Dangerous - Capítulo vinte e cinco.


[...]
Ele é perigoso.
SeuNome P.O.V’s

Passaram se 3 Semanas.

          Andei aquela mata a dentro com um Bryan confuso ao meu lado, ele perguntava a mim o que estava  acontecendo e eu também queria uma resposta, cheguei até a casa do Paul amigo de Jack e avisei a Louis, Harry, Niall e Liam. Que saíram aquele dia atrás e sumiram assim como Zayn e Jack, contei tudo ao meu pai e ele mandou com que eu ficasse com Bryan na casa que eu havia comprado pra Zayn, minha mãe, ela acha que eu fugi com Zayn pra Califórnia, eu voltei ao normal, não totalmente ao normal, continuo indo a escola, mas da garota popular eu me tornei a garota quieta, todos tentam chamar a minha atenção, mas eu só me tornei alguém pensativo, e os meus pensamentos são totalmente neles, eu não me importo mais com roupa, cabelo, dinheiro, eu só importo em saber como ele está, eu acordo todos os dias acreditando que eu vou encontrar uma carta, ou que a campainha vai tocar e vai ser ele, com aquele sorriso malicioso e indiscreto, com aqueles finos braços e aquele delineado rosto, suas roupas modernas e a sua barba pra fazer, eu só espero encontrar com aqueles olhos novamente, eu pensei na possibilidade de esquecê-lo, pensei que talvez ele não estivesse mais aqui, mas a minha intenção sempre vai ser de tê-lo aqui e não importa se ele não está mais entre nós, ele sempre estará em meu coração e isso é o que importa.
Eu estava na sala tomando um café com Bryan sentado no chão assistindo TV quando meu pai entrou em casa, ele fechou a porta atrás de si e se sentou na poltrona ao meu lado, ele parecia ter alguma notícia.

Pai: Descobri quem denunciou Zayn. -ele disse alto e parei o meu café para encará-lo-
Eu: Quem?
Pai: Você não vai gostar.
Eu: Eu quero saber.
Pai: Michell! -ele disse decepcionado e ao mesmo tempo nervoso-
Eu: Porque ela fez isso?
Pai: Brad descobriu que Zayn havia roubado uma mercadoria enorme de joias a uns dois anos, um cara mandou ele fazer, um cara que havia se envolvido com a sua irmã mais velha Doniya, pra que o cara não fizesse nada com Doniya, Zayn entrou na roubada e conseguiu roubar muitas joias, Zayn enganou os caras ele pegou metade das joias e negou aos caras, mas ele descobriram e quando descobriram Zayn havia fugido, ele contou isso a uma policial que se tornou amiga dele e ela morreu dias depois de saber toda a história, ele contou a outra pessoa também, e agora além deles procurarem por Zayn eles procuram por essa outra pessoa com medo dela denunciá-los a policia.
Eu: E quem é a outra pessoa?
Pai: Ninguém sabe, é o que estão procurando. Mas voltando ao assunto, Brad e Michell estão juntos para destruir Zayn.... isso soa tão ridículo, na minha época as coisas eram exatamente iguais e eu achava que a época da ditadura havia passado, mas as pessoas hoje em dias estão cruéis.
Eu: Pai. -falei baixo- As pessoas estão cruéis sim eu sei, mas será que tem alguma probabilidade desses caras serem cruéis ao ponto de já terem matado o Zayn?
Pai: Matado? -ele me encarou sério- Eu não sei, mas eles são piores do que a gente imagina.
Eu: Hum... -queria voltar a chorar- E você falou com a advogada?
Pai: Ela não acredita, ela acha que é brincadeira de adolescentes rebeldes querendo chamar a atenção. Bom... -ele levantou- Eu já contei o que eu tinha pra contar, agora se arruma e vai pra escola, vou cuidar do Bryan pra você esta manhã. -assenti com os meus pensamentos ainda vagando, levantei do sofá e ele me deu um beijo na testa, era incrível como eu havia descoberto uma pessoa incrívelmente bondosa e caridosa dentro de meu pai.-

          Subi para o meu quarto, na verdade era um quarto que eu imaginava dividir com Zayn, cama de casal, fotos, aquelas besteiras que nós pensamos quando queremos nos juntar a alguém, caminhei até o guarda-roupa e peguei uma peça de roupa de lá, quando me virei para colocar na cama, havia um papel lá em cima, rasgado, dobrado e branco, peguei e o abri. “Surpresa” era o que estava escrito, olhei em volta e estranhei, desci as escadas correndo e meu pai me olhou sobre o sofá e eu mostrei o papel a ele.

Eu: Estava em cima da cama.
Pai: Alguém entrou aqui? Você ouviu algo?
Eu: Não, isso anda muito parado, silencioso, as janelas ficam trancadas, ninguém entra aqui a não ser a gente.
Pai: Bryan, alguém te deu esse papel. -ele mostrou o papel ao Bryan e ele balançou a cabeça dizendo que sim-
Eu: Quem foi? Quem foi que te deu Bryan? -eu falei me aproximando e ele sorriu-
Bryan: Zayn! -disse sorrindo ainda mais, e eu encarei meu pai que me olhou mais confuso ainda-
Eu: Zayn? Você viu ele? Aonde Bryan?
Bryan: Meu segredo, meu segredo e do Zayn. -passei a mão irritada e mexi nos meus cabelos me virando.-
Eu: Ele estava com alguém?
Bryan: MEU SEGREDO E DO ZAYN! MEU SEGREDO, NÃO SEU! -ele gritou estando de pé, era maior que eu, e isso me assustava um pouco- MEU!!!

          Okay, eu sabia que de Bryan eu não tiraria nada, nem uma dicazinha, nem que fosse bem pequena, isso não rolaria. Mas eu estava mais aliviada, Zayn havia falado com ele, Zayn estava bem, então tudo estaria certo, mas porque ele não aparecia pra mim? Porque pro Bryan? Porque o papel? Pra que o mistério?
          Senti meu pai me empurrando dizendo que eu estava atrasada, reclamei mentalmente enquanto subia para o meu quarto novamente, chequei as janelas e elas estavam trancadas, chequei meu celular e ele estava comum, nenhuma mensagem, nenhuma chamada perdida, NADA! Escutei a buzina do carro de George ecoar da rua, ele havia chegado pra me levar pra escola, ah sim eu estava sendo “escoltada” até a escola, na escola, na saída dela, em todos os lugares, meu pai achou melhor assim, quem sabe possa acontecer alguma coisa enquanto eu ando sozinha por ai. Enfim, me arrumei o mais rápido que pude e desci correndo, dei tchau ao meu pai que estava na cozinha fazendo algo pra ele e Bryan comerem, cumprimentei George que continha o mesmo sorriso sinico no rosto e então me levou a escola. Como todos os dias normais.

          Exceto..
          Quando desci do carro, encontrei com Jack parado com um sanduíche nas mãos e uma latinha de refrigerante, tinha um curativo na testa e a perna estava engessada o que havia acontecido com aquele garoto, diferente das outras vezes ele estava vestido. Fui rapidamente em sua direção ignorando completamente George e Alef -o tal segurança que meu pai insistiu pra ficar na minha cola- me chamarem, percebi uns olhares femininos em cima de mim, e era por ir “ameaçadoramente” em direção a Jack.

Eu: JACK! -gritei e ele se assustou me encarando- Cadê o Zayn?
Jack: Bom dia, você quer um pedaço do meu pão?
Eu: Não, eu quero saber aonde está o Zayn e porque você está todo quebrado?
Jack: Eu fui atropelado! -ele respondeu normalmente e mordeu seu sanduíche.-
Eu: Não acredito em você.
Jack: Se eu disser que apanhei até perder a noção você acredita? -fiquei pensativa e depois de um tempo assenti- Então acredite na segunda opção se quiser. -falou terminando de comer e pagando a mulher da lanchonete, se virou e me deu um beijo na bochecha entrando na escola-
Eu: Me espera! -gritei e ele se virou-
Jack: Não tenho aula com você! -ele simplesmente se misturou ao meio das pessoas que entravam na escola o sinal já havia batido e eu não tinha escutado, olhei em volta confusa procurando por mais alguém que pudesse me dar resposta, mas só encontrei um bando de menininhas idiotas me encarando e fazendo aquelas caretas, na verdade eram as expressões faciais normais dela, eu queria, pelo menos, amenizar a situação.-
Alef: Vamos entrar?
Eu: Tenho outra escolha? -ele negou, puxei minha mochila da mão dele e entramos.-

3 horas depois. 

          Consegui encontrar com Jack, TRÊS HORAS DEPOIS. Tive aulas insuportáveis, fiquei com os meus pensamentos viajando a marte, e só fui encontrar Jack agora. Ele estava novamente comendo, sua cara de lesado como sempre e não vestia a camiseta, mas que droga esse garoto tinha contra roupas? Ele estava sentado na escada e eu sentei ao seu lado lhe causando um pequeno susto.

Eu: Quero saber de Zayn?
Jack: Por acaso você me vê com cara de secretária do Malik?
Eu: Você sabe aonde ele está? Eu quero saber o que aconteceu com ele, com Niall....
Jack: Niall? O loirinho? -assenti- Aquele garoto se sobreviver ele terá muita sorte.
Eu: Jack do que você está falando? -perguntei confusa-
Jack: SeuNome eu estive no inferno e eu não quero me lembrar daquilo. -ele levantou mancando e eu tentei o seguir mas ele parou antes- Por favor, se você quer ficar bem, que fique longe de mim. Eu presenciei coisas e sai vivo, você não acha que ainda deve ter um desgraçado querendo me apagar? Eu só estou esperando que ele venha, e eu não quero que VOCÊ esteja quando isso acontecer. -ele saiu andando e eu o segui novamente- Você não cansa?
Eu: Fica comigo? Eu não vou deixar eles encostarem em você!
Jack: NÃO FALE COMIGO SE VOCÊ SE IMPORTASSE. EU NÃO SEI AONDE ESTÁ O ZAYN OKAY? NINGUÉM SABE SEUNOME, QUE DROGA! -ele me empurrou contra um armário e uns garotos vieram o separar de mim- Presta atenção eu sei que você só quer me ajudar porque quer encontrar o Zayn. Me desculpa eu não posso te ajudar dessa vez. Só me deixe ir.
Eu: Jack eu quero te ajudar.
Jack: Mas você não pode entendeu? É como um pacto, você sela-o e não pode rompê-lo, você só pode esperar chegar, então por favor me deixa.

          Os garotos o soltaram e ele saiu andando, foi pra longe, eu o vi passando pela porta e sumindo diante os meus olhos, alguns garotos perguntaram se eu estava bem e eu respondi que sim me soltando deles, tentei seguir Jack mais uma vez mas não o encontrei. Era tão estranho pra mim, saber daquilo e não poder fazer nada, ficar ali parada, ficando paranoica, pensativa, sabendo que a vida dele corre risco e apenas o olhando, vendo o tempo passar.

[…] 

Eu: Eu vou sair e ninguém vai me segurar aqui. Eu sempre tive problemas a minha vida toda e sei que não consigo concertá-los, tô vendo a morte levar meus amigos e não posso fazer nada. -disse a Maura, ela tinha ido me visitar, estava tão triste, sem Niall, ele não havia ligado, nem mandado algum sinal que estava ali vivo, nada. E isso a corroía por dentro, como me corroía, me matava me dilacerava de uma forma inexplicável.-
Maura: Eu não vou te segurar mais, você sabe o que faz.

          Assim que ela disse, levantei da minha cama e olhei no relógio, dez e cinquenta da noite, peguei as chaves do carro e coloquei meus saltos, arrumei o cabelo e desci em silêncio, meu pai não estava tinha ido resolver algo, e Maura poderia cuidar de Bryan pra mim. Entrei em meu carro e sai em direção a uma boate que fui uma vez com alguns amigos da escola. Estacionei meu carro em qualquer lugar e sai em direção aos seguranças, eles me encararam e eu nem precisava de uma identidade todos ali sabiam a minha idade mesmo assim não se importavam.

– Você quer fazer uma escolha? -um homem disse perto do meu ouvido e eu me virei ao encará-lo, bem mais velho que eu, que nojo! Sorri forçado e andei até o balcão-
Eu: Hei, o que tem de forte?
Barmen: Pra você nós temos água. -eu sorri forçado novamente com um pouco de sarcástico-
Eu: Vocês são sempre idiotas assim?
Barmen: Se você consegue beber uma forte? Eu lhe darei a mais forte!
Eu: Bae está esperando o quê? -ele sorriu fraco e pegou um copo médio colocando em cima do balcão e o preenchendo com três ou quatro líquidos diferentes, eu sorri o agradecendo e peguei o copo em minha mão, o encarei e virei aquilo de uma vez na minha garganta.-

          Céus como era ruim, como era forte e amargo.
          Queimou totalmente o meu corpo por dentro e me fez ter uma breve tontura que eu quase fui ao chão, o encarei após uma careta e ele ria discretamente enquanto fazia outro drinque a um homem do meu lado, um homem novo, vestia uma blusa de couro e tinha umas mechas esquisitas no cabelo.

Eu: Eu quero mais um!
Barmen: Você não quer!
Eu: Cala a boca e coloca mais um!
Barmen: Já está bêbada. -sorri, eu me sentia tonta, mas não bêbada.
Eu: Vamos babe. Eu consigo qualquer garota dessa festa pra você.
Barmen: Até você? -neguei com o dedo perto do meu rosto-
Eu: Eu tenho namorado.
Barmen: E cadê ele?
Eu: Se eu te contar que ele tomou uma surra e tá visitando o meu irmão escondido pra me mandar bilhetinhos estranhos você acredita?
Barmen: Seu namorado tem 13 anos? -ele me deu mais um copo e eu bebi fazendo novamente uma careta-
Eu: Não, ele tem 20 e transa bem pra caralho. -o barmen e o cara ao meu lado riram.-
Barmen: Você é uma menininha.
Eu: Você não sabe nada sobre menininhas.
– E o que ela pode oferecer essa noite? -me virei encontrando com um rosto másculo, alto moreno e eu acho que tinha barba eu não conseguia enxergar, era fraca com bebida e já estava um pouco mal-
Eu: Tudo! -falei rindo e os três me acompanharam-
Barmen: Hei quer mais uma dose?
Eu: Mais uma? -eu sorri-
Barmen: Mais uma! -ele colocou outro copo no balcão e eu bebi tudo rapidamente e senti um braço na minha cintura era o homem maior.- Mostra pra nós o que você sabe fazer.
Eu: Não, eu tenho namorado. Meu namorado pode matar vocês!
– Nós sabemos que ele não pode. Você mesmo disse que ele tomou uma surra. -um homem disse-
Eu: Ele é perigoso cara, vocês não vão querer mexer com ele.
– Perigoso? Vamos ver o quanto ele é perigoso. -o cara me puxou e eu quis sair, mas as minhas pernas desobedeceram, céus o que estava acontecendo, tudo girava eu sentia vontade de vomitar e eu estava ali mas não estava.-

          Quando me dei conta estava do lado de fora do bar, e tinha um, dois, ou três homens ali. Me encostaram na parede e eu mandei eles me soltarem, mas em vez de algo fazerem, apenas riram e me apertaram, e puxaram a minha roupa eu mal podia me mexer, meu corpo estava mole como se eu estivesse com sono. Senti eles passarem a mão em mim e os empurrei mas eles me empurraram de novo, minhas pernas estavam bambas e eu me imaginei caindo ali, minha cabeça girava e eu só olhava diretamente pra rua querendo sair dali, mas não conseguia. Eu estava muito bêbada.

– Cadê seu namorado agora, anjinho? -um dos caras disse e eu pude escutar bem, como se ele tivesse dito ao meu ouvido.-
Eu: Ele com certeza vai te matar.
– Eu duvido.
Eu: Ele é perigoso, muito perigoso. -eles riram-
– Tão perigoso que nem da princesinha dele ele cuida. Oh que perigoso.
XXX: Eu não diria isso.
CONTINUA... 
Capítulo Anterior                                                                                               Próximo capítulo
--------------------------------------------------------------------
Olá pessoas tudo bem com vocês? 

Bom, queria avisá-los que eu mudei o dia do resultado da fic, porque percebi que dessa vez TEM muitas fics boas e eu fiquei com algumas duvidas sobre qual escolher, e como eu tenho pouco tempo, não tenho mto tempo pra ler e me enviaram bastante fics, queria dizer também que só estou esperando a Aline escolher a outra fic, porque uma eu já escolhi e é maravilhosa, divamente foda, e só estou esperando a Aline escolher a outra pra eu poder mostrar o resultado pra vocês. Então eu adiei, se você tem mais alguma fic e queira enviar clique aqui e envie, vai até o dia 18 e agora sem faltas. 

Bom, eu espero que gostem desse capítulo e comentem o quanto vocês quiserem kkkk façam perguntas, matem as duvidas de vocês sei lá, e bom, agora nós temos uma C-Box aqui do lado >> 
E é só você colocar o seu nome, o link de uma imagem em E-mail/url e escrever o que quiser e as perguntas eu respondo aquelas que estiverem citando o meu nome é obvio. Enfim, é só isso, são quase quatro horas da manhã e eu tenho que acordar cedo. Amanhã quando eu chegar da escola (a noite) vou ver se posto mais um capítulo pra vocês de Dangerous. 
Até amanhã, e beijoooooos no core de vocês! <3333 

 

13

13 comentários:

  1. PERFEITOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  2. CAMILA sua filha da mãe, quer me matar com esse suspense? o.O
    CONTIIIIIIIIIIIIIIIIIINUA PLEASE!!!!!!!!!!!!!!!
    Estou tendo um Heart Attack de tanta curiosidade, kkk

    ResponderExcluir
  3. Mari Tunisse12/05/2014 12:39

    Peeeerfeitooo! Continuaaa <3 <3

    ResponderExcluir
  4. Puuuuta mano! Ja era esses carinhas, pq o Malik ta na area!
    Essa fic ta muito perfeita! Mesmo nao te conhecen eu te adoro menina! Vc escreve muito beem! Continuua okay! Perfeito!!

    ResponderExcluir
  5. Lindooo! Continua s2

    ResponderExcluir
  6. Continua logo please !
    Thatahxx

    ResponderExcluir
  7. *OOOO* perfeitooo continua
    XxThai

    ResponderExcluir
  8. aaamei continua

    ResponderExcluir