem se isolar no seu mundo fantástico assim como eu.
    Fiquei maluca quando o Zain deu a louca. Essa era a minha outra aposta, tá! Eu sabia o que ia aconticer u.u
    Brinks, não sabia de merda nenhuma, e isso me fez ficar mais curiosa e atualizar o blog toda hora, mas nessa palhaçada eu acabei dormindo em cima do celular e acordei com a minha mãe perguntando se eu queria sanduíche.
    "Tirem as fotos das molduras e queimem com dignidade" Eu juro que morri de rir nesta parte, também ri quando o Jack disse que o Malik ia morrer. Talvez eu seja doida, você pode ver isso pelo tamanho do meu comentário. Mas eu sou maluca o suficiente pra ir na sua casa te dar uns tapas se você não continuar! É brincadeira, EU TE AMO CAMS!!!
    Continua minha linda, minha diva, meu amor!

    ResponderExcluir
  3. Ai meeeeeu Deeeeeeus, continuaaa looogo pooor favor !!!! *----*

    ResponderExcluir
  4. Ahhhh ta muito perfeito!!! Posta o proximo logo pq e perfeito d+++++

    ResponderExcluir
  5. Oxee Camis, ai você para e me deixa curiosa neh?! Já devia ter acustumada
    Todo dia a primeira coisa que faço é ver se você já atualizou garota, olhe seu pode sobre mim... Já sei até que hora você costuma postar haha
    Olha, quando Zain disse que ia voltar a me procurar fiquei feliz pra caramba, pense numa Giovanna feliz haha
    Então aki estou eu pedindo humildemente que atualize essa fanfic e dizendo que não sei como existe pessoa tão Per-fect assim!! Você é d+
    Preciso dizer que tá perfeito?? Psé tá perfeito Camis
    #ViciadaemDangerous
    Continua plz sua perfeita
    Payne Kisses

    ResponderExcluir
  6. cams é a primeira vez que eu comento aqui mais eu acompanho sua fic faz tempo quando eu li o 1 capitulo eu sabia que essa seria a fic mais perfeita que eu ja teria lido eu ja li todas os imagines desse blog e meu blog preferido e eu te peço so uma coisa CONTINUA porque eu preciso do outro capitulo pra sobreviver se não vou morrer de curiosidade se fo possivel continua hoje PELO AMOR DE DEUS TE AMO LINDA SEGUE MEU FÃ CLUBE @ __always1D e o meu outro que foi meio que dedicado pra esse blog onedimeutudo1D PS:é no instagram

    ResponderExcluir
  7. Oi flor , queria te pedir um favorzinho , se puder vc divulga meu blog , seria uim prazer e me ajudaria muito , so blog é novo por isso não tem muitos leitores , vc já deve ter passado por isso , inicio de tudo não é fácil né , mas é isso , se puder divulga .O link é este ; http://sempredirectioners1234.blogspot.com.br/
    Grata ;)

    ResponderExcluir
  8. continuaaaasaas<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3

    ResponderExcluir
  9. Amei ... Ficou muito bom Cams ... Gente deem uma passada lá pelo meu blog, e se gostarem comentem e se não gostarem também comentem ..http://onedidreamsforever.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. O Malik esta volta minha gente!!!
    Isso é demais pra mim,como pode???
    Sempre tem essas reviravoltas malucas,mas todo mundo as ama né...
    Não sei como você consegue escrever tão perfeitamente,é incrível!
    Por favor continua assim que der porque sinceramente não tem nem mas como esperar é muito vicio...

    ResponderExcluir
  11. Mari Tunisse24/05/2014 18:29

    Puuuuuutz! Que peeerfeito! OMG
    CONTINUA <3

    ResponderExcluir
  12. continua pfpfpf

    ResponderExcluir
  13. continua ta um amor continua pf <3<3<3

    ResponderExcluir
  14. continua continua continua continua nao mim canso de escrever isso pf continua
    <3<3<3

    ResponderExcluir
  15. continua continua continua continua pfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpf

    ResponderExcluir
  16. PELO AMOR DE DEUS CONTINUAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  17. ai deus será que é o Zayn?? Espero que seja,continua por favor tá perfeitoooooooooooo

    ResponderExcluir
  18. Continuaaaaaaa !

    ResponderExcluir
  19. mds mds mds ameeeeeeiiiii continua pleeas,finalmente o zayn levantou a bunda que ele nao tem do sofa e foi procurar a seunome!!
    continua pelo amor do deus da criatividade (ele existe?? se existir voce eh semideusa filha dele so pode)

    ResponderExcluir
  20. Sabia que podia confiar ta muito perfeito!!!!!!!!

    ResponderExcluir