Irish Angel - Capítulo trinta.

...Amor, eu tenho um amor tão profundo por você, Não sei por onde começar. Amo você mais do que qualquer coisa mas nem as palavras podem, Tocar o que está em
meu coração...Baby i - Ariana Grande

Não sei por onde começar.
SeuNome P.O.V's

        Estava sentada na minha cama com o Zayn do meu lado nós já havíamos chegado da escola, era engraçado porque a minha tia não falou simplesmente nada, colocou os papeis em cima da mesa e foi trabalhar na padaria, eu achei aquilo um tanto engraçado. Nós estávamos mexendo no computador, eu havia decidido pintar meu cabelo, não porque o Leandro tinha falado alguma coisa, só estava cansado de tê-lo vermelho queria mudar um pouco, não queria tirar o vermelho mas quem sabe escurecer um pouco, para não ficar com essa cor chamativa que eu tinha. Zayn era paciente e isso era legal, tenho certeza que se fosse outro menino não teria paciência de ficar escolhendo tinta de cabelo como eu fazia.

Eu: Tá sol lá fora, quer sair? Tipo a gente compra a tinta depois.
Zayn: Não curto sol.
Eu: Não precisa fingir que 'tá legal isso, porque não está, vamos sair Zayn.
Zayn: Não estou fingindo. -ele me olhou- 'Tá eu tô fingindo. Mas disfarça e finge que eu não estou. -gargalhei- Vou tomar banho rapidinho e a gente já vai, ok? -ele levantou da cama e caminhou até a porta, abri o Skype para falar com o Niall e vi o Zayn aparecer na porta de novo- Uma pergunta? -o olhei- Você ficaria comigo de novo, tipo só pra não nos sentirmos sozinhos? Ou coisa do tipo?
Eu: Que tipo de pergunta é essa Zayn?
Zayn: Sei lá, é que a gente vai ficar mais ou menos um ano aqui e eu queria saber se a gente ficaria né, por que você sabe? Rola química entre nós e eu queria já saber se poderia rolar, antes que role e você fique; Ai a gente não deveria ter feito isso; Ai isso é traição. -ele afinou a voz- Você sabe que eu ficaria com você né? E então?
Eu: Eu não sei Zayn, não sei se daria certo.
Zayn: Tipo a gente, não precisaria ter uma relação séria, vamos supor que assim do nada a gente sinta atração um por outro, naquele dia silencioso, sozinho e dramático, você sinta vontade de beijar meus lábios e eu os seus, como ficamos?
Eu: Se caso rolar, deixamos rolar e dai rolou e já era. Entende?
Zayn: Então se caso eu te beijar, vai ser um segredo nosso?
Eu: Não, se você me beijar porque quer me provocar ou sei lá o quê, por que você sabe que eu gosto do Niall, mas se caso a gente se beijar por acaso ai a gente morre com o assunto, entendeu?
Zayn: Ah entendi, obrigado. -ele fechou a porta e saiu.-

        Fiz uma careta e disfarcei meu desconforto com essa conversa, peguei o papel que o Niall havia me dado, entrei no Skype e procurei pelo nome dele, ele estava online, eu sorri e clique no seu nome e já coloquei em chamada de vídeo, fiquei esperando, será que ele não estava ouvindo? Mordi meus lábios e então ele aceitou, meu coração disparou e eu o vi sorrindo, ele fez sinal para eu esperar e então fechou a porta do quarto dele, ele segurou um dos meus gatos na mão e eu arregalei os olhos lembrando que eles ainda eram meus. Ele riu e então cantou alguma coisa idiota e eu não entendi.

Niall: E então amor, como você está? Chegou bem? Já foi pra escola?
Eu: Eu 'tô bem, cheguei bem e já estou com suspensão de três dias na escola.
Niall: 'TÁ COM O QUÊ?
Eu: Suspensão?
Niall: O que você fez? Apareceu do nada na frente do carro do seu diretor. -fiz uma careta e ele riu-
Eu: Eu bati em uma menina.
Niall: Quê? Se eu tivesse ai, já tinha apagado esse fogo. -gargalhei-
Eu: Sinto sua falta. Sabe desse seu cheiro estranho.
Niall: Meu cheiro não é estranho.
Eu: Claro que é.
Niall: Bem que gosta dele.
Eu: Gosto mesmo. -ele riu-
Niall: Amor, namorar a distância é tão ruim, porque eu queria beijar sua boca.
Eu: É -fiz expressão de triste- Eu também acho.
Niall: Queria beijar minha boca né danadinha. -gargalhei-
Eu: E você a minha, safadinho. -ele riu-
Niall: Porquê está com um penteado diferente?
Eu: Porque eu quis mudar.
Niall: Fica linda de qualquer jeito. -sorri e beijei a Webcam fazendo ele rir- Amor, você sabia que aqui é dez horas da noite, e um cara maravilhoso aqui tem que ir dormir, estou com sono já. -ele cerrou os olhos e fez uma careta, eu apenas ri- 
Eu: Vai lá amor, sei que você é uma criança e dorme cedo né. -ele me olhou-
Niall: Só fala isso porque tá longe.
Eu: É isso ai. Tchau Niall, tchau.
Niall: Hey. -ele chamou- Se cuida pequena, eu te amo muito. -sorri-
Eu: Eu também te amo muitão, se cuida palmito. -ele riu e então eu fechei o notebook desligando-

        Me deitei na cama e fiquei com a cabeça apoiada no travesseiro, eu me sentia confusa, eu só vivia confusa, minha vida era uma droga, por mais que eu tentasse dizer que não, e agora me vem essa do Zayn, eu não mereço tanta confusão na minha cabeça assim, ou eu mereço?
        Vi Zayn entrar no quarto ele estava vestido já, e então eu me sentei, ele foi pra frente do espelho, mexeu no seu cabelo, andou um pouco para atrás, depois andou pra frente, girou em frente do espelho até dizer que estava pronto, sorri e levantei, calcei minha sandália e então descemos as escadas, eu não entendi porque Zayn estava de jaqueta de couro já que lá fora estava quente. Saímos e fomos andando.

Zayn: O que quer fazer? -ele disse esticando as mangas da sua jaqueta, já sentindo calor, eu notei suas tatuagens-
Eu: Uma tatuagem.
Zayn: Uma o quê?
Eu: Uma tatuagem ué.
Zayn: Tá louca? Seu pai me mata.
Eu: Meu pai não se responsabiliza pelos meus atos desde o momento que ele me mandou pra cá.
Zayn: Mas foi aqui que você nasceu.
Eu: Mas não era aqui que eu deveria estar. -ele assentiu-
Zayn: Ok, então vamos para um estúdio, procura por um.

        Fomos andando até que encontramos um, mas não era bom o suficiente, perguntamos para uns caras que estava tatuados e eles disseram que tinha um no centro da cidade que vários gringos frequentavam, Zayn gostou logo de cara da ideia. Tivemos que voltar até a escola pra buscar o carro dele, e então fomos até o centro, Zayn era muito ruim dirigindo e se eu estivesse realmente certa todos os radares tinha pegado ele em alta velocidade até agora.
[…]
        Paramos em frente o estúdio e o Zayn foi andando na minha frente, entramos no local e tinha vários homens lá, uma mulher apenas, e então comecei a ficar envergonhada, peguei no braço do Zayn e ele sorriu.

Zayn: Olá. -ele falou em inglês e os caras sorriram- Ela veio fazer uma tatuagem.
Tatuador: Olha, aqui tem várias opções, vem escolher. -sorri pro Zayn e fui até o tatuador me sentando na cadeira a sua frente, peguei a pasta e comecei a procurar vários desenhos, eu queria um pequeno, mas que eu tivesse um porquê de tê-la.- Todas vão ficar linda em uma menina como você. -sorri- Belas covinhas pequena.
Eu: Obrigada.
Tatuador: Que isso. Bom, então? Vai uma borboleta? Um coração? Uma estrela? -olhei pro Zayn e ele já estava com um cigarro na mão, junto de outros caras, mudei minha atenção pra pasta, procurando alguma coisa- 
Eu: Não sei, bom, eu quero esse. -apontei para um coração- E quero que você faça aqui. -apontei para o meu pé e ele riu, olhei pro Zayn e ele ainda estava lá na porta, fumando um cigarro-
Tatuador: Um coraçãozinho no pé. -ele riu enquanto pegava o papel, olhei pro Zayn e o chamei, ele me olhou, como poderia ficar tão sério? o chamei e ele fez um sinal para eu esperar que já estava terminando seu cigarro, eu falei com entusiasmo para ele vir-
Eu: Será que vai doer? -perguntei olhando pro tatuador.
Tatuador: Você acha que vai doer? -Ele colocou o papel no meu pé e mexeu na maquininha- Márcia, Miguel? Segurem na mão da menina. -eles vieram na minha direção e seguram nas minhas mãos eu tremi e fiquei encarando o tatuador enquanto eu apertava a mão de Miguel e da Márcia. 

        Ele então colocou a maquina em cima do meu pé e começou a passar com ela, achei engraçado no começo, não senti dor como as pessoas diziam, era apenas cosquinhas, algo bem leve, como se tivesse algo passeando pelo meu pé, o tatuador perguntou se eu estava bem, e eu respondi que era engraçado fazendo todos dali rir, até mesmo eu, olhei pra frente e Zayn vinha rapidamente olhando para o meu pé.
        Sorri e voltei a atenção ao meu pé, senti arder um pouco e então ele tirou a máquina e me olhou sorrindo, pegou um plástico ou sei lá o que seja aquilo, devagar ele mexeu no meu dedo e colocou aquilo em volta pressionando bem, ai foi que eu senti arder, soltei das mãos de Márcia e Miguel e sorri agradecendo, Márcia colocou a mão na minha cabeça e o Miguel me deu um beijo na bochecha e saiu dali indo para outro lugar.

Zayn: Doeu?
Eu: Não, mas tá ardendo.
Zayn: Sim, vai arder um pouco, mas você se acostuma. -eu sorri- Agora sai dai. -ele me empurrou e eu gemi-
Eu: Zayn porra.
Zayn: Ai me desculpa princesa, quer que eu te pegue no colo.
Eu: Sai Zayn, me solta. -empurrei ele que acabou rindo. Levantei devagar e fiquei em pé-
Zayn: Quero essa caveira. -ele apontou pro papel- No meu braço. -me sentei em uma poltrona-
Eu: O meu foi bem rapidinho, agora o seu... duas horas. -ele riu- Quer que eu segure sua mão. -o tatuador gargalhou-
Zayn: Tá de brincadeira com a minha cara? -eu gargalhei-
Eu: Não ia segurar mesmo. -fiz uma careta e continuei sentada, o homem colocou o molde no braço do Zayn e o mesmo começou a me mandar beijos no ar. Nervoso? Sim ou claro?-

[…]

        Já tinha me cansado de ficar ali sentada, o tatuador já tinha terminado mas Zayn começou a conversar com umas pessoas e eu não quis interromper, talvez ele tava sentindo falta da Inglaterra e queria conversar com pessoas que entende sua língua, talvez. Continuei lá sentada olhando pra ele, de vez em quando ele olhava pra mim e os seus novos amigos também.

-Menina? -eu olhei para quem me chamava e tinha uma mulher morena com os seus cabelos altos, cacheados e lindos, ela sentou na minha frente e sorriu- Ele é seu namorado?
Eu: Não, não é não.
-Meu nome é Danielle. -sorri- Achei que ele fosse seu namorado.
Eu: Não, não... meu namorado é outro. -ela riu-
Danielle: Pensei que você namorava ele.
Eu: Normalmente as pessoas acham que eu não tenho namorado, por ser feia e tal.
Danielle: Feia? É uma coisa que você não é, as pessoas dizem isso? -assenti- Elas tem inveja de você ser tão linda assim, tanto por dentro como por fora, seus olhos tem um brilho mágico, e o seu sorriso é lindo, brilhante e mostra que mesmo triste você ainda lembra que ele existe. Nunca se sinta para baixo quando algum idiota te desmerecer, ele não sabe nada sobre você, ele nem ao menos sabe ver os defeitos dele, todos temos defeitos e pode ter certeza, aquele que te critica tem muito mais defeitos que você.
Eu: Eu até queria ser uma daquelas pessoas que não se importasse com a opinião alheia, mas é muito difícil, tipo eu até tento não importar, mas as vezes me pego lembrando e sempre tento mudar.
Danielle: Não tente agradar essas pessoas, tente agradar você mesmo, não é porque elas falaram que você não é de um jeito que você tem que mudar, você tem que estar satisfeita com você mesmo e deixar as outras pessoas se foderem... pensa nisso. -ela levantou e caminhou até umas outras meninas-
Eu: Vou pensar. -respondi pra mim mesmo enquanto abaixava a cabeça-

        Senti meu celular vibrar e olhei pro Zayn, ele não poderia me mandar mensagem, eu tinha trocado o chip e ninguém tinha meu antigo número. Peguei meu celular da bolsa e mexi nele a mensagem era desconhecida, ainda não sabia que mensagens poderiam ser enviadas assim, abri a mensagem e tinha um enorme texto que eu não entendia, e então eu fui descendo mais até que apareceu um emoticon de um sorriso e um texto menor.

“Que bom que está de volta, agora está andando com segurança SeuApelido?”

        Embaixo tinha uma foto minha e do Zayn de costas, tirada hoje, encarei a tela do celular mais uma vez, e voltei lá pra cima pra ver se em algumas desse texto estranho tinha o número de quem me ligou, mas nada, levantei pegando a minha bolsa e fui na direção do Zayn e coloquei o celular na mão dele que me perguntou o que era, suspirei e fiquei do lado dele enquanto os “amigos” dele conversavam entre si. Zayn me olhou e pediu para eu traduzir o que estava escrito, e eu traduzi ele me olhou e então me entregou meu celular.

Zayn: Vamos embora daqui. -ele pegou na minha mão e fomos andando, ele se despediu dos caras e saímos- O que foi aquilo?
Eu: Não sei, alguém me enviou isso.
Zayn: Vamos levar pra polícia.
Eu: E do que vai adiantar?
Zayn: Nada né?
Eu: Acho que não. -ele foi na direção do carro e eu entrei-
Zayn: Isso é estranho porra, você acabou de chegar e eles já tiraram foto de você, você tem noção de quem seja?
Eu: Não, nenhuma noção.
Zayn: Cara isso me assusta!
Eu: Só você? Me assusta também né querido.
Zayn: Vamos embora pra casa, quando chegar lá você pensa direito se não tem alguém que sabe teu apelido, que sabe seu número, que sabe que você chegou. -ele ligou o carro-
Eu: Ok.

        Eu tinha uma pessoa em mente, mas não poderia ser, já que o mesmo estava na cadeia a três anos e pegou cinco anos de prisão. Ainda tinha duvidas, eu pensava que poderia ser o Carter, mas ele não saiu da cadeia ainda, não poderia ser ele. Não tinha mais ninguém que sabia meu apelido e muito menos o meu número do celular. Só faltava essa pra minha vida ficar ainda mais confusa.
[…]
        Chegamos em casa e a minha irmã estava sentada na calçada e quando nos viu, ela levantou, eu e o Zayn não tínhamos mais tocado no assunto, e eu estava passando mal por Zayn dirigir tão rápido, tivemos sorte de nenhuma viatura encontrar com nós.

Jasmine: Porque não me esperou na hora da saída?
Eu: Eu sai antes da escola. -disse caminhando pra dentro de casa-
Jasmine: Você vai ter que me levar em uma festa hoje.
Eu: Como é? -parei e a olhei-
Zayn: Agradeceria se vocês falassem em inglês. -dei ombros-
Jasmine: Fui convidada pra festa da Milena, e eu vou.
Eu: Mulheres grávidas não vão a festas.
Jasmine: Não sou mulher.
Eu: Vai se acostumando, a partir do momento que você abre suas pernas para um homem enfiar o órgão masculino dele dentro da sua intimidade, com certeza você já é uma mulher.
Jasmine: Mas eu quero ir pra festa da Milena, ela é a minha melhor amiga.
Eu: Ah então, já contou pra ela que tá grávida.
Jasmine: Não.
Eu: Bom, deixa eu te avisar que pra melhores amigos contamos nossos segredos.
Jasmine: Eu não contei, e nem vou contar. Há segredos que não contamos para os nossos amigos. Vai me levar ou não?
Eu: O Zayn te leva.
Zayn: O que tem eu?
Jasmine: Mas dai as meninas vão ficar com fogo pra cima dele e nem vão dar atenção pra mim.
Eu: Eu não quero ir pra festa Jasmine, entende... eu não gosto dessas coisas.
Jasmine: Por favor SeuNome? -bufei e entrei dentro de casa, deixando ela e o Zayn sozinhos, subi a escadas e entrei no meu quarto me jogando na cama, peguei meu celular e comecei a mexer naquela mensagem, eu queria entender quem era. Não queria mais problemas pra mim- SeuNome, eu nunca mais te peço mais nada, me leva nessa festa. -me virei e larguei o celular em cima da cama a olhando-
Eu: EU TE LEVO PRA ESSA MERDA. -gritei e ela comemorou pulando na cama- SAI. Mas o Zayn vai junto comigo. -Zayn logo sorriu mesmo não entendo nada e veio para a minha cama também- Agora saem do meu quarto. -disse eu, mas como sempre tinha que dizer em inglês-
Zayn: O que tem eu? 
Eu: Vamos em uma festa! -falei sem o olhar- 
Zayn: Ah vamos, e... é de adolescentes? 
Eu: Não, festas com balões e palhaços. -ele fechou o sorriso- 
Zayn: Tá de brincadeira? É isso que você faz aqui? Vai pra festa com balões e palhaços? Vai me dizer que só vai ter criança. 
Eu: Oh, acertou em cheio. 
Zayn: Não, SeuNome... por favor, não me faça ir em um lugar desses. -fez uma carinha fofa- 
Eu: Desculpa Zayn mas, você vai... 
Zayn: Eu sofro bullying na Inglaterra, sofro bullying no Brasil, ainda vou ter que ir para uma festa de criança, já não basta as minhas duas irmãs mais nova que são um saco. Oh SeuNome, por favor, me deixa dormir. Lembra do fuso horário. 
Eu: Cala a boca Zayn.
Zayn: Você não é muito gentil né?
Jasmine: Agora, que você percebeu? -ela falou em inglês-
Eu: SAEM LOGO. Vai, meu pé tá doendo, eu tô com a cabeça latejando, me deixem dormir.
Zayn: Ok, vamos deixar... porém, eu volto na hora da festa, -fez uma careta insatisfeita- e se arruma bonitinha tá SeuNome?!
Eu: Tá achando que eu sou você, Zayn.
Zayn: Querida eu tenho estilo. Se eu for de mendigo eu estarei bonito.
Eu: IDIOTA! -gritei- SAI. -ele gargalhou e saiu sendo seguido pela Jasmine, peguei o celular de novo e comecei a mexer na agenda e achei o número do Carter, então eu mandei uma mensagem para ele, mesmo sabendo que não responderia, já que estava na cadeia.-

“Se você mandou alguém me vigiar, é melhor você parar.. isso não vai acabar legal... pra você”

        Como eu previa, ninguém respondeu, abri de novo a foto que tinha me mandado por mensagem, eu queria entender porque alguém estava me vigiando, não tem nem por que disso acontecer, era tão idiota e frustrante, ao mesmo tempo. Apoiei minha cabeça no travesseiro e fiquei olhando pro teto e pensando em quem poderia ter me mandado essa mensagem. Fiquei ali por um tempo, até que resolvi ir na padaria da minha tia, fazer algumas perguntas. Levantei da cama e calcei um chinelo e dedo e coloquei um vestido simples, desci as escadas e o Zayn jogava videogame na sala enquanto escutava música com o fone de ouvido e o chuveiro estava ligado, provavelmente Jasmine tomava banho, abri a porta devagar e sai, logo que coloquei meus pés na rua, me impulsionei e comecei a correr. Cheguei na padaria antes mesmo do que imaginava e entrei respirando ofegante, tinhas algumas pessoas tomando café, sorri de lado e entrei.

Marcela: Que bom que veio aqui SeuNome, estava precisando de gente para me ajudar.
Eu: É, mas só tem cinco pessoas aqui e todas já foram atendidas.
Marcela: Ah não, não é aqui linda. É lá atrás.
Eu: O que tem lá atrás?
Marcela: As coisas pra você me ajudar.
Eu: Nossa, eu tô com uma dor no corpo, sabe... acho que vou pra casa.
Marcela: Não senhora, agora que está aqui, agora me ajuda. -ela segurou no meu braço e entramos na dispensa da padaria, olhei em volta e estava cheia de caixas.- Agora você abre as caixas o que for de plástico você coloca ali, e o que for comestível você coloca dentro da geladeira.
Eu: Não vou fazer isso sozinha.
Marcela: E eu não disse que você ia. -ela sorriu e andou para a porta dos fundos e o empurrou abrindo, encarei a porta e logo vi uma menina entrar, seus cabelos castanhos e os olhos azuis como o céu, suas olheiras bem escuras como a noite e mais magra que as modelos do Victoria's Secrets, suas mãos tremiam e seu nariz continuava em pé como se fosse superior, arregalei meus olhos e olhei para ela espantada.-

Eu: O que exatamente, ela faz aqui?  

Continua

<<< Capítulo Anterior                                                     Próximo Capítulo >>>

Oiii :) Eu queria me desculpar por não ter postado antes, eu botei na cabeça uma ideia nova para fanfic que não sosseguei enquanto não tivesse ela toda escrita no word, porque assim, quando eu tenho uma ideia, eu escrevo um ou dois capítulos e depois eu deixo de lado, ai quando vou ver de novo, eu leio e fico achando a história babaca, mesmo que na hora que eu tive a ideia eu achei muito da hora, então, eu tenho que escrever todas as ideias para depois eu não achar babaca e continuar escrevendo, mas acho que essa vai ser a mesma coisa, porque eu já tô com um pouquinho dessa angustia de achar que tá babaca e olha que eu fiz sinopse, sinopse de personagem, fiz vários rascunhos, resumos e sei lá. Não sei, acho que não tá legal. Enfim, espero que tenham gostado desse capítulo e quem vocês acham que é? Bom, e lembrando que: Vou responder os comentários dessa postagem, e da postagem anterior também. Eu lembro que tinha alguma coisa pra falar, sobre algo novo que saiu mas eu não lembro o que é, então eu deixo pro próximo post se eu lembrar :D eu escrevendo a bíblia aqui, não liguem. Bom, então é isso. Até mais, beijos! Fiquem com Deus.

36

36 comentários:

  1. Mds tua fic é mto vida to apx.
    continua logo
    Bjaao <3
    garota do dobby

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwwn, obrigada por ler :))
      Vou continuar sim. CARA não sei porque mais eu tenho uma crise de risos toda vez que vejo "Garota do Dobby" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  2. Continua minha filha.... Esta perfeito!!

    xX: Duda Druzian

    ResponderExcluir
  3. Continua, está cada vez mais perfeito!
    Com amor, Jane.
    http://diario-de-uma-directione.blogspot.com.br/2013/09/chasing-dreams-eighth-chapter.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou continuar sim, obrigada :))x
      Até :D

      Excluir
  4. HEHEHEH. CAralhio.ta mto perfeito man. Quero dar pra ti. Ta vou parar com as minha noias. Elas afetam o cerebro. Enfim. Nao sei nem oq estou falando. Caralhio. Enfii. Peeerffeeeiiiitooooo . Acho que é a menina que tava com ela e o carter na hora do roubo. Desculpa. Eu eu sou esquecida :( mas... Faz logo essa continuassaum. Maniuh. Kkkkok parei
    .desvulpa os erros. Meuntelefone ta uma.merda. hahah
    Xx Liara Jacob.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK MAS MENINA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK OZADA KKKKKKKKKK
      É a maconha do Zayn né?
      Vou continuar sim kkkkkkkkkkkkk Manera na maconha Liara. :D

      Excluir
  5. Sou Arianator e estou adorando a ideia da fanfic!

    ResponderExcluir
  6. Haaaaaaaaaaaaa amei esta per-fect plaese continuaaaa
    *____________*

    ResponderExcluir
  7. O tatuados é o cara que tava preso ne?! '0'

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. MEU DEUS, continua please, vc ta me inspirando... To fazendo um imagine e quero ser moderadora... hahaha próximo concurso TO DENTRO*~~~*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwn, que bom que to te inspirando :)x OPA, tomara que tu consiga hein :)x

      Excluir
  10. O zayn ta traindo aquela namorada dele (não lembro o nome) com a seunome?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Nina? Não, ele não tá traindo não. :)x Zayn é um safado.

      Excluir
  11. Nina o nome da namorada eu acho ^^

    ResponderExcluir
  12. Continua por favor!Eu te imploro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou continuar sim :)x
      Obrigada por ler

      Excluir
  13. Ainnn ta perfeita d+++++++ continuaaaaaaaa plese, eu nessecito da sua fic. E essa garota e a raquel né?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn Poxa, :3 Vou continuar sim :))x
      Talvez seja ela.

      Excluir
  14. Adorando a sua fic..
    Curiosa pra saber quem é o pai do filho da Jas..
    By: Genilda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada.
      Em breve tu vai se impressionar com o que ela vai falar.

      Excluir
  15. Adorando a sua fic..
    Curiosa pra saber quem é o pai do filho da Jas..
    By: Genilda

    ResponderExcluir
  16. Pr favor posta logooo tá perfeita a fic.

    ResponderExcluir