Comeback - Capítulo dois.

Ah, querida!
Me chupe, amor.
SeuNome P.O.V’s

  Zayn o quê? Pra ser sincera Zayn já é um nome diferente, junto de Malik é mais diferente ainda e eu conhecia alguém com esse nome, mas não poderia ser coincidência, na verdade, poderia sim. Virei-me rapidamente quase caindo na cadeira e vendo o mapa cair no chão com força fazendo um barulho e tanto e chamando a atenção tanto dos alunos quando da professora. Mas se quer saber eu pouco me importei com os olhares deles pra mim, normalmente eu ficaria com vergonha e pediria desculpas a Senhora Figs que nesse momento me olhava confusa e estufava o peito pronta para me dar uma bronca, eu a ignorei completamente a mesma esperava um pedido de desculpas, algo que não rolou.
  Era ele que estava ali, depois de quase um ano eu o vi novamente, e estava de pé, as mesmas características de sempre, o mesmo corte de cabelo e o estilo de roupa o sorriso parecia mais brilhante e os olhos era aqueles olhos maravilhosos que eu os via todos os dias, os olhos da minha filha eram iguais aos do pai, exatamente do mesmo jeito, era incrível, as vezes eu a olhava e o via e agora o olhando eu a via.
  Estava prestes para encher Zayn de perguntas, afinal soube por um dos meninos que ele havia morrido, eu sofri tanto, foi como se eu tivesse perdido algo dentro de mim, a felicidade que eu tinha antes não era a mesma agora, eu não conseguia me divertir, não era a mesma pessoa e isso era a falta que ele tinha feito, a morte de uma pessoa que você ama, doí tanto que parece que você foi junto. Incrível, era incrível vê-lo ali, era como se não fosse real, eu passei seis meses da minha vida o vendo em todos os lugares mas agora eu sabia que não era ilusão, era de verdade.

Aimee: Você se chama, Zayn Malik?
Zayn: Sim. – ele que olhava pra mim com aquela expressão de bobo como sempre, virou-se rapidamente pra responder Aimee mas logo voltou a me olhar.
Aimee: É um nome um pouco diferente, bom se bem que, meu nome é Aimee.
Zayn: Prazer Aimee.... – falou rapidamente sendo gentil – Hum, você quer ajuda ai, com o mapa? – perguntou pra mim e ergueu o braço, fiquei estática, parecia uma estátua não me movia e não me recordo de piscar.
– Hei garoto. – Luke um idiota da sala, chamou Zayn que virou rapidamente para olhá-lo. – Você foi aquele que tomou um tiro na cintura e ficou sem andar não? – Zayn não o respondeu e eu me movi pela primeira vez, olhando pra Luke. – Eu soube da sua história, Zayn Malik o super herói. – ele riu – Você tomou um tiro após se envolver com um grande cara da máfia, você conseguiu sobreviver diante deles, bro, você é um ídolo, aquele cara ele cobrava o meu pai sabe? Ele vivia na cola do meu pai para pagar impostos que não eram pra ser cobrados e você, você nos ajudou, ajudou a muitas pessoas.
Zayn: Que isso eu não ajudei ninguém, eu só queria justiça, ele mexeu com a minha garota ele tinha que sofrer as consequências.
Aimee: Isso sim é romantismo, melhor do que qualquer outro ato de amor. – Zayn sorriu amarelo, mas logo o vi olhando pra mim novamente, me mexi desconfortável.
Zayn: Quer ajuda babe? – o vi caminhando até a mim. Não ele não podia, não podia se aproximar. Desci da cadeira devagar, quanto mais próximo ele ficava mais meu corpo esquentava, o vi de frente pra mim, sempre maior, sempre mais largo, minha proteção. Só que sem querer fiz algo que pudesse me arrepender.

  Dei-lhe um tapa.
  Acertei seu rosto com força e sem esboçar nenhuma reação de raiva, somente riu, ele não sentia meus tapas a um bom tempo e eu sabia disso, desde que nos conhecemos, eu nunca o feri e mesmo que fizesse ele sabia que não era intencional. “Eu mereci essa” o vi sussurrar e seu sorriso continuava no rosto. “Aliás, você está linda” mais um sussurro e ele passou por mim tirando a cadeira do caminho dele e puxando o mapa no chão, com uma agilidade incrível para quem não podia andar a um tempo, o vi encaixar o mapa nos pregos e então soltá-lo fazendo desenrolar e mostrar um lindo mapa, os oceanos, Brasil tinha a cor verde talvez para uma pequena representação do tamanho da sua floresta. Zayn bateu o dedo sobre o país e me olhou sorridente, bateu a palma da mão no meu rosto e caminhou em direção ao início da sala. Continuava o mesmo manipulador de sempre, o mesmo idiota e egocêntrico filho da mãe de sempre. Infelizmente foi por esse estúpido por quem eu me apaixonei.
  Bom, perguntar algo como “Como vai minha filha?” “Você está bem?” “Minha filha, como está?” seria as exatas perguntas para esse momento não? Me ignorar não era o certo, não era mesmo. Mas ele queria jogar não queria? Sempre foi o maior foco do Zayn, jogar com as pessoas, se tornar o maior Coringa de toda a história, e se ele queria jogar, nós jogaríamos, ele seria o Coringa e eu seria a Harley Quinn, mas de uma forma bem mais superior e melhor que ela, afinal não há homem no mundo que me fará de idiota.

Figs: SeuNome pode voltar para o seu lugar. – falou aterrorizada, afinal todos estavam eu bati no rosto de um cara que ao menos alguém sabia que eu o conhecia.
Eu: Tudo bem. Oh, Zayn Malik não é? – ele cerrou os olhos e assentiu balançando a cabeça surpreso. – Poderia me arrumar uma tesoura sem ponta, por favor.
Zayn: O que vai fazer com uma tesoura? – arregalou os olhos.
Eu: Não se preocupa, não sou assassina nem nada do tipo. – sorri com olhos, okay isso soa extremamente estranho, mas eu quis dizer algo como meus olhos estavam sorrindo mais animadamente dos que meus lábios afinal eu tentava manter a postura mas meus olhos se divertiam muito com o que vinham. Zayn se virou rapidamente mexendo em uma das sacolas da senhora Figs em busca de uma tesoura sem ponta o que achou rapidamente, entregou a mim e eu nem ao menos agradeci, voltei a me sentar no meu lugar, repicando uns papéis que usaria para o meu trabalho.
Aimee: E então Zayn, você não nos contou se está com a sua garota, aquela que você salvou e tudo mais.
Zayn: Não estou com ela-
Eu: E o que você fez? Fugiu? A largou sozinha? – ergui minha cabeça batendo a tesoura na mesa e fuzilando Malik. Cretino Malik.
Zayn: Não, se você quer saber. – soou rude e ele parecia querer me matar. – Eu precisei ir embora, as coisas na minha cabeça ficaram totalmente confusas, eu precisei de um tratamento, perdi os movimentos das minhas pernas, eu os tinha quando minha filha nasceu, sim eu tenho uma filha, uma criança linda, perfeita, maravilhosa, é a menina mais linda do mundo, depois da mãe dela é claro. – ele parou de me olhar e andou diante a sala com os braços abertos e olhando para as pessoas. A sala estava em silêncio, e o babaca chamava a atenção, todos pararam para lhe ouvir. – Eu precisa de tratamento, precisava que minhas pernas voltassem ao normal para eu poder correr por ai com a minha menina, sabe? Levá-la pra tomar sorvete, brincar com ela naqueles parques de diversões, acho que eu precisava me recuperar para poder acompanhar a minha pequena no crescimento dela, então eu fui embora, não disse a ninguém pra onde ia e voltei recentemente.
Aimee: Oh meu Deus, você é incrível. – ela bateu palmas e as outras meninas acompanharam.
Zayn: Espere – pediu silêncio. – Mas eu não fui embora porque quis, eu só não queria ser um encosto para a minha mulher, ela já tinha problemas, ela tem um irmão que precisa de cuidados especiais e agora tinha uma filha, eu não queria que ela tivesse que cuidar de um inútil, então eu fui, mas nenhum dia da minha vida eu deixei de pensar nela, quando eu acordava ela aparecia na minha mente de uma forma inexplicável, eu até entendo que hoje ela não me queira de volta e queira me bater e me matar, eu só queria pedir desculpas por ter fugido com o rabo entre as pernas, eu sou assim, um filho da mãe problemático, mas que ama as pessoas em volta dele mais que tudo.
Luke: Ouvi dizer que você era do tipo perigoso. – falou antes mesmo de Zayn terminar de falar, seu olhar cruzou com o meu mas foi desviado de encontro com o de Luke.
Zayn: Não sou perigoso. – sorriu e abriu os braços, mas aquele olhar, eu conhecia aquele olhar, ele dizia aquilo querendo convencer a todos mas o olhar manipular e psicopata não me tirava a ideia de que ele tinha algo em mente, planejava algo e mentia muito bem.
Figs: Tudo bem pessoal, chega de perguntas para o meu ajudante, percebi que vocês gostaram muito dele e fico feliz que, pelo menos, pela primeira vez um ajudante tem chamado a atenção de vocês, acredito que ele vá ficar comigo pelos dois anos restantes e espero que gostem dele, podem chamá-lo para ir na casa de vocês mais tarde, agora terminem o meu trabalho.

  Uma hora e vinte minutos depois, completos de olhares misteriosos, sorrisos divertidos e brincadeiras do tipo, eu levantei cinco vezes apenas para pegar a borracha que caiu bem na frente do Zayn, abaixava bem devagarinho e quando ia subir encarava Zayn da força mais divertida que podia, ele estava sofrendo de todas as formas possíveis, ninguém reparava em nós, somente nele e se eu tivesse feito alguma coisa que chamasse atenção tinha diagnosticado como comum. No meio dessas brincadeiras também recebi os mesmos papéis de sempre, bilhetinhos de Robert ou de Mike com cantadas incrivelmente irritantes, normalmente eu devolvo o papel acertando na cabeça deles ou xingando-os, mas hoje eu era a Harley Quinn não era? Então respondi os bilhetes, em vez ou outra olhava para Zayn que encostado na mesa branca a minha frente olhava em direção a nós, curioso e irritado, e Robert e Mike foram sortudos porque na hora que vi os olhos do Zayn esquentar, ele até apertou o punho, o sinal tocou. Robert havia me dado um beijo na bochecha e eu sorri agradecida e Zayn? Bom, ele parecia mais feroz que nunca, batia os pés incontrolavelmente, tentava desviar o olhar mas sempre acabava com eles sobre mim, qual é, eu sabia que ele gostava de mim, ele nunca deixaria de olhar.
  Assim que o sinal tocou eu levantei deixando meu material na mesa, voltaria para lá cerca de trinta minutos depois então não faria mal algum deixá-lo ali. Passei por Zayn, seguindo Ruth uma amiga minha e senti os dedos de Zayn na minha mão, mas logo o soltei. “Tenha um bom almoço, senhor Malik” falei alto e as meninas começaram a desejar o mesmo, ele estava irritado e eu havia conseguido o que ele pensou que faria comigo, tinha o deixado com ciúmes, SeuNome está de volta idiotas, graça ao querido Zayn Malik.

***

– …. Eu o achei lindo, tem aquele estilo misterioso e você viu como ele contou a história dele, me deixou totalmente apaixonada. – Aimee ainda falava dele, e agora com as meninas de outra turma, passei bem perto delas após ter deixado a minha bandeja de comida sob a lixeira, tinha esquecido um remédio que eu estava tomando para dores, na sala e por isso eu mal tinha tocado no meu almoço, além de que, eu não tinha o visto no refeitório, Zayn não tinha ido pra lá e eu estava curiosa pra saber aonde ele estava. – Hei, SeuNome.
Eu: O que? – parei e encarei-a.
Aimee: Porque você bateu no Zayn?
Eu: Porque ele me chamou de babe, ele não tem esse direito, eu não sou mulher de qualquer um me chamar por apelidos. Além do mais, se Chris souber....
Aimee: Ah entendi, então bateu com razão. Agora com a explicação eu achei justo. – ela sorriu e eu forcei um – Aonde vai agora?
Eu: Tomar um remédio, porque? Quer vir junto? – falei brincando e ela riu junto das outras meninas.
Aimee: Se ver Zayn por ai, diga que eu quero muito falar com ele, e estarei no estacionamento. – piscou e sorriu ao mesmo tempo, eu já sabia o que ela tinha em mente, ia tentar ficar com ele.
Eu: Pode deixar.

  Me afastei o mais rápido que pude pra sei lá, não bater na cara daquela vadia magrela, não que eu estivesse com ciúmes, que se dane eu estava morrendo de ciúmes, desde que me entendo por gente sou apaixonada por Zayn, desde quando ele me enfiou no meio daquela enroscada toda e mesmo assim eu ainda o amei, perdi o meu pai por culpa dele e mesmo assim pensava nele todos os dias, porque por mais que eu quisesse negar, Zayn é a minha alma gêmea, pode passar milhões de anos e eu sempre serei dele, completamente, inteiramente dele.
  Avistei a sala e apressei mais os passos, procurava por Zayn nos corredores, fumando um cigarro, bebendo água gelada, lendo quadrinhos, desenhando, mandando mensagem para alguém, fazendo qualquer coisa, mas eu queria o vê-lo. Parei diante a porta vermelha e empurrei-a com calma e então tomei um susto, Zayn estava sentado na minha mesa, com o meu caderno aberto folheando algumas fotos que eu tinha guardada, eu não acredito.

Eu: Porque está mexendo ai? – fechei a porta atrás de mim, mesmo que eu tivesse aberto a porta de uma vez, ele nem ao menos demonstrou reação, isso era a única coisa - além das pernas funcionarem - que mudou em Zayn, ele estava frio e estranho.
Zayn: Você guarda essas fotos?
Eu: Se elas estão ai, é porque a resposta é sim.
Zayn: Você continua irônica.
Eu: E você um perdedor. – me aproximei ainda mais conferindo se não tinha ninguém. Vi Zayn virar uma foto aonde estava eu, Chris - o vizinho maluco que enchia o saco do Zayn falando que era pai de Patricia - E justamente, Patricia, no colo de Chris, era no aniversário de um ano, que infelizmente Zayn não pode ir.
Zayn: Jura? Você é amiga dele?
Eu: Namorada. – o corrigi e me aproximei mais da mesa me sentando na beirada. – Você me deixou Zayn, eu te enviei muitas mensagens, e recebi cartas dizendo que você tinha morrido, além de que eu enviei muitas fotos da sua filha pra você e nenhuma teve resposta, eu estive sozinha e precisava de alguém, eu precisava de você, mas sabe, você não esteve lá, o único que esteve comigo foi Chris, sabe o que passou pela minha mente quando você sumiu?
Zayn: O quê? – ele largou as fotos e curvou o corpo me olhando fixamente nos olhos.
Eu: Que você tinha fugido com a Tiffany, afinal ela também tinha sumido.
Zayn: Eu não fugi com ela, eu não fugi com ninguém, eu precisava me curar, eu estava doente.
Eu: Eu poderia te ajudar não poderia?
Zayn: EU SOFRI, SOFRI MUITO, VOCÊ NÃO IA AGUENTAR ESSE SOFRIMENTO, EU QUASE MORRI.
Eu: Você estava morto pra mim, até hoje.

  E eu mal havia piscado senti as mãos de Zayn na minha cintura, ele me puxou para o seu colo fazendo os meus materiais cair no chão com força, Zayn prendeu uma das mãos na minha nuca e puxou meu corpo mais pra frente, eu aguardava sua reação enquanto o olhava nos olhos e em questão de segundos depois senti seus lábios quentes grudados nos meus, e aquela sensação de quando você está segura voltou, eu o abracei pelo pescoço e dei continuidade ao seu beijo, eu estava com tanta saudade que mau podia controlar minha ansiedade e Zayn parecia exatamente igual, parou o beijo e puxou a minha blusa de moletom pra cima a arrancando de uma única vez e jogando no chão com força, olhou para os meus seios cobertos pela regata branca e sorriu logo após sussurrando “Eu senti falta de tudo em você” e eu sorri abertamente puxando a sua jaqueta e a tirando depois de dificuldades, percebi que ele tinha feito umas tatuagens o que tinha o deixado com o aspecto mais incrível. Voltei a beijá-lo e senti suas mãos na cós da minha calça abrindo os botões, em um movimento muito rápido ele abaixou a minha calça, parei o beijo dessa vez, vendo Zayn levantar e abrir a sua calça sem precisar da minha ajuda, uma cueca box azul escura, com um volume bem grande me deixou excitada, apertei minha mãos nos músculos do braço de Zayn o fazendo olhar pra baixo rapidamente e depois olhar pra mim, grudando sua testa na minha e rindo como se estivesse lendo a minha mente.
  Zayn se aproximou ainda mais e seus lábios procuravam o meu com urgência, em uma fração de segundos, Zayn abaixou sua cueca e puxou a minha calcinha pro lado penetrando com força, muita força, joguei meu corpo pra trás e fechei os olhos com força me afogando em uma inundação de prazer, Ele começou a movimentar mais rápido sem perder o fôlego nem se quer um minuto e eu gemia incontrolavelmente, não conseguia segurar, eu sentia tanta falta dele que isso era sinal da saudade que eu sentia.

  Cerca de quinze minutos depois eu o vi ejacular, algo que aconteceu segundos depois de mim, Zayn sussurrou sobre nossos corpos estarem sempre em sincronia e eu não disse nada, só balancei a cabeça e abri a boca tentando buscar todo o oxigênio que faltava, o moreno, idiota, a minha frente, me abraçou de imediato, apoiando sua cabeça no meu pescoço e me beijando, o abracei com as forças que tinha, afinal eu tinha tido um orgasmo estava definitivamente acabada. Acho que ele ia falar alguma coisa quando o sinal tocou e então rapidamente se soltou de mim sem esboçar nenhuma reação de espanto, já eu estava completamente assustada eu já fiquei muitos intervalos nas salas, os alunos logo começariam entrar e eu estava de calcinha e regata, precisava me vestir, Zayn vestiu sua calça e ajeitou seu cabelo enquanto andava em minha volta olhando pro chão, desci da mesa e procurei por minha calça o que não foi difícil de encontrar e Zayn veio até a mim me ajudando com o moletom que ele havia apanhado do chão, escutei a porta sendo arrastada e alguém entrar por ela, mas eu não conseguia ver, Zayn fazia força pra me ajudar com o moletom mas ele não passava pela minha cabeça, não passava pelo meu cabelo que estava preso, depois de quase um minuto ele conseguiu passar.

Zayn: Você não deveria prender o cabelo em um rabo de cavalo. – reclamou e eu me virei para ver quem tinha entrado mas já não precisava saber, quase todos estavam ali. Olhei pras minhas coisas jogadas no chão e Zayn sorriu animado. – Da próxima vez que ironizar comigo ou bater na minha cara vou fazer você me chupar. – sussurrou bem perto do meu rosto e passou os dedos ali, deu as costas indo em direção a professora que acabava de entrar e estava olhando pra mim. – Ela viu um inseto, gritou dizendo que era uma barata eu passava enquanto ela gritava e vim ajudar, imagina era um mosquito, ou sei lá o que era, olha a bagunça que fez. – e então fez todos da sala rirem em uníssono, idiota.
19

19 comentários:

  1. Continua xoxo Isabel

    ResponderExcluir
  2. Maas minha gente,eles estão brigados e tal,depois fazem sexo. -Como no capítulo da primeira temporada- kkkk :v
    Continua
    Bella xx

    ResponderExcluir
  3. tipo assim... MUITO FODA ESTE CAPITULO... nao me canso de falar isso haha... cams, é muita perfeicao so para um capitulo hein!
    *continua*

    ResponderExcluir
  4. Melhor fic do mundo <3
    Continua pelo amor de zeus..;)

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkk Esses dois não tem jeito
    Zayn continua o mesmo bobão de sempre
    Continua Xoxo

    ResponderExcluir
  6. Como assim chris????
    Eu(nós)temos q ficar com o zazza
    ....:(

    ResponderExcluir
  7. Camilaaaaa! Continue o mais rápido possível! I need this! Love u baby :) serio camila ta top! Mas tipo... N vai ter um "flash back" ?

    ResponderExcluir
  8. QUE CAPÍTULO FOI ESSE *O* FODAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Minhas estruturas estão totalmente abaladas e.e
    Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa logo Cams por favor
    Beijoss
    Sarah xx

    ResponderExcluir
  9. Aiiii mds,eu n tô acreditando q é a continuação da melhor fanfic q eu já li em minha vida,não sei como agradecer por vc ta continuando,muito obrigadooo <3 :')

    ResponderExcluir
  10. Poooosta logo Caaaaa, ai que perfeito, continua continua continua !!!

    ResponderExcluir
  11. mais do que ansiosa pelo próximo capítulo, poooosta Caaa !! *-*

    ResponderExcluir
  12. agora que o zayn ta bom ele tem que matar cris idiota me roubando do zayn

    ResponderExcluir
  13. ain meu Deus AIN MEU DEUS continua se não eu vou ENLOUQUECER AQUI MENINA PUTZ perfeição define, amo essa fanfic mais que nutella porque porra cara essa fanfic é muito FODA foda de FODASTICA, PORQUE PUTZ ain meu emocional eu nunca vou superar isso senhor...

    ResponderExcluir
  14. Pfvor continua logo Cams

    ResponderExcluir
  15. AIIIIII MEU EMOCIONAL,NÃO CAI NA REAL NA QUE AINDA QUE A MELHOR FANFIC DO MUNDO VAI TER CONTINUAÇÃO, CAMILA VOCE É DEMAIS, E PFVOOOOOOOOR CONTINUA LOGO

    ResponderExcluir
  16. Continuaaaaa cams :(

    ResponderExcluir
  17. Cams continua! Por favor. Eu estou esperando a muito tempo

    ResponderExcluir
  18. Continua cat, kk não se assuste, mas vou começar me apresentado e falando de mim e como comecei a ler essa maravilha fic que tenho um amor incondicional 😍 eu me chamo Milene e leio sua fic desde sempre, já li a primeira temporada, bem basicamente foi uma das minhas primeiras fics a ler, eu tinha acho que uns 10 anos kk eu comecei muito cedo, e já passou 4 anos, pois agora estou com 14 anos eu amei, chorei, sorrir, me emocionei, rir, sofri, kk simplesmente sentir tudo que "eu" passei, sempre sonhei com a segunda temporada, que felizmente você fez, não sabia e quando eu pesquisei, eu descobri sobre isso faltei tira a roupa e dança macarena na rua, estou feliz, muito feliz, já relir a primeira temporada trilhões de vezes e não me canso nunca, e estou muito ansiosa para os próximos capítulos, tipo eu quero saber o que aconteceu com todo mundo, tô curiosa com relação a o que aconteceu com a Tiffany, como foi que o Zayn abandonou a "Milene" kk e meio estranho, mas tudo bem, de quando o Zayn vai ver a filha dele, se a "Milene" vai perdoar ele, enfim muitas perguntas, e eu queria muito que você respondesse esse comentário, queira saber que você leu mesmo esse mini texto dedicatório ❤ beijão continue sendo essa escritora excelente, bye xoxo cat até breve eu acho

    ResponderExcluir
  19. Continua please ����

    ResponderExcluir